Gatos

Gestação felina: tudo que você precisa saber!

A gestação felina causa muitas dúvidas. Sabendo disso, separamos hoje todas as principais informações sobre o período e cuidados. Veja quais são, abaixo.

Anúncios

Entenda a gestação felina e os cuidados necessários 

Gestação felina
Gestação felina

Quanto tempo dura a gestação felina? Há necessidade de intervenção no parto? Como reconhecer que minha gata está prenha? Veja todas essas respostas, hoje.

O desenvolvimento dos gatos é muito rápido. E isso não se refere apenas ao crescimento ao longo da vida. A gestação deles é igualmente rápida. Por isso, muitas vezes a descoberta dela ocorre já ao final do período.

Além disso, as gatas entram no cio, período reprodutivo, inúmeras vezes ao ano. É normal que ele ocorra por 10 dias a cada 02 meses. Isso explica, então, as ninhadas constantes. Também, infelizmente, a quantidade de felinos em abandono nas ruas.

Por isso, é preciso muita atenção. Especialmente se a gatinha tem acesso à rua ou, então, conviva com outros gatos não castrados. A gestação felina necessita de alguns cuidados que garantem o bem estar da mamãe gata e o desenvolvimento dos filhotes.

Dessa forma, não deixe de conhecer, hoje, tudo sobre a gestação de gatos. Com isso, você pode tomar os cuidados necessários ao reconhecer a gravidez da sua gatinha. Ou, então, saberá o que fazer ao final da gestação e para prevenir esse tipo de situação.

Anúncios

Como identificar a gestação felina?

As gatas dão vários sinais de que uma gestação está em curso. Alguns são mais sutis, enquanto outros são gritantes. Veja as principais formas, então, de identificar se a gata está prenha:

  • Sinais mamários: dentre os principais sinais da gestação felina estão aqueles que ocorrem nas mamas da gata. Ao redor delas aparece uma pelagem fina. Além disso, elas ficam maiores e adquirem cor rósea;
  • Comportamento: as gatas têm aumento de apetite no início da gestação, principalmente no primeiro mês. Também, ficam mais carentes e tem necessidade de atenção e proximidade humana. Ainda, fica mais arisca com outros animais, em uma espécie de prévia do instinto materno;
  • Peso: somente a partir de 04 semanas de gestação é que há um aumento de volume e peso. Primeiramente ele ocorre na região atrás das costelas, expandindo-se ao restante do corpo depois.

Para confirmar o estado gravídico da gata, não deixe de consultar um veterinário. Com um ultrassom você rapidamente confirma se suas desconfianças têm embasamento ou não. Além disso, é esse o profissional que pode lhe preparar para dar o melhor conforto à gata durante a gestação felina.

Alimentação natural felina

A alimentação natural felina garante ao seu bichano a ingestão de todos os nutrientes dos quais ele precisa. Veja como introduzi-la!

Como saber que a gatinha vai parir? Entenda os sinais

Cuidados com a gestação felina
Cuidados com a gestação felina

Para saber se os gatinhos filhotes estão para nascer, observe esses sinais:

  • Isolamento da felina em um local confortável e quente;
  • Lambidas constantes na genitália e descarga vaginal de um fluído (tampão mucoso);
  • Queda da temperatura corporal da felina (37,8ºC a 38ºC);
  • Contrações.

Anúncios

Principais dúvidas e respostas sobre a gestação felina

Veja, ainda, as respostas para as principais dúvidas sobre a gestação de gatos. Com isso você se prepara para receber filhotinhos lindos e encantadores.

Quanto tempo dura a gestação felina?

A gestação felina é muito rápida. Ela tem duração média de 02 meses, ou seja, 08 semanas! Com isso, em apenas 60 dias nascem gatinhos pra lá de fofos.

Quantos filhotes nascem por vez?

Geralmente cada gestação felina gera entre 04 e 06 filhotes. Contudo, isso varia, podendo até mesmo ser demais ou menos gatinhos. Quando nasce apenas um filhote, dá-se o nome de feto-único. Ele tende a nascer bastante grande.

Afinal, ele conta com todos os nutrientes apenas para si. Não há outros embriões com quem dividi-los. Com isso, ganha peso ainda no útero. Entretanto, isso pode causar problemas à mamãe, que precisa lidar com todo esse peso.

Como é o nascimento dos gatinhos?

A gata encontra um local tranqüilo para parir, e quente. Por isso, fica mais quieta e em isolamento. Quando suas contrações começam, ela expele um tampão mucoso. Após, passa a expelir os gatinhos, o que acontece naturalmente com as contrações.

O nascimento de cada um deles varia entre 30 a 60 minutos, embora possa ser mais rápido Os filhotes são expelidos em sacos amnióticos e com o cordão umbilical. A gata, então, estoura esse saco e corta o cordão com os dentes.

Depois, lambe o filhote para limpá-lo e, também, para estimulá-lo a respirar. Veja só como a gata é bastante auto-suficiente!

A gata precisa de intervenção durante o parto?

Geralmente não precisa. Ela consegue expelir os animais, ajuda-os a se livrar da bolsa amniótica e os limpa, ajudando os gatinhos a respirar. Além disso, é ela quem solta o cordão, com mordidas.

Portanto, a gata sabe exatamente o que está fazendo. Seus instintos lhe auxiliam a direcionar rapidamente cada ação necessária. Isso ocorre antes, durante e depois do nascimento dos filhotes.

Contudo, caso algum filhote fique preso não deixe de contatar um veterinário. A mesma coisa deve acontecer quando:

  • O parto superar 24 horas;
  • Contrações não forem seguidas do expelir de filhotes;
  • Tampão mucoso preto ou com cor de sangue;
  • Da mesma forma, em qualquer sinalização de dificuldade pela felina.

Quais são os cuidados principais na gestação felina?

Quais são os cuidados principais na gestação felina?
Quais são os cuidados principais na gestação felina?

A gata precisa de uma alimentação especial durante a gestação. Afinal, ela estará gastando muito mais energia no desenvolvimento dos filhotes. Além disso, esses precisam de alguns nutrientes essenciais para que se desenvolvam corretamente.

Portanto, sua gata deve ter uma alimentação rica. Confira com o veterinário qual é a melhor opção caso sua pet esteja passando por uma gestação felina.

Como são os filhotes nos primeiros dias?

Nos primeiros dias após o nascimento os gatos são muito dependentes. Por exemplo, eles somente abrem os olhos aos 15 dias. Ainda, eles começam a ouvir apenas aos 09 dias. Assim, ao nascerem eles estão completamente alheios a alguns estímulos externos.

Após um mês e meio eles se tornam capazes de começar a se alimentar de forma independente. Até então ficam dependentes da mamãe gata. Esta, aliás, somente dará atenção a eles durante esse período inicial em que eles dependem integralmente dela.

Problemas de saúde felina

Quem tem um gato não pode perder nossas dicas sobre problemas de saúde felina. Com elas, você previne doenças e garante o bem-estar do bichano!

Sobre o autor

Aline Mesquita

Redatora profissional e Analista de Sistemas, apaixonada pela escrita e pelo aprendizado! Especializada em Marketing de Conteúdo e SEO.

Em Alta

content

Curso de sobrancelha A Nossa Escola: conheça o curso online!

Conheça o curso de sobrancelha A Nossa Escola e torne-se você também uma profissional de sucesso com o conteúdo de qualidade da plataforma!

Continue lendo
content

Curso para fazer perfumes: tudo que você precisa saber!

O curso para fazer perfumes é uma excelente opção para trabalhar, além de ser um segmento que está crescendo cada vez mais! Veja aqui.

Continue lendo
content

Como divulgar um curso de automaquiagem? Veja!

Você sabe como divulgar um curso de automaquiagem, para gerar boas vendas e um bom engajamento? Pois não perca mais tempo e descubra aqui!

Continue lendo

Animais

Alimentos tóxicos para gatos e cachorros: conheça 10!

Existem alguns alimentos tóxicos para gatos e cachorros que merecem a atenção de todos os tutores de pets. Conheça quais são e previna acidentes!

Descubra quais alimentos são tóxicos para gatos e cachorros

Conhecer os alimentos tóxicos para gatos e cachorros é importante para saber até onde o petisco diferente pode ir. Também, para evitar acidentes e verdadeiros desastres.

Mesmo quem se atém à ração para alimentar pets sabe que nem sempre eles comem apenas o que oferecemos. Afinal, um mínimo descuido e pronto. Seu gato ou cão pode ter abocanhado um alimento que estava sobre a mesa. Ou, então, encontrar restos nos lixos.

Infelizmente, por mais comportado que um animal seja, ele tem instintos. E, por isso, atrai-se por cheiros. Ainda, a curiosidade faz com que ele queira experimentar outras coisas, seja um pet guloso ou não.

Quem nunca encontrou seu pet comendo um algo de forma escondida ou sorrateira que atire a primeira pedra! Por isso, independentemente do quão comportado seja o seu companheiro, é preciso saber o que é bom ou não para ele.

Saiba mais sobre alimentos tóxicos para gatos e cachorros aqui

Conhecer mais sobre alimentos tóxicos para pets é uma forma de cuidado. Assim, você reconhece situações de risco e toma as precauções necessárias. Ainda, não cai no erro de oferecer ao seu pet algo indevido.

Portanto, não importa se você complementa a alimentação do pet com alimentos naturais ou não. Ou se ele ganha petiscos de forma escondida. Ter um cão ou gato, por si só, pede que você se prepare para cuidar dele.

E isso envolve reconhecer alimentos tóxicos para seus organismos. Afinal, alguns deles até mesmo podem levar à morte. Outros deixam seqüelas irreversíveis e podem minar o bem-estar do pet. Diante disso, prevenir é cuidar. 

Para conhecer quais são os alimentos que oferecem risco aos cães e gatos, continue lendo. Abaixo você encontra uma lista completa do que está proibido para a dieta deles. E, com isso, garante a segurança e bem-estar dos seus companheiros de 04 patas!

Quais alimentos são tóxicos para gatos e cachorros? Veja 10!

São vários os alimentos que são comuns para nós e que não são adequados para pets. Alguns são tóxicos apenas aos cães. Outros, somente aos gatos. Ainda, há os que atingem ambos os grupos de pets. Confira, abaixo, os principais deles.

Leite

Primeiramente, o leite é um dos alimentos tóxicos para gatos e cachorros. Aos cães ele afeta em razão do açúcar natural contido no líquido. O consumo dele pode levar ao desenvolvimento de doenças como diabetes e obesidade.

Por outro lado, você provavelmente já se deparou com uma imagem fofa de um gato bebendo leite em uma tigela. Apesar de encantador, isso é, em verdade, um perigo. Os felinos, após desmamarem, desenvolvem intolerância à lactose.

Assim, o consumo de leite é nocivo para eles, que não são capazes de digerir a proteína lactose. Com isso, podem sofrer com diarréia e vômitos.

Chocolate

Continuando a nossa lista de alimentos tóxicos para gatos e cachorros temos o chocolate. Ele possui uma substância que se chama teobromina, que é a verdadeira vilã aqui. Ela é venenosa para caninos e felinos. Por isso, nem um pedacinho!

Qualquer ingestão de chocolate, independentemente da quantidade, pode causar efeitos colaterais. Dentre eles estão colapsos no coração, nos rins e no sistema nervoso.

Abacate

O abacate é uma fruta que pode ser muito interessante à saúde humana. Contudo, ela é um alimento tóxico para cães e gatos. Assim, ela deve se ater ao nosso prato e não à tigela do pet.  Isso se deve à gordura vegetal presente na fruta.

Alimentos proibidos para gatos

Existem alimentos proibidos para gatos que devem ter atenção dos tutores. Afinal, eles colocam em risco a vida do bichano. Conheça, abaixo, quais são.

Cebola e alho são alimentos tóxicos para gatos e cachorros

Ainda, cebola e alho são alimentos tóxicos pra gatos e cachorros. Esses importantes temperos na nossa culinária são nocivos aos pets. Isso, pois, são capazes de causar anemia a eles, que é o baixo teor de ferro no sangue.

Por isso, podem deixá-los fracos, além de afetar a distribuição de nutrientes pelo corpo. Por isso, deixe esses temperos longe dos bichanos e cães!

Espinha de peixe

Tanto cachorros quanto gatos podem ingerir carne de peixes. Para isso, elas devem ser magras, estar cozidas e limpas. Isto é, é preciso descartar as espinhas. A presença delas é perigosa principalmente por engasgamentos ou machucar a garganta do animal.

Mas não só isso, pois a ingestão das espinhas, e também de ossos, aumenta a concentração de cálcio no sangue. Em altas quantidades isso sobrecarrega os rins e, portanto, pode causar doenças renais.

Carne crua

Ainda, animais também podem comer carnes, como as de frango e bovinas. Contudo, elas sempre devem ser cozidas anteriormente. Em caso contrário podem se tornar alimentos tóxicos para gatos e cachorros pela eventual presença de parasitas.

Com isso, é importante sempre ter cuidado ao inovar na refeição do seu pet!

Alimentos gordurosos

Ainda, é importante ressaltar que a presença de gordura em excesso também é nociva aos cães e aos gatos. Com isso, jamais ofereça frituras ou comidas como fast food, pizzas e queijos. Aliás, estes últimos contêm leite, mais um motivo para deixar longe do seu pet.

Tomate e batata

O tomate e a batata também são alimentos tóxicos pare gatos e cachorros. Enquanto a batata possui solanina, que afeta o sistema nervoso, o tomate contém glicoalcóides. Assim, são nocivos e, inclusive, afetam o bem-estar do pet ao ponto que causarem depressão!

Uvas e passas

As uvas, em versão in natura ou em passas, também são alimentos tóxicos para gatos e cachorros. Em ambos os casos os especialistas ainda não conseguiram identificar, exatamente, qual substância que afeta aos pets.

Contudo, tanto cães quanto gatos apresentam sintomas graves depois da ingestão delas. Eles geralmente envolvem diarréia, dor, fraqueza, vômito, letargia e desnutrição. Por isso, certifique-se de deixá-las longe deles.

Cafés, chás e outros produtos com cafeína

Por fim, os cães e gatos também sofrem com a cafeína. Por isso, sempre que ela estive presente se estará diante de alimentos tóxicos para cães e gatos. Os sintomas são bastantes semelhantes ao da ingestão do chocolate. Dessa forma, pode causar um verdadeiro estrago!

Alimentos tóxicos para gatos

Você sabe quais são os alimentos tóxicos para gatos? Pois confira aqui quais são os principais ingredientes que colocam a saúde do felino em risco!

Você também pode gostar

content

Curso de maquiagem online e com certificado: 5 opções!

Um curso de maquiagem online e com certificado pode ser feito sem sair de casa e atesta seus conhecimentos. Veja 5 opções aqui!

Continue lendo
content

Gato Selkirk Rex: saiba tudo sobre essa raça aqui!

O gato Selkirk Rex tem características marcantes, como seu pelo encaracolado que lembra uma ovelha. Confira tudo sobre a raça aqui!

Continue lendo
content

Saiba as 5 melhores opções de curso de maquiagem online

É possível aprender muito em um curso de maquiagem online, com ótimas opções práticas e de baixo custo, como a Eduk e outras. Confira aqui!

Continue lendo