Gatos

Como escolher uma areia de gato adequada?

Quem é tuto de gatos, sabe que a caixinha de areia dos gatos é uma das coisas mais importantes para quem tem esses bichanos em casa. O gato vai utilizar essa caixinha para fazer cocô e xixi e, se ela não for adequada, o gato ainda fará cocô e xixi – mas não será na caixinha.

Outra coisa a ser considerada é a possibilidade de o gato até aceitar a areia – mas ela ter inconvenientes como causar alergia no felino (ou em você), ser difícil de limpar, não “render”, começar a cheirar mal…

Muita coisa não é mesmo? Mas, escolher a areia certa não precisa ser um drama sabia? Então, qual escolher? O que considerar na escolha? O que pode influenciar a sua decisão?

Anúncios

Não é “só areia”

Gatos são muito sensíveis

Se você já estava pensando em ir no depósito de materiais de construção mais próximo, e lá comprar um sacão de 20 kg de areia de rio, saiba que essa não é a decisão mais acertada.

Você pode optar por essa decisão, é areia de rio, e há muitas chances de o gato não rejeitar ela, e nem ter qualquer dano à sua saúde. Mas essa tem algumas desvantagens, e as principais são o cheio e a higiene.

Seu gato não vai fazer cocô e xixi em um meio natural. A caixinha dele não é um pedaço da natureza, então, sem o descarte correto, essas substâncias não vão virar adubo, e sim, um ponto de poluição na sua casa. Essa areia de rio vai cheira mal, a umidade dela vai gerar lama (que vai passar para o chão da sua casa, pelas patas do gato), e possivelmente, vai atrair mosquitos para ela.

Então, prefira utilizar areias compradas em petshops. Reforçando, a areia da caixinha dos gatos não é “natureza”: é um recurso de higiene para seu gato.

Anúncios

Areia “seca” ou areia “úmida”?

Areias de gato são diferentes de areias da natureza

Quando falamos em areias para gato secas ou úmidas, estamos usando termos genéricos para dois tipos de areia de gato. As aglomerantes e as absorventes.

Elas são vagamente parecidas com areias de desertos, mas a composição delas é diferente, e é pensada, especialmente, como um produto funcional – isso é, para servirem a uma função específica, as necessidades do gato.

Algumas areias de gato até podem levar sílica (elemento presente na maior parte das areias de deserto). Outras, são feitas com outros materiais, como madeira e argila. Todas têm vantagens e desvantagens.

Areias absorventes

Areias absorvente são ideais para casas menores

As areias absorventes costumam ser de serragem ou sílica e a grande vantagem delas é na questão da higiene.

Essas areias não deixam um cheiro forte, como o próprio nome diz, elas absorvem a maior parte do cocô ou xixi do gato. isso é ótimo, porque evita a formação de uma lama. Isso quer dizer que seu gato não ficara com os pés sujos por essa areia, e, não vai espalhar ela pela sua casa.

São areias ideais para quem mora em lugares com pouco espaço para o gato. As de sílica costumam ainda reduzir ou eliminar completamente os odores. Em apartamentos sem ventilação constante, isso faz enorme diferença.

A maior desvantagem dessa areia é o custo dela. Por ser um produto altamente processado, e com processos fisioquímicos complexos, seu valor costuma ser muito acima da média, da mesma quantidade de um material natural.

A limpeza pode ser um pouco mais complicada, já que a tendência é que o xixi e o cocô do gato não virem aquela “bolinha”, igual acontece com areias aglomerantes. Então, eventualmente, você vai gastar mais areia, na hora de repor a caixinha.

E como você sabe, gatos têm um olfato, paladar, e pelos muito sensíveis. Isso faz com que essa areia artificial seja estranha a eles. Então, seu bichano pode recusar ela – ou mesmo ter alguma reação alérgica.

A rejeição costuma ser mais frequente no caso de areias de sílica. Já as areias perfumadas, essas podem até ser agradáveis para você, mas as chances de atacarem o olfato de seu gato são grandes.

Sim, isso mesmo. Você compra uma areia especial e mais cara, e seu gato odeia ela…

Anúncios

Areias aglomerantes

As areias aglomerantes são mais fáceis de limpar

Areias aglomerantes costumam ser ideais para quem mora em casas maiores. O xixi e o cocô do gato são “aglomeradas” por esse tipo de areia. Formam uma bolota, que é bem mais fácil de limpar.

A grande desvantagem, é que essas areias de gato não são muito desodorizantes. Ou seja, mesmo se você não demorar demais pra limpar, sua casa pode ficar com aquele cheiro desagradável. Em casas com pouca ventilação, e para caixinhas colocadas em abiente externo, isso pode ser um problema (atrair insetos).

Algumas areias aglomerantes são feitas de farinha vegetal e argila. Por esse motivo, essas areias costumam ser mais propensas a formar lama, e essa vai grudar nas patas e pelos de seu gato, possivelmente se espalhando pela casa.

Em relação ao preço, porém, costumam ser bem em conta.

Considere também o meio ambiente

Existem areias biodegradáveis – que não afetam o meio ambiente

Antes de escolher a areia do seu gato, pense, ainda, como vai ser o descarte dessa areia. Lembra que nós dissemos que a areia de gato não é “só areia”? Algumas são feitas com componentes que não são biodegradáveis.

Ou seja, você precisará jogar a areia no lixo. Ela não só vai ocupar espaço na lixeira, como, eventualmente vai contribuir com a poluição do planetas.

Uma areia de gato biodegradável, possivelmente, será um pouco mais cara, mas ela tem a grande vantagem de ser boa para o meio ambiente e boa para você, que não tem paciência de jogar a areia em um local de descarte adequado: podem ser descartadas na natureza ou na privada.

No vaso sanitário, elas vão ter o mesmo efeito de dejetos humanos. Já na natureza (que pode ser, inclusive, seu jardim ou seus vasinhos de plantas), essa areia pode virar até mesmo adubo.

Você ajuda seu gato e seu planeta!

Adaptando seu gato para a caixinha de areia

Seu gato também precisa aprovar a areia

Depois de fazermos esse panorama, você se sente pronto para comprar a areia de seu gato, não é? Mas antes, considere uma coisa: seu gato precisa gostar da areia.

Não adianta você colocar as contas no papel, pensar na areia mais adequada pro seu estilo de vida (em termos de ideais e tempo para higiene diária) e o gato não aprovar também. Logo, no primeiro momento, o ideal é você comprar algumas opções e deixar seu gato escolher.

Não aceite, tão rápido, a decisão dele. Espere pelo menos uns dois meses. O gato pode mudar de ideia, e se você comprar uma quantidade muito grande de um tipo que ele não aprovar, não vai adiantar insistir.

E lembre: o ideal é seu gato ter duas caixas de areia espalhadas pela casa. E ainda, se você tiver mais de um gato morando com você, talvez seja necessário até mesmo dois tipos de areias diferentes.

Porém, não se assuste

O cocô e o Xixi do seu gato não precisam ser um drama

A higiene de seu gato não é algo difícil de ser feito. E nem precisa ser. Basta você ter um pouco de paciência e bom senso. No início pode ser um pouco mais complicado, em termos de custos, adaptação e organização da sua casa.

Mas logo que você encontrar o local ideal para a caixinha do gato, e a areia que o felino mais gostar, seu gato será só alegria, enquanto faz xixi e cocô sem preocupações!


Como foi a escolha a areia do seu gato, pra você? O que você levou em conta, na hora de escolher? Como foi o processo de adaptação do felino?quais as vantagens e desvantagens da areia que você escolheu? Conte para nós como foi, nos comentários. Diga se esquecemos de abordar alguma coisa.

E para não perder mais nenhuma postagem do Senhor Gato, assine nossa newsletter e fique por dentro do melhor conteúdo sobre gatos e demais pets!

Sobre o autor

Lucas Silva

Escritor e professor. Escreve sobre literatura, poesia, animais, filmes, séries e demais coisas de cultura. Já publicou dois livros de poesia e logo publica mais um.

Em Alta

content

Cuidados com as unhas: saiba 10 dicas sobre isso!

Os cuidados com as unhas são importantes, pois elas podem refletir muito sobre a nossa saúde! Por isso, veja algumas dicasaqui!

Continue lendo
content

Moda consciente: o que é e como usar?

A prática da moda consciente é importante, porém não é muito difundida atualmente. Por isso, clique aqui e saiba mais sobre isso!

Continue lendo
content

Plano de saúde para animais Pet Mais Vida: veja sobre!

O plano de saúde para animais Pet Mais Vida é um dos mais completos planos para garantir a saúde dos melhores amigos do homem! Veja aqui!

Continue lendo

Animais

Viajar sem seu animal: Pet Hotel ou Pet Sitter

Você vai viajar de avião e não quer levar seu cachorro? Vai para aquela cidade de praia meio isolada, tem medo de levar seu gato, e o bichano se perder? Vai tirar uma segunda lua-de-mel e não quer levar seu filho de quatro patas?

Não tem problemas: deixe seu amigo em um Pet Hotel (Hotelzinho) ou com um Pet Sitter.

Apesar de viajar com seu bicho é superlegal, tem viagens que é melhor ele não ir; então, escolher um bom cuidador para ele é essencial.

O primeiro lugar é uma casa especializada, com uma equipe que vai garantir amor, carinho e cuidados para seu cachorro ou gato, mas num lugar estranho a ele. O segundo, é uma pessoa que vai na sua casa, durante algumas horas do dia, e lá vai se dedicar, exclusivamente, ao seu amigo peludo, dando todo o amor e cuidado que ele precisa.

Porém, qual é a opção mais adequada para seu animal? Qual é a mais adequada para o seu estilo de vida? A seguir, listamos algumas vantagens e desvantagens de Pet Hotéis e Pet Sitters, para te ajudar a decidir qual serviço escolher, e assim, poder aproveitar sua viagem, sem preocupação!

Conforto

Se para nós, sair um pouco da rotina, experimentar uma cama nova, acordar com uma bela paisagem é renovador, para o cachorro ou gato, às vezes é assustador. Pense bem: ele está em um lugar que ele não conhece, com pessoas e animais que ele não conhece.

Assim, o chamar um Pet Sitter é uma opção bem melhor, em termos de conforto. Seu animal não vai sair do lugar dele, da cama dele, não vai se afastar dos seus brinquedos e do seu cantinho do xixi…

Claro que tem animais que conseguem se dar muito bem em lugares novos. Também temos Pet Hotéis que, igual hotéis para pessoas, são muito mais luxuosos que nossas casas. Então, se você acha que seu amigo merece dar essa variada de ambiente, vale a pena investigar.

Mas é como diz o ditado: não há lugar como nosso lar.

Ponto: Pet Sitter

Socialização

A não ser que você seja o tutor de vários animais, quando você viaja, seu gato ou cachorro vão ficar sozinhos em casa. O Pet Sitter vai na sua casa, vai brincar com eles e, eventualmente, poderá levar seu amigo para passear. Mas ele ficará sozinho, principalmente de noite.

Gatos são, por instinto, animais mais propensos a ficarem sozinhos. Pense em um tigre, ou um leopardo: grandes felinos solitários. Diferente de cães, que evoluíram dos lobos, que viviam em enormes alcatéias. Assim, em um Pet Hotel, seu animal vai interagir com outros bichos da sua espécie e até de outras.

Para algumas raças de cachorro e até de gatos, ficar muitos dias sozinho pode ser bastante estressante. Pense bem: um som diferente, pessoas diferentes no bairro, ou situações inesperadas (como gritos de torcedores em dias de jogos) são coisas que vão assustar seu animal.

Se ele estiver com outros animais, no Hotelzinho, vai se sentir mais seguro, mais acolhido. Na sua casa, principalmente de noite, ele não terá ninguém para passar essa sensação de segurança.

Ponto: Hotelzinho

Atendimento individual

Quando falamos dos nossos animais, todo dono é igual: “todos os gatos são parecidos, mas só o meu gato faz isso”, vão dizer os donos. O mesmo vale para cachorros.

Dessa forma, o serviço que vai, melhor atender às necessidades exclusivas do seu animal, é um Pet Sitter. Nos Pet Hotéis, é claro que seu cachorro ou gato será muito bem cuidado, será observado de perto por cuidadores especializados e carinhosos, e vai brincar bastante. Mas, será um tratamento genérico – porque terão lá muitos outros animais

Dessa forma, só um Pet Sitter, contratado para cuidar exclusivamente do seu animal, vai saber fazer aqueles cafunés e brincadeiras que só o seu cachorro ou gato gostam. Essa pessoa estará lá para entender seu amigo peludo, para se dedicar exclusivamente para ele, e eventualmente, para fazer chamadas de vídeo para você falar com seu bichinho.

Além disso, alguns Pet Sitter podem fazer visitas ao seu animal, algumas semanas antes da sua viagem. Assim, seu gatou ou cachorro não vão estranhar quando ele for lá, e você não estiver, e o profissional já vai conhecendo melhor, cada necessidade própria, do seu amigo peludo.

Um Pet Sitter é alguém que vai amar seu pet tanto quanto você.

Ponto: Pet Sitter

Seu gato está entediado? Descubra aqui arranhadores divertidos e diferentes para ele se distrair!

Segurança

Quando você hospeda seu gato ou cachorro em um Pet Hotel, lá haverá monitoramento por câmeras, 24 horas, provavelmente, um veterinário plantonista, além de diversas pessoas, cuidando para que seu cachorro não sinta frio, fome sede, e fique sempre limpo. Ou seja, é um lugar seguro, administrado por pessoas experientes e dedicadas.

Um Pet Sitter precisa ser uma pessoa de sua extrema confiança. Existem alguns pet shops que, eventualmente, oferecem o serviço. Mesmo assim, pense bem: trata-se de uma pessoa que vai entrar, sozinha (é o que se espera) na sua casa, e, sem ninguém ver, e sem nenhuma presença de câmeras de monitoramento, vai cuidar de seu amigo – e ter acesso às suas coisas.

Por isso, é muito importante você pesquisar bem, quem é o Pet Sitter, caso opte por esse serviço. Pesquisar referências, o que falam dele nas redes sociais, se há fotos do profissional com outros cães e gatos, se ele tem conhecimentos básicos de veterinária e primeiros socorros, se ele sabe sobre alimentação animal…

Além disso, haverá períodos em que o seu animal estará sozinho, no caso de contratar um Pet Sitter. Assim, se acontecer algum problema na casa, no momento em que o Pet Sitter já tiver ido embora, não terá lá ninguém pra resolver isso de forma rápida.

É claro que existem milhares de Pet Sitters excelentes, como também existem Pet Hotéis com atendimento e instalações que deixam a desejarem. Por isso, pesquisar sobre Hoteizinhos, ver avaliações em sites especializados e redes sociais, procurar fotos, é muito importante.

Mas, de maneira geral, Pet Hotéis são mais seguros – em uma avaliação genérica.

Ponto: Hotelzinho

Valores

Um Pet Sitter é um profissional que vai dedicar algumas horas do seu dia, exclusivamente, ao seu gato ou cachorro. Ele estará com seu animal por certo período de horas, vai conversar com ele, levar para passear, dar banho, fazer toda a higiene…

Em um Pet Hotel, seu animal será cuidado, limpo, bem alimentado, brincará bastante. Mas ele não será o único animal do lugar.

Logo, alguns serviços de Pet Sitter podem ser tão caros quanto de um Hotelzinho, se não mais.

O Hotelzinho tem o custo com lavanderia e limpeza das áreas comuns, ração, eventuais remédios e brinquedos (principalmente se você tiver um cachorro que adora destruir coisas), além das contas como água, luz e eletricidade. E alguns são tão luxuosos quanto hotéis de luxo para pessoas.

Um Pet Sitter vai cobrar pelo horário que estará, pelo serviço (só alimentar e brincar? Correr com o animal? Aparar o pelo e as unhas?), mas não vai somar ao valor total as contas como mercado, farmácia e brinquedos. Logo, talvez seus valores sejam menos, mas nesse caso, você terá que arcar com todas as outras contas.

Então, vale você pesquisar bastante, sobre a estrutura e as facilidades de cada serviço, se a questão do valor for um problema.

Ponto: Empate

Resultado

Tanto um Pet Sitter quanto um Pet Hotel podem ser escolhas boas ou não, para o seu gato ou cachorro, quando você for viajar. A primeira coisa a fazer é você analisar o que você acredita que será o melhor para seu amigo. Em segundo lugar, você deve pesar as vantagens e desvantagens de cada serviço, e então, procurar aquele que for o melhor possível, o que mais te agradar e te passar confiança, dentro das suas condições.

Cada serviço tem seus pontos positivos e negativos, e, como cada gato e cada cachorro é um ser único, às vezes, um serviço será melhor para o bichano de um tutor, mas não será para outro.

Por isso, é importante você conhecer seu pet, e então pensar consigo mesmo, qual serviço será melhor para ele. O mais importante é não deixar a oportunidade das suas merecidas férias passar. Seu animal ficará bem, se o serviço escolhido for realizado por pessoas dedicadas e carinhosas.

Todo mundo merece umas férias. Até nossos amigos de quatro patas!

E você? Já hospedou seu gato ou cachorro em um Hotelzinho? Já contratou um Pet Sitter? Conte para nós como foi, nos comentários. Diga se esquecemos de abordar alguma coisa.

E para não perder mais nenhuma postagem do Senhor Gato, assine nossa newsletter e fique por dentro do melhor conteúdo sobre gatos e demais pets!

Você também pode gostar

content

Curso de yoga massagem ayurvédica: conheça 5 opções!

O curso de yoga massagem ayurvédica é um plus para quem já conhece a yoga e deseja se apronfundar ainda mais em seus conhecimentos. Veja!

Continue lendo
content

Curso de Cabeleireiro Prime Cursos gratuito: veja!

O curso de cabeleireiro prime cursos é perfeito para quem está buscando ingressar na área de beleza e cuidados pessoais. Saiba mais aqui!

Continue lendo
content

Cuidar de cachorro em apartamento: veja 10 dicas!

Cuidar de cachorro em apartamento é bem simples, mas é necessário algumas adaptações para conforto do seu melhor amigo. Veja mais aqui!

Continue lendo