Animais

Buldogue inglês: saiba tudo sobre essa raça de cachorro!

O buldogue inglês é um dos cães mais adorados do mundo. Conheça mais sobre seus encantos e aprenda como criar um em casa!

Anúncios

Descubra tudo sobre a raça buldogue inglês

Buldogue inglês
Buldogue inglês

A raça de cachorro buldogue inglês encanta por onde passa. Com seus característicos olhos e bochechas caídos, seus pontos positivos vão muito além da aparência. Conheça!

A raça tem origem na Inglaterra, como o nome já indica. Hoje, aliás, servem como verdadeiros mascotes e símbolos do país inglês. Apesar disso, é claro, espalharam-se pelo mundo todo, sendo comuns inclusive no Brasil.

Além disso, a raça tem registros desde o século XVIII. Interessou-se por ela? Então continue lendo para ver tudo sobre esse adorável cão. Você vai ver como as aparências enganam, ver como cuidá-los e várias curiosidades.

Qual é o cachorro buldogue inglês?

Os cães da raça buldogue inglês se caracterizam por serem de médio porte. Eles possuem a coloração marrom a branca, com focinho preto, achatado e empinado. Além disso, as suas patas e peito costumam ser mais claras que o restante do corpo.

Outras das características marcantes desse cão são seus fortes músculos. Juntam-se a eles, então, as bochechas caídas e as várias dobrinhas pelo corpo.

Quanto custa um cachorro da raça buldogue inglês?

Buldogue inglês
Buldogue inglês

Esses cães são comercializados por altos valores. Por serem cães de raça, não espere encontrá-los em feiras de adoção, por exemplo. Assim, para ter um buldogue para chamar de seu pode ser necessário desembolsar entre R$ 3 mil e R$ 8 mil.

Como criar um plano de saúde Pet?

Já pensou em montar um plano de saúde pet? Esse é um formato de negócio que cresce a cada dia. Confira como abrir o seu!

Qual tamanho chega essa raça?

O tamanho dos cães dessa raça varia entre 30 a 40 centímetros de altura. Além disso, eles são cães de porte médio. Portanto, seu peso varia de 22 a 30 kg, o que se deve em muito à presença massiva de músculos.

Curiosidades sobre os cães da raça buldogue inglês

Ainda, os cães dessa raça guardam várias curiosidades muito interessantes. Elas se voltam desde a sua origem até o comportamento. Igualmente, pela sua presença na cultura pop, dentre outras coisas.

Para começar, vamos à origem desses cães. Embora existam algumas controvérsias, especialistas concordam que a raça descente dos cães que eram utilizados junto a touros, na Inglaterra.

Nesse caso, eles serviam para irritá-los e gerar entretenimento. Isso, então, gerava uma briga entre esses animais. Ainda, muitos produtores acreditavam que essa prática ajudava a amaciar a carne do touro para abate posterior.

Essa prática, contudo, foi proibida. Isso quase levou o buldogue inglês à extinção. Entretanto, ela não ocorreu em razão dos esforços dos amantes dessa raça de cachorros. Ela conquistou o mundo e, com isso, garantiu sua sobrevivência.

Ainda, os cachorros buldogue inglês são interessantes por terem uma expressão fechada. Mas, em verdade, seu comportamento não tem nada disso! Eles adoram brincar, bem como adoram humanos.

Nesse quesito, uma curiosidade se destaca. Os buldogues ingleses são apegados à família e à casa. Porém, ele sempre escolherá uma pessoa da casa como sua favorita. E, assim, irá praticamente grudar no seu favorito. Um verdadeiro chaveirinho!

O buldogue inglês, ainda, resguarda algumas curiosidades do seu comportamento. Por exemplo, ele é amigável. Contudo, pode resistir em aprender truques e atividades de adestramento por ser extremamente teimoso.

Por fim, não poderíamos deixar de citar que o buldogue do tipo inglês permeia nossa imaginação há tempos. Afinal, esse é o Spike, cão do desenho Tom & Jerry que fez muito sucesso no Brasil

Como criar um buldogue inglês?

Buldogue inglês
Buldogue inglês

Pois bem, agora que você já sabe as características, curiosidades, porte e valor do buldogue, resta saber como criá-lo. Cães dessa raça, como de muitas outras, possuem condições especiais que requerem atenção.

Primeiramente, os buldogues tendem a desenvolver uma série de doenças caninas. Dentre as principais estão:

  • Displasia Coxofemoral (problemas no encaixe da articulação do quadril);
  • Olhos secos;
  • Narinas estenóticas (mais fechadas, o que atrapalha a respiração);
  • Problemas articulares em joelhos e ombros;
  • Problemas no cotovelo e patela;
  • Dermatites.

Tudo isso, então, exige cuidados específicos. Por exemplo, em razão dos olhos secos e das narinas mais fechadas, o buldogue inglês não é dado às corridas. Igualmente, aos exercícios mais intensos.

Quem tem a intenção de obter um cão para companhia em atividades físicas como corrida, por exemplo, não encontra no buldogue a melhor opção. Ainda, há necessidade de cuidados em relação às atividades no calor.

Mesmo que não seja ideal para corridas, o buldogue inglês também precisa de exercícios, ainda que leves. Mas as caminhadas com ele não devem ocorrer em dias muito quentes. Isso tende a cansá-lo ainda mais, bem como dificultar sua respiração e lubrificação dos olhos.

Quanto à tendência ao desenvolvimento de dermatites, isso ocorre por causa de suas dobrinhas. Entre elas é normal que haja a proliferação de bactérias e fungos que são nocivos. Assim, essa área requer uma limpeza diária.

Veja mais sobre a criação

Para criar um buldogue inglês é preciso ter em mente, ainda, que ele pode ser bastante sociável com humanos. Mas isso não necessariamente se repete em relação aos outros animais. Uma vez que é territorialista, ele pode se incomodar pela presença de outros pets.

Para acostumá-lo, então, busque adaptá-lo com outros animais desde a infância. Isto é, desde que ele seja filhote. Afinal, a introdução de outros animais na vida adulta é mais difícil. Especialmente porque além de territorialista ele é bastante teimoso.

Outros pontos essenciais à criação de um buldogue é o cuidado com as visitas veterinárias. Uma vez que eles são propensos ao desenvolvimento de algumas doenças, a prevenção é crucial. Assim, lembre-se de levá-lo para visitas periódicas.

Junte-se a isso a necessidade de apostar em alimentação de qualidade. Por terem alguns problemas de saúde (ou propensão a eles) é possível usar rações especiais. Com isso, garante-se o equilíbrio dos nutrientes e a promoção da saúde do pet.

Por fim, um buldogue inglês requer espaço, especialmente por ser de médio porte. Além disso, requer carinho, atenção, conforto e muito amor. Com tudo isso é possível criá-los sem maiores problemas e garantindo todo o bem-estar do seu pet.

Raças de cachorros modificadas em laboratórios

É difícil de encontrar alguém que não se encante por cachorros, já que eles são tão dóceis com os homens. Veja mais sobre isso aqui

Em Alta

content

Pet Céu: crematório de animais!

O Pet Céu é um crematório de animais localizado no Paraná! Ele oferece diversos serviços além da cremação, como cinerário e taxidermia!

Continue lendo
content

Curso de Maquiagem Drag Queen Eduk: conheça o curso e se surpreenda!

Conheça como funciona o Curso de Maquiagem Drag Queen Eduk, criado pelo artista Dicesar Ferreira, e aprenda técnicas incríveis. Confira!

Continue lendo
content

Plano de saúde Porto Pet: como fazer para seu pet?

O plano de saúde Porto Pet é uma das melhores opções do mercado para ter um plano com cobertura extensiva para seu pet! Veja mais aqui.

Continue lendo

Você também pode gostar

content

10 dicas para montar o melhor roteiro turístico em Portugal sem gastar muito!

Confira aqui nossas dicas de viagens para roteiros em Portugal e descubra as melhores cidades para visitar. Assim, você já pode programar e incluir Lisboa, Sintra e as praias de Algarve! Confira!

Continue lendo
content

Como planejar uma viagem com pouco dinheiro? Veja 10 dicas práticas!

Confira aqui algumas dicas de como planejar sua viagem com pouco dinheiro. Assim, você ainda poderá aproveitar e conhecer destinos incríveis, aprendendo a economizar com hotéis e passagens mais baratas!

Continue lendo
content

Como comprar facilmente na Portal Trip Turismo?

A agência Portal Trip Turismo tem o objetivo de tornar acessível viagens e excursões. Os pacotes abrangem principalmente a região do ABC Paulista, mas também viagens no Brasil e outros países da América do Sul.

Continue lendo