Dicas

Tudo sobre xixi de gato: entendendo a urina do seu felino

Por

Lucas Silva 

| Publicado em

Gatos, como todos os animais, fazem xixi para liberar as substâncias que passam pelos rins, mas não são úteis organismo. Isso de uma maneira bem geral, para deixar claro, o principal: seu gato faz xixi, e ele fazer xixi é sinal de saúde.

Mas, nem sempre, o xixi diário é sinal de saúde perfeita, sabia?

Primeiro, é importante dizer que o lugar onde seu gato faz xixi, fala sobre ele. Segundo, que às vezes, o xixi que ele está fazendo nem sempre é sinal de saúde.

Parece algo confuso, mas na verdade é bastante simples. Leia aqui, seu guia definitivo para entender essa substância tão importante, o xixi do gato.

ANÚNCIOS

Xixi de gato tem cheiro de… Xixi de gato!

A urina de gato cheira mal? Sim. Mas cheira mal, da mesma forma que a urina de uma pessoa, um cachorro ou outro mamífero.

De maneira bem geral, a urina de mamíferos é composta de cerca de 95% de água, cerca de 3% de ureia (uma mistura de sódio, cloro, potássio e outros componentes encontrados em proteínas) e 2% de outras substâncias. Essa mistura é resultado da filtragem do sangue feita pelos rins. Em outras palavras, o xixi é o componente líquido do sangue que não é aproveitado pelo corpo.

Já sua aparência e cheiro, isso é mais ou menos igual, a nossa. A urina de gato precisa ser amarela-clara, bem transparente, e ter um cheiro ácido leve. Alterações na forma, cor ou odor indicam, provavelmente, uma doença, e precisam ser tratadas o quanto antes.

Então, não tem jeito, o xixi do gato vai cheirar mal. Mas vai cheirar mal, como todo o xixi. Tipo o xixi do bebê, do cachorro, ou dos meninos da casa que se esquecem de levantar a tampa ou limpar os “vazamentos”.

Por isso, é importante que os donos de gatos combatam esse preconceito: de que xixi de gato cheira pior do que o de outros animais.

ANÚNCIOS

Por que o gato faz xixi na areia (ou, por que não faz)?

Provavelmente, você que acessa o Senhor Gato já leu em vários lugares uma coisa que a gente vive dizendo. Gatos são animais territorialistas, e tem ligações genéticas com gatos selvagens, leões e outros felinos não-domésticos.

Isso quer dizer que o gato fará xixi, às vezes, para marcar território. Como se aquele xixi fosse uma assinatura dele, mostrando que lá é ele quem manda.

Mas nesse caso, é importante você perceber que esse xixi será um pouco diferente do xixi normal. E ele pode ser evitado, com adestramento adequado, porque, diferente do que se pensa, os gatos não nascem sabendo (como e) onde devem fazer xixi.

Um gato tranquilo, bem alimentado, feliz com seu ambiente e rotina, e já adestrado, fará xixi na areia. A ciência não tem uma resposta tão clara para os motivos pelos quais os gatos fazem isso.

Porém, de maneira geral, o que a gente sabe é:

  1. Os gatos são animais que (no seu território) prezam pela limpeza e organização.
  2. Quando eles enterram a urina e as fezes, fazem isso para esconder sua presença, porque, instintivamente, estão despistando predadores.

Assim se seu gato estiver urinando fora do lugar, isso é um sinal de problemas.

ANÚNCIOS

A urina como demonstração de desagrado

Quando seu gato estiver estressado, ansioso, nervoso ou insatisfeito, ele vai demonstrar isso de várias formas. Pode ser miando, arranhando ou… Urinando.

Para identificar o problema, a gente precisa levar em consideração algumas coisas:

  1. Seu gato tem acesso a uma boa quantidade de comida saudável e balanceada, todo o dia?
  2. Seu gato tem acesso ilimitado a água potável, em temperatura adequada?
  3. Seu gato tem bastante espaço para brincar e descansar? Ele gosta dos brinquedos e arranhadores que tem?
  4. Seu gato está com as vacinas em dia?
  5. Seu gato tem uma rotina regular, sem grandes mudanças ou novidades?
  6. As caixas de areia de seu gato estão todas limpas? O ambiente em volta delas está limpo?

Você sabe como cuidar do pelo do seu gato? Sabe como lavar ele direito, mesmo se ele ficar molhado de xixi? Descubra aqui tudo o que você precisa saber sobre essa parte tão fofa do corpo do seu amigo

Todos esses fatores influenciam o humor de seu gato, e logo, a frequência e local da urina dele, sabia?

Apenas um veterinário conseguirá determinar qual desses fatores está influenciando o trato urinário de seu gato. Às vezes, a ração dele não está adequada. Outras, o animal está estressado ou ansioso por algum acontecimento, na casa. Em outras, ainda, pode ser o primeiro sinal de uma doença.

Por isso, é essencial que você acompanhe seu gato, a forma como ele urina, os locais onde ele está fazendo isso…

Seu gato está fazendo xixi no sofá só pra chamar a sua atenção? Provavelmente, sim. Então preste atenção no que ele está “falando”.

Identificando infecções urinárias

Assim, vamos considerar que nossos leitores são gatófilos dedicados, que cuidam de seus bichanos, dão comida adequada, brinquedos divertidos, e espaço de sobra para os peludos brincar (porque eu sei que vocês são!).

Mesmo assim, seu gato continua fazendo xixi fora da caixa. O que pode ser? Sinto lhe dizer, mas pode ser uma doença. Logo, é extremamente importante que você se atente aos sinais.

COR

A aparência da urina do gato, como a gente disse lá em cima, é de um amarelo claro e transparente, tipo um chá branco fraco. Se a urina estiver clara como água, ou amarelo escuro (ou até marrom, com manchas, ou pontos), esse é um sinal muito preocupante.

CHEIRO

Já em relação ao cheiro, como dissemos, é um cheiro ruim. Mas não é tão diferente do cheiro do xixi de uma pessoa ou um cachorro. Entretanto, se o cheio do xixi de gato for muito forte (ou sem cheiro nenhum), é melhor você se preocupar e elvar o animal ao veterinário.

REAÇÕES

Por fim, observe quando seu gato for urinar. Ele parece estar fazendo xixi sem dor? O jato é rápido e contínuo? As infecções do trato urinário causam dor e jatos de urina irregulares. Então, se seu gato mia ou rosna na hora de urinar, se preocupe e leve ele ao veterinário.

Quanto mais cedo você perceber esses sinais, mais cedo serão os tratamentos e, com ele, as curas.

ANÚNCIOS

A faxina da urina: limpando o xixi do gato

Por fim, faltou falar sobre uma coisa. Algo que pega até os tutores mais experientes de surpresa: a limpeza da urina de gato.

Não estamos falando da caixa de areia. Para isso existem peneiras próprias, e, é importante você sempre ter um saco de areia de gato nova, para renovar a caixa do gato.

Estamos falando de um acidente: seu gato saudável acabou de fazer xixi no seu tapete de macrome novo! E agora?

PRIMEIRO: ENCONTRE O XIXI

A primeira coisa a fazer, logo que você perceber que seu gato fez xixi fora da caixa, é limpar o local com papel-toalha. Mas sem esfregar, porque isso poderá, ao contrário, quebrar as partículas do xixi, fazendo ele ficar ainda mais entrelaçado aos fios ou poros da superfície onde está.

SEGUNDO: HORA DE LIMPAR

Em seguida, você pode usar um detergente ou sabão em pó específico para retirar odores de xixi (e cocô e vômito). Sempre seguindo, claro, as orientações do fabricante.

Por outro lado, se você não tiver esse produto na sua casa, no momento exato do “acontecimento”, siga uma receita infalível.

Você vai precisar de:

  • 2 partes de vinagre branco
  • 1 parte de água
  • 1 copo de água oxigenada
  • 1 colher de chá de detergente neutro
  • Bicarbonato de sódio

Misture os dois, e aplique sobre a região afetada. Espere uns 5 minutos. Então, espalhe o bicarbonato, e aguarde mais uns 10 minutos. Depois, misture a água oxigenada e o detergente, e esfregue a região afetada com a mistura, e deixe tudo secar naturalmente. Por fim, limpe o que sobrou com um aspirador.

Tiro e queda, quando seu amigo gato passar por um “acidente”.


E você, tem alguma história engraçada com xixi de gato? Tem alguma dúvida? Faltou falarmos de algum tópico? Escreva nos comentários, conte sua história!

E, para não perder mais nenhuma postagem do Senhor Gato, se inscreva na nossa newsletter e receba sempre o melhor conteúdo sobre gatos e animais no seu e-mail!

Animais

Viajar sem seu animal: Pet Hotel ou Pet Sitter

Por

Lucas Silva 

| Publicado em

Você vai viajar de avião e não quer levar seu cachorro? Vai para aquela cidade de praia meio isolada, tem medo de levar seu gato, e o bichano se perder? Vai tirar uma segunda lua-de-mel e não quer levar seu filho de quatro patas?

Não tem problemas: deixe seu amigo em um Pet Hotel (Hotelzinho) ou com um Pet Sitter.

Apesar de viajar com seu bicho é superlegal, tem viagens que é melhor ele não ir; então, escolher um bom cuidador para ele é essencial.

O primeiro lugar é uma casa especializada, com uma equipe que vai garantir amor, carinho e cuidados para seu cachorro ou gato, mas num lugar estranho a ele. O segundo, é uma pessoa que vai na sua casa, durante algumas horas do dia, e lá vai se dedicar, exclusivamente, ao seu amigo peludo, dando todo o amor e cuidado que ele precisa.

Porém, qual é a opção mais adequada para seu animal? Qual é a mais adequada para o seu estilo de vida? A seguir, listamos algumas vantagens e desvantagens de Pet Hotéis e Pet Sitters, para te ajudar a decidir qual serviço escolher, e assim, poder aproveitar sua viagem, sem preocupação!

Conforto

Se para nós, sair um pouco da rotina, experimentar uma cama nova, acordar com uma bela paisagem é renovador, para o cachorro ou gato, às vezes é assustador. Pense bem: ele está em um lugar que ele não conhece, com pessoas e animais que ele não conhece.

Assim, o chamar um Pet Sitter é uma opção bem melhor, em termos de conforto. Seu animal não vai sair do lugar dele, da cama dele, não vai se afastar dos seus brinquedos e do seu cantinho do xixi…

Claro que tem animais que conseguem se dar muito bem em lugares novos. Também temos Pet Hotéis que, igual hotéis para pessoas, são muito mais luxuosos que nossas casas. Então, se você acha que seu amigo merece dar essa variada de ambiente, vale a pena investigar.

Mas é como diz o ditado: não há lugar como nosso lar.

Ponto: Pet Sitter

Socialização

A não ser que você seja o tutor de vários animais, quando você viaja, seu gato ou cachorro vão ficar sozinhos em casa. O Pet Sitter vai na sua casa, vai brincar com eles e, eventualmente, poderá levar seu amigo para passear. Mas ele ficará sozinho, principalmente de noite.

Gatos são, por instinto, animais mais propensos a ficarem sozinhos. Pense em um tigre, ou um leopardo: grandes felinos solitários. Diferente de cães, que evoluíram dos lobos, que viviam em enormes alcatéias. Assim, em um Pet Hotel, seu animal vai interagir com outros bichos da sua espécie e até de outras.

Para algumas raças de cachorro e até de gatos, ficar muitos dias sozinho pode ser bastante estressante. Pense bem: um som diferente, pessoas diferentes no bairro, ou situações inesperadas (como gritos de torcedores em dias de jogos) são coisas que vão assustar seu animal.

Se ele estiver com outros animais, no Hotelzinho, vai se sentir mais seguro, mais acolhido. Na sua casa, principalmente de noite, ele não terá ninguém para passar essa sensação de segurança.

Ponto: Hotelzinho

Atendimento individual

Quando falamos dos nossos animais, todo dono é igual: “todos os gatos são parecidos, mas só o meu gato faz isso”, vão dizer os donos. O mesmo vale para cachorros.

Dessa forma, o serviço que vai, melhor atender às necessidades exclusivas do seu animal, é um Pet Sitter. Nos Pet Hotéis, é claro que seu cachorro ou gato será muito bem cuidado, será observado de perto por cuidadores especializados e carinhosos, e vai brincar bastante. Mas, será um tratamento genérico – porque terão lá muitos outros animais

Dessa forma, só um Pet Sitter, contratado para cuidar exclusivamente do seu animal, vai saber fazer aqueles cafunés e brincadeiras que só o seu cachorro ou gato gostam. Essa pessoa estará lá para entender seu amigo peludo, para se dedicar exclusivamente para ele, e eventualmente, para fazer chamadas de vídeo para você falar com seu bichinho.

Além disso, alguns Pet Sitter podem fazer visitas ao seu animal, algumas semanas antes da sua viagem. Assim, seu gatou ou cachorro não vão estranhar quando ele for lá, e você não estiver, e o profissional já vai conhecendo melhor, cada necessidade própria, do seu amigo peludo.

Um Pet Sitter é alguém que vai amar seu pet tanto quanto você.

Ponto: Pet Sitter

Seu gato está entediado? Descubra aqui arranhadores divertidos e diferentes para ele se distrair!

Segurança

Quando você hospeda seu gato ou cachorro em um Pet Hotel, lá haverá monitoramento por câmeras, 24 horas, provavelmente, um veterinário plantonista, além de diversas pessoas, cuidando para que seu cachorro não sinta frio, fome sede, e fique sempre limpo. Ou seja, é um lugar seguro, administrado por pessoas experientes e dedicadas.

Um Pet Sitter precisa ser uma pessoa de sua extrema confiança. Existem alguns pet shops que, eventualmente, oferecem o serviço. Mesmo assim, pense bem: trata-se de uma pessoa que vai entrar, sozinha (é o que se espera) na sua casa, e, sem ninguém ver, e sem nenhuma presença de câmeras de monitoramento, vai cuidar de seu amigo – e ter acesso às suas coisas.

Por isso, é muito importante você pesquisar bem, quem é o Pet Sitter, caso opte por esse serviço. Pesquisar referências, o que falam dele nas redes sociais, se há fotos do profissional com outros cães e gatos, se ele tem conhecimentos básicos de veterinária e primeiros socorros, se ele sabe sobre alimentação animal…

Além disso, haverá períodos em que o seu animal estará sozinho, no caso de contratar um Pet Sitter. Assim, se acontecer algum problema na casa, no momento em que o Pet Sitter já tiver ido embora, não terá lá ninguém pra resolver isso de forma rápida.

É claro que existem milhares de Pet Sitters excelentes, como também existem Pet Hotéis com atendimento e instalações que deixam a desejarem. Por isso, pesquisar sobre Hoteizinhos, ver avaliações em sites especializados e redes sociais, procurar fotos, é muito importante.

Mas, de maneira geral, Pet Hotéis são mais seguros – em uma avaliação genérica.

Ponto: Hotelzinho

Valores

Um Pet Sitter é um profissional que vai dedicar algumas horas do seu dia, exclusivamente, ao seu gato ou cachorro. Ele estará com seu animal por certo período de horas, vai conversar com ele, levar para passear, dar banho, fazer toda a higiene…

Em um Pet Hotel, seu animal será cuidado, limpo, bem alimentado, brincará bastante. Mas ele não será o único animal do lugar.

Logo, alguns serviços de Pet Sitter podem ser tão caros quanto de um Hotelzinho, se não mais.

O Hotelzinho tem o custo com lavanderia e limpeza das áreas comuns, ração, eventuais remédios e brinquedos (principalmente se você tiver um cachorro que adora destruir coisas), além das contas como água, luz e eletricidade. E alguns são tão luxuosos quanto hotéis de luxo para pessoas.

Um Pet Sitter vai cobrar pelo horário que estará, pelo serviço (só alimentar e brincar? Correr com o animal? Aparar o pelo e as unhas?), mas não vai somar ao valor total as contas como mercado, farmácia e brinquedos. Logo, talvez seus valores sejam menos, mas nesse caso, você terá que arcar com todas as outras contas.

Então, vale você pesquisar bastante, sobre a estrutura e as facilidades de cada serviço, se a questão do valor for um problema.

Ponto: Empate

Resultado

Tanto um Pet Sitter quanto um Pet Hotel podem ser escolhas boas ou não, para o seu gato ou cachorro, quando você for viajar. A primeira coisa a fazer é você analisar o que você acredita que será o melhor para seu amigo. Em segundo lugar, você deve pesar as vantagens e desvantagens de cada serviço, e então, procurar aquele que for o melhor possível, o que mais te agradar e te passar confiança, dentro das suas condições.

Cada serviço tem seus pontos positivos e negativos, e, como cada gato e cada cachorro é um ser único, às vezes, um serviço será melhor para o bichano de um tutor, mas não será para outro.

Por isso, é importante você conhecer seu pet, e então pensar consigo mesmo, qual serviço será melhor para ele. O mais importante é não deixar a oportunidade das suas merecidas férias passar. Seu animal ficará bem, se o serviço escolhido for realizado por pessoas dedicadas e carinhosas.

Todo mundo merece umas férias. Até nossos amigos de quatro patas!

E você? Já hospedou seu gato ou cachorro em um Hotelzinho? Já contratou um Pet Sitter? Conte para nós como foi, nos comentários. Diga se esquecemos de abordar alguma coisa.

E para não perder mais nenhuma postagem do Senhor Gato, assine nossa newsletter e fique por dentro do melhor conteúdo sobre gatos e demais pets!

Continuar Lendo

Em Alta


Siga nas Redes Sociais

AVISO LEGAL

O Senhor Gato não solicita em nenhuma situação quantias em dinheiro para liberação de qualquer tipo de produto financeiro, seja cartão de crédito, financiamento ou empréstimo. Caso isto aconteça, nos avise imediatamente.

Trabalhamos para manter todas informações o mais atualizadas possível. Porém, vale ressaltar que essas informações podem divergir das informações encontradas nos sites de instituições financeiras e/ou de provedores de serviços de um site específico. Com relação a instituições com as quais não temos parceria: não garantimos a precisão e atualidade das informações. Lembre-se sempre de ler as condições de uso e termos de aquisição das instituições financeiras que você escolher. Recebemos uma pequena quantia das publicidades em nosso site e dos nossos parceiros quando indicamos um usuário que solicita algum produto ou proposta. Tudo que publicamos é baseado em avaliações quantitativas e qualitativas de cada produto. Vale ressaltar que nossos parceiros podem influenciar diretamente os produtos sobre os quais escrevemos e revisamos, e também sobre a ordem dos "melhores" artigos e posicionamento de produtos no Senhor Gato. Dada a quantidade de informações em nosso site, não fornecemos nenhum tipo de garantia sobre a qualidade e atualidade das informações; por isso, priorizamos informações de nossos parceiros.