Sem Categoria

Você sabe cuidar das unhas do seu gato? Confira dicas para cuidar dessa parte tão importante do seu pet!

Por

Lucas Silva 

| Publicado em

Quem tem um gato sabe: gatos arranham, mas nem sempre é porque estão bravos. Às vezes parece que eles só estão afofando o terreno, outras, é só uma brincadeirinha, ao melhor estilo gato de ser – com muitos arranhões!

As unhas de gatos são tão importantes, que ganharam até uma música, do guitarrista americano Ted Nugent fez a música Cat Scratch Fever (A febre do arranhão de gato).

A verdade, porém, é que, mais do que uma poderosa arma de ataque, a unha do seu gato tem funções essenciais para ele, sabia?

Confira abaixo um pouco sobre essa parte do corpo dele, e nossas dicas, para você cuidar do seu bichano do jeito certo!

ANÚNCIOS

Arma de ataque ou escova de limpeza? Os dois!

Como dissemos em outros artigos, os gatos são animais extremamente higiênicos. Eles enterram o cocô, eles ficam estressados em lugares muito sujos, eles se incomodam com cheiros fortes e eles ficam se lambendo quase que o dia todo.

Mas tem uma coisa que eles fazem pela própria higiene, que muita gente desconhece: se arranham.

Sim, os gatos gostam de se arranhar para tirar sujeiras presas aos pelos, para limparem a pele de carrapatos e pelos velhos… Enfim, para se esfoliar, de alguma forma.

Por isso, as unhas de gatos são tão importantes: elas não só servem para eles atacarem seus eventuais inimigos – também são uma importante forma de o bichano limpar seu corpo e o ambiente a sua volta.

ANÚNCIOS

Unhas multifuncionais

Por isso gatos arranham tanto a si mesmos e aos donos, os sofás, cortinas, camas.

Claro que arranhar não é limpar. Da mesma forma que humanos vão à manicure, gatos precisam arranhar para cuidar das unhas também.

Outra coisa que faz seu gato querer arranhar tudo, é ele passar a “assinatura” dele, na casa. Quando ele arranha algum móvel, o gato está deixando um pouco do cheiro dele naquilo, um instinto natural, para passar a ideia de posse e território.

Outro motivo que leva os gatos a arranhar a casa toda (e o sofá, as cortinas, a mesa…) é o tédio. Sim, seu gato pode estar achando tudo muito chato, e aí ele está arrunhando pra passar o tempo.

Outra coisa que leva os gatos a arranhar o ambiente é seu instinto de explorador. As unhas, além de ferramenta de proteção e limpeza, servem, também, como ferramenta para ele “sentir” o ambiente.

E claro, não menos importante, a unha serve para seu bichano se agarrar nos lugares, quando ele vai saltar. Por isso suas unhas precisam estar sempre fortes e bem afiadas.

Muita coisa não é? Por isso, a gente está falando aqui e vai repetir em todo o artigo: cuide das unhas de seu gato. Cortar, lixar e limpar é muito importante para ele ser um animal feliz e saudável.

Isso não significa que você deva sair por aí cortando a unha do seu gato toda a semana, a não ser que o veterinário diga. Você sabia que na unha de seu gato há veias?

ANÚNCIOS

Cuidados com o corte de unhas de gato

Diferente de unhas humanas, a unha do gato não é um tecido totalmente morto. Como assim? A unha humana, que cresce para além do dedo, é um tecido que a gente não sente, quando cortamos. Ali não têm veias, nervos e afins.

No caso dos gatos, a situação muda um pouco, porque as unhas dos pets crescem durante toda a sua vida, também, mas uma parte delas, ligada aos dedos, tem veias e terminações nervosas dentro.

Então, cortar a unha na altura errada fará seu gato sentir muita dor. É mais ou menos igual ao dente humano, dentro dele tem um nervo, e quem já fez uma obturação sabe como é isso.

Por esse motivo, nunca tente cortar a unha de seu gato sem você ter certeza absoluta de como fazer. Tem uma linha na unha do gato, que é onde termina a parte sensível e começa a unha que pode ser cortada.

Mas descobrir essa linha exige estudo e conhecimento, porque ela não é tão aparente quanto pode parecer, do jeito que a gente fala aqui.

Na dúvida, já sabe: procure um petshop ou veterinário.

Então, você pode perguntar: se a unha é tão sensível assim, porque eu preciso cuidar dela, pro meu animal?

Higiene e saúde na unha dos gatos

Gatos domésticos são diferentes de gatos selvagens por muitas razões, e uma delas é no que se refere às “mordomias”. Como assim?

Pense no seu gato: ele tem comida numa textura adequada, ele viver cercado de almofadas e travesseiros, ele tem arranhadores e brinquedos fofinhos para agarrar e pular sobre…

Tudo isso são coisas de amor que a gente faz pelos nossos amigos, e eles gostam muito. Na natureza, gatos não têm toda essa mordomia, então, suas unhas se desgastam muito mais rápido.

Assim, gatos domésticos precisam ter suas unhas cuidadas. Além da unha do gato crescer bastante, sobre a unha nova vai se formando uma camada fina de unhas antigas que, se não forem bem aparadas, podem causar muito incomodo pro bichano.

Um arranhador ajuda, mas ir ao veterinário e ao petshop com frequência é ESSENCIAL.

Você acha que um arranhador é só aquele poste de corda, sem graça? Então conheça alguns diferentes, que você e seu gato vão adorar!

Além disso, acostumar ele, com a saúde e os “rituais” de manicura desde filhote é essencial. Como a unha é uma parte com nervos e veias, ela é sensível, e qualquer movimento mais diferente, da sua parte, pode assustar o pet.

Assim, se você não estiver se sentindo seguro em fazer a higiene, leve o seu amigo num petshop ou veterinário de sua confiança.

ANÚNCIOS

Para além das lixas e tesouras: conheça as unhas sintéticas para gatos

Outra coisa que pode ajudar, no cuidado com as unhas do seu gato, são as unhas sintéticas.

Normalmente, são feitas de silicone, e algumas até podem ter cores diferentes. Mas são, primeiramente, um produto que serve para manter a limpeza, crescimento adequado e textura correta.

Só não é recomendado comprar qualquer unha sintética, da mesma forma que você não deve usar um cortador de unha humana. A tecla que a gente têm batido aqui é sempre: vá ao veterinário, que esse profissional vai sempre ter as melhores dicas e orientações sobre a unha de seu gato.

Cuidar da unha de um gato, a princípio, pode parecer difícil. Muitas coisas precisam ser pensadas. Mas não se assuste!

Cuidar da unha de seu gato é muito importante para a saúde dele, e é bem mais simples do que parece, e se você der um petisco depois de cada sessão, tenha certeza, seu gato vai adorar, quando for dia de manicure!


E você, já cortou a unha do seu gato? Achou difícil? Fácil? Conte para nós como foi essa experiência! E sobre produtos para unha, você conhece algum? Recomenda? Faltou falarmos alguma coisa? Escreva nos comentários.

E, para não perder mais nenhuma postagem do Senhor Gato, se inscreva na nossa newsletter e fique sempre por dentro de nossos conteúdos!

Sem Categoria

Bola de pelo: se lamber e ingerir pelos é prejudicial?

Por

Senhor Gato 

| Publicado em

Olhar para uma bola de pelo pode ser algo agoniante, inclusive limpá-la não parece ser tão agradável assim. Só de pensar que aquilo saiu de dentro do seu gato já dá calafrios.

Porém, é um problema comum em gatos, principalmente aqueles bem fofinhos, cheios de pelos.

Por mais comum que seja, é importante ficar de olho, pois podem causar bloqueio intestinal, o que pode se tornar um sério problema de saúde para o seu animalzinho.

Gato se limpando
Hora da limpeza!

O que é uma bola de pelo?

Quando um gato se auto limpa e começa a sem lamber inteiro, ele está removendo todos os pelos soltos no seu corpo.

Sua língua é áspera, possui minúsculas estruturas que vão apanhando os fios soltos e mortos da sua pelagem e, consequentemente, são engolidos.

A maior parte desses pelos passam por todo o trato gastrointestinal sem nenhum problema. Mas, de vez em quando, podem se acumular no estômago, formando uma bola de pelo.

Quando isto acontece, a região de saída do estômago fica bloqueada. Dessa maneira, a comida não consegue ser digerida e é expelida por meio de vômito.

Seu gato irá vomitar a bola de pelo que se formou no estômago, podendo também ser uma mistura de pelo com comida semi-digerida.

bola de pelo
Gato com sinais de engasgo e vômito

As raças de pelo longo são as mais suscetíveis às bolas de pelos. Além disso, gatos que perdem muito pelo ou que se limpam compulsivamente têm maior probabilidade de sofrer com bolas de pelos, pois acabam engolindo muitos fios.

Quando a bola de pelo se torna um problema sério?

O intestino dos gatos é preparado para processar pelos, tanto próprios quanto de presas.

Portanto, não é comum observarmos uma frequência alta de bolas de pelos em um gato saudável.

Em situações normais, todo pelo ingerido deveria ser eliminado pelas fezes.

Entretanto, em estações de troca de pelagem (primavera e outono) e no caso de gatos mais peludos, é comum esperar que o felino elimine oralmente até uma bola de pelo por semana.

Caso note uma frequência anormal de bolas de pelos ou os sintomas abaixo, contate o veterinário de confiança, pois estes podem indicar que seu gato está com algum bloqueio ameaçando sua saúde:

  • Vômito, engasgo, ânsia ou tosse de maneira contínua e sem produção de bola de pelo;
  • Falta de apetite;
  • Apatia;
  • Desconforto abdominal;
  • Constipação.

Se o seu gato apresentar qualquer um destes sinais de maneira repetitiva por mais de 24 horas, leve-o ao especialista.

Além de orientação, pode ser necessário um tratamento específico, como a remoção cirúrgica destes pelos.

Como prevenir?

Gatos são animais muito limpos, que possuem o hábito de se auto higienizarem.

Como dito anteriormente, é um processo natural dessa espécie, portanto não há como evitar totalmente que o seu bichinho vá produzir bolas de pelos.

Existem ações que os donos podem fazer para reduzir a probabilidade de tê-las ou sua frequência.

  • Limpe seu gato com frequência. Quanto mais pelo você remover do seu gato, menos fios ele irá engolir quando se auto limpar, evitando acúmulo no seu estômago. Escovar o seu animalzinho frequentemente, além de ajudá-lo, pode se tornar uma maneira divertida de se conectar com ele. Não esqueça também de realizar tosas frequentes.
  • Forneça nutrientes adequados. Já é possível encontrar comidas que auxiliam na redução de bolas de pelos. São fórmulas com alto teor de fibras desenvolvidas não só para melhorar a saúde da pelagem, como também a do intestino. Evitam que o pelo não seja corretamente digerido.
Comida anti-bola de pelo
Comida anti-bola de pelo
  • Utilize produtos específicos ou laxantes. Existem diversos produtos disponíveis para auxiliar com as bolas de pelos. A maioria dos quais são laxantes leves que ajudam as bolas de pelos a passarem pelo trato digestivo.
  • Suspeite de limpeza excessiva. Caso você note que as bolas de pelos são decorrentes de limpeza compulsiva do seu bichinho, procure entretê-lo com outras coisas. Brinquedos, exercícios, entre outros, tudo o que o estimule a se movimentar e tirar sua atenção da higiene.

Em resumo, por mais que uma bola de pelo seja natural, sua presença recorrente pode indicar que seu gato não está saudável.

Preste atenção nos sinais do seu gato.

Qualquer aumento na frequência, procure seu veterinário.

Continuar Lendo

Em Alta