Gatos

Gatos surdos: causas, prevenções e cuidados

Você sabe o que é surdez felina? Sabe como prevenir? Como lidar com um gato surdo? Descubra mais sobre essa condição, e aprenda a cuidar de seu gato surdo.

por

Lucas Silva

Publicado em

Um dos problemas menos debatidos, quando a gente pensa em gatos, é a surdez felina. Gatos podem ser ou ficar surdos? A resposta, infelizmente, é que sim, ele podem. A parte mais tranquila é: um gato surdo consegue ter uma vida tão confortável e feliz quanto um gato que ouve.

Porém, você sabe o que é a surdez felina? Como identificar e prevenir? Como lidar com esse problema, se ele acometer o seu amigo? E, a pergunta que todo o tutor de gatos já fez, e que é uns 50% de resultados de pesquisa no Google sobre gatos surdos:

Gatos Brancos são surdos?

Buscando essas e outras respostas, pesquisamos para vocês. Confiram nessa postagem seu guia definitivo sobre surdez felina!

ANÚNCIOS

Surdez felina: o que é?

Quando falamos de surdez felina, estamos diante de duas possibilidades de problemas. A primeira é relativa à anatomia do ouvido do gato; a segunda, à parte neurossensorial do gato. Vejamos:

ANÚNCIOS

1. Surdez estrutural

A surdez estrutural diz respeito a alguma alteração na anatomia dos ouvidos do gato. Algum problema do órgão, a bem dizer. As causas podem ser as mais variadas: uma infecção por agente externo (ácaros, bactérias, etc.), a presença de fluídos, pólipos (crescimento anormal de tecido) ou tumores, cicatrizes ou luxações…

A parte “boa” nesse caso, é que esse tipo de surdez (quando identificada cedo) costuma ser temporária, e pode se tratada com remédios, pomadas ou operações. Isso significa que:

Você precisa estar com as visitas ao veterinário em dia! Só esse profissional saberá identificar sintomas de surdez no seu gato!

2. Surdez Neurosenssorial

A surdez neurosenssorial tem esse nome complicado por um motivo: porque ela é relativa aos sensores neurológicos do seu gato. Ou seja, como o cérebro recebe e interpreta informações sonoras.

Esse tipo de surdez é bem mais grave, porque em geral, ela é irreversível, e parte de suas causas pode estar relacionada a anomalias genéticas do gato. Fatores como doenças e exposição do gato a sons muito altos, também podem ser causadores.

Isso significa que existem raças de gato com mais chance de ficarem surdos que outros?

Em parte. Não se trata propriamente de uma raça, mais de um gene que altera algumas características do gato, como a pelagem e os olhos. Como assim?

Na hora da fecundação, um gene, chamado pelos veterinários de W estará presente e, poderá influenciar, mais ou menos, na formação genética dos gatos. Essa influência do gene W pode fazer o gato nascer com os pelos totalmente brancos, os olhos azuis (um ou ambos) e, pode influenciar também no aparelho auditivo do gato.

Então, sim, gatos brancos de olhos azuis tem tendência maior à surdez, que gatos de outra cor. Mas lembre:

Ter tendência não significa regra.

Gatos brancos de olhos azuis, não necessariamente, desenvolverão surdez.

Assim, surge a pergunta: como identificar a surdez em um gato?

ANÚNCIOS

Surdez felina: diagnóstico

Diagnosticar a surdez felina nem sempre é fácil. Primeiro, porque às vezes ela é em apenas um ouvido. Segundo, porque às vezes a ação esperada pelo paciente (o gato) não se deve á surdez, mas sim, às variações de humor.

Por esse motivo, o médico veterinário vai pedir uma série de exames que visem identificar sintomas de surdez no gato, ou mesmo o comprometimento total do aparelho auditivo.

Os exames podem incluir otoscopia (um exame do ouvido interno), históricos clínicos, entrevista com o tutor, para identificar comportamentos. Exames em busca de parasitas, bactérias e demais invasores também podem ser requeridos.

Por fim, há um exame chamado BAER, que envolve eletrodos, e serve para medir a atividade elétrica no cérebro – um exame indolor, diga-se de passagem.

O mais importante de lembrar é: se a surdez for temporária, ela pode ser enfrentada. E se ela for definitiva, o veterinário vai saber orientar outros cuidados específicos.

Por isso, você já sabe: Nunca deixe de ir ao veterinário com frequência!

Você mora em um apartamento e quer criar um gato? Tem medo das janelas? Acha que ele não vai se adaptar? Descubra aqui tudo sobre gatos em prédios!

Eu consigo identificar sinais de surdez felina?

Se você tem suspeita, mas não sabe se elas são fundamentadas ou não, se atenha à alguns sinais, que podem indicar que seu gato tem surdez – total ou parcial.

  1. Você chama seu gato pelo nome e ele não responde?
  2. Você chega em casa (faz barulho na porta, com às chaves) e ele não reage?
  3. Acontece algum barulho muito alto (uma freada de carro ou um rojão) e seu gato não se assusta?
  4. Ele parece estar mais sensível aos aromas?

Esses sinais podem indicar algum desvio no sistema auditivo. Mas, como a gente já disse acima, só o veterinário poderá dar um diagnóstico com 100% de precisão.

ANÚNCIOS

Meu gato é surdo: e agora?

Se o seu gato for surdo, temporária ou definitivamente, o primeiro passo é não se desesperar. Gatos são alguns dos animais domésticos com a melhor capacidade de adaptação que há.

Pense que seu gato recebe informações sobre o meio que o cerca por vários órgãos. Pelos bigodes, pelos olhos, pela boca, pela pelagem, pelas patas e pelo nariz. Tudo isso é complementado pela audição. Então, se o gato perder uma habilidade, ele vai compensar ela com outras.

Além disso, algumas coisas são essenciais para que seu gato surdo viva bem.

Evite sustos

Seu gato não vai perceber sua presença pelo som, e dar sustos neles (chegar sem ele perceber) vai deixar o bichano amis estressado.

Então, você pode começar a associar sua presença a outras coisas, tipo um perfume, um acender ou apagar de luzes, um brinquedo específico – por exemplo, você joga uma bolinha de pano sempre que quiser chamar a atenção dele.

Reeduque o seu gato

Contrariando o mito de que gatos não podem ser educados e treinados, eles não só podem, como o ideal é que sejam. Onde fazer xixi, onde não ir, o que é proibido…

Com um gato ouvinte, isso fica um pouco mais fácil, porque ele vai associar a palavra “Não” a um comportamento esperado. Com um gato surdo, você vai precisar de outras formas de comunicação.

Prefira expressões faciais, gestos com as mãos, ou a velha técnica de premiar comportamentos (você premia uma ação correta com um petisco).

Como dissemos no artigo sobre adestramento, o spray de água não funciona. Só vai deixar o seu gato irritado, ou com medo. Então, imagine agora, que ele perdeu uma das habilidades, o que significa fazer alguma coisa, e de repente… aquela água gelada!

Mantenha seu gato em segurança

Se antes do gato ficar surdo, sair para a rua já não era recomendado (por conta de doenças, carros, outros animais e pessoas maldosas), agora que ele não ouve é simplesmente proibido.

Seu gato não vai ouvir um latido de cachorros territorialistas, se ele eventualmente pular num quintal. Não vai ouvir um carro, se ele estiver passeando de noite. Não vai ouvir você chamando ele de volta…

Se passear for algo essencial para o seu gato (mas nem sempre é), prefira colocar a coleira nele.

Faça seu gato surdo interagir com outros animais da casa

Se você tiver outros animais em casa, se eles convivem bem com seu gato, o momento é de colaboração.

Promova brincadeiras entre os pets, com brinquedos. Estimule a convivência. Faça o seu gato surdo e os demais pets dividirem os espaços, quando você não estiver presente.

Seu gato surdo vai copiar os outros pets (principalmente se eles forem gatos). Ele vai se guiar pelos outros pets, seja ouvindo você chamar, seja ouvindo uma eventual ameaça.

O mais importante é

Que você se lembre: um gato surdo ainda pode fazer, praticamente, tudo o que um gato não surdo faz. E o principal é amar você (no estilo gato de amar). Para isso, basta que você esteja lá, cuidadoso, dedicado e paciente, pronto para se doar por seu gato surdo.

A surdez felina é um problema. Mas é um problema que seu gato, com sua ajuda e afeição, vai superar rapinho!


E você, já teve ou tem um gato surdo? Como ele ficou surdo? Como foi se adaptar e cuidar dele? Conte para nós nos comentários

E, para não perder mais nenhuma postagem do Senhor Gato, assine nossa newsletter e fique por dentro do melhor conteúdo do mundo felino!

Escritor e professor. Escreve sobre literatura, poesia, animais, filmes, séries e demais coisas de cultura. Já publicou dois livros de poesia e logo publica mais um.

Listas

18 GIFs de gato que vão te fazer chorar de rir

por

Senhor Gato

Publicado em

| Atualizado em

Se você nunca deu boas risadas com um gif no qual o protagonista era um gato, então não sabe o que está perdendo. Eles são, simplesmente, donos dos melhores gifs na internet. Confira a seguir alguns deles e se divirta!

1. Badass

2. Sucesso com as gatinhas

3. Tá pago!

4. Dublê de Star Wars

5. Direita, esquerda. Esquerda, direita

6. Nível avançado em Parkour

7. Agora eu te pego!

8. Mas será mesmo?

9. Rendido

10. Estilo é para poucos

11. Eu digo "Hey", vocês "Ho"!

12. Babado!

13. Hora do post

14. Senhor, estaremos fazendo o cancelamento

15. Quando eu lembro que minha dieta é lowcarb

16. Só observando as pessoas falarem de mim

17. Dieta na segunda-feira sem falta!

18. Me parece bom

Continuar Lendo

Em Alta