Dicas

Como começar a dar curso de pilates: veja 4 dúvidas!

Aprenda hoje como começar a dar curso de pilates e lucrar! Existem diversas possibilidades e uma delas pode ser o seu futuro profissional, confira.

Anúncios

Descubra como ser instrutor e começar a dar curso de pilates 

Curso de pilates
Curso de pilates

Começar a dar curso de pilates é um ótimo investimento. Afinal, a área possui demanda de público e somente tende a crescer. Por isso, não deixe de conferir como dar os primeiros passos.

Ser instrutor de pilates nada mais é do que dar aulas de exercícios dessa área. Para isso, é possível apostar na modalidade tradicional. Ou, então, nas novas que se desenvolvem de tempos em tempos. Hoje, por exemplo, há pilates com ou sem aparelhos, bem como os que misturam os exercícios com arte circense e outros.

Contudo, não basta apenas conhecer os exercícios e decidir abrir um curso para ensiná-los. Existem alguns requisitos. Além disso, existem passos que ajudam você a chegar lá e que são importantes para que o investimento realmente tenha retorno.

Hoje, conheça quais são eles e, com isso, saiba como dar início ao seu futuro profissional. Continue lendo e veja tudo sobre como começar a dar curso de pilates. Dessa forma, diga “olá” para a sua independência financeira e torne-se sua própria chefe.

Pilates online: saiba mais

Você sabia que é possível fazer pilates online? Dessa forma, você pode praticar sem sair de casa. Descubra, hoje, as melhores opções!

Anúncios

4 dúvidas principais para começar a dar um curso de pilates

Curso de pilates
Curso de pilates

Para ajudar você a começar a dar aulas de pilates, trouxemos as respostas para as 04 principais dúvidas que existem sobre a área. Confira-as para, assim, garantir todo o conhecimento necessário para dar o pontapé inicial no seu negócio.

Quem pode fazer um curso de Pilates?

Uma das dúvidas mais comuns que o público apresenta é sobre quem realmente pode ministrar um curso de pilates. E, embora muitas pessoas na internet vendam cursos prometendo que eles irão lhe profissionalizar na área, a verdade não é bem assim.

O que ocorre, na realidade, é que o trabalho enquanto instrutor de pilates tem limitações impostas por lei. Elas impedem que qualquer pessoa dê aulas nessa área, uma vez que restringem a possibilidade aos fisioterapeutas e educadores físicos.

Isto é, para começar a dar curso de pilates é necessário ter diploma de graduação ou em Fisioterapia ou em Educação Física. Em caso contrário não será possível atuar na profissão. Isso, pois, os conselhos nacionais de ambas áreas restringem o exercício do pilates a elas.

Assim, antes de tudo é preciso pensar em cursar uma graduação em uma dessas áreas. Somente depois, então, torna-se possível começar a dar curso de pilates.

Anúncios

Quais são os registros que os profissionais de Pilates precisam ter?

Curso de pilates
Curso de pilates

Os registros se referem aos concernentes ao Conselho Nacional de Fisioterapia ou ao Conselho Nacional de Educação Física, ainda que em relação aos polos regionais. Para isso, então, deve-se ter diploma de ensino superior completo em uma das áreas.

Além disso, é interessante ter uma especialização específica em Pilates, como pós-graduação ou afim. Com isso, torna-se um especialista em pilates. Igualmente, aumentam as chances de vender com sucesso os seus cursos.

Curso de formação em Pilates: quanto tempo dura e qual o melhor?

O curso de formação para começar a dar curso de pilates, como vimos, se referem às graduações de educação física e fisioterapia. O primeiro tem duração de 4 anos, enquanto o segundo varia entre 4 e 5 anos, conforme a instituição de ensino.

Nesse viés, não se torna possível afirmar que um é melhor do que o outro. Assim, cada aluno deve analisar o que mais lhe agrada no programa geral dos cursos, além da possibilidade de poder atuar com pilates.

Por exemplo, ambos estudam anatomia humana. Contudo, a educação física se volta para diversos tipos de esportes e práticas, bem como cuidados com elas. Por outro lado, a fisioterapia estuda as técnicas terapêuticas de prevenção e recuperação.

Com isso, cabe a você decidir qual é o melhor para a sua vida. Não há um curso melhor do que o outro, o que valem, então, são as expectativas que você possui. Igualmente, os interesses que uma ou outra graduação possam lhe despertar.

Além disso, a pós-graduação, especialização ou outro tipo de curso de pilates posterior encontra muita variedade. Para as especializações de estrito senso (pós-graduação) procure uma universidade com um bom conceito. Com isso, seu currículo enriquece.

Qual o salário de um professor de Pilates?

Essa é uma questão que varia bastante de acordo com o profissional, região de atuação e forma de atuação. Estima-se que em um primeiro momento um profissional do pilates lucre R$ 1.500 ao mês, sendo que esse valor pode chegar a R$ 3 mil.

Mas essa é apenas uma estimativa. Afinal, considere que hoje é natural alunos pagarem mais de R$ 100 por sessão de pilates. Assim, quanto mais tempo de dedicação para o pilates você tiver, mais alunos pode ter. E isso se converte em maior lucro.

Da mesma forma, a possibilidade de dar aulas para grupos de pessoas também pode aumentar seus lucros. Apesar da mensalidade ficar um pouco menor, você recebe várias ao mesmo tempo para um único horário! Ou seja, aumenta suas chances de ganhar dinheiro.

Outras possibilidades se referem a começar a dar curso de pilates online, além de no próprio estúdio ou academia. Nesses casos, você tem várias opções. Por exemplo, pode dar aulas ao vivo, à distância, por vídeochamada.

Ao optar por essa alternativa, você ainda pode escolher entre dar aulas remotas particulares ou para pequenas turmas, quando várias pessoas se conectam. Por outro lado, não descarte a possibilidade de criar cursos livres.

Eles nada mais são do que aqueles cursos que são gravados previamente e, depois, ficam disponíveis em plataformas de streaming de aulas sob pagamento. Assim, você grava uma única vez e pode vendê-lo infinitas vezes, pelo período de tempo que quiser.

Nesse ponto, note que pode criar vários cursos complementares e em várias instâncias do pilates. Não há necessidade de ficar disponível no horário da aula, uma vez que ela já está gravada e disponível para as alunas.

Assim, ao começar a dar curso de pilates lembre-se de analisar todas as possibilidades. Com elas, você aumenta suas chances de lucro.

Curso de pilates na água: Saiba tudo aqui!

O curso de pilates na água é uma capacitação que as pessoas interessadas na área devem seguir e está super em alta. Veja, a seguir, mais informações!

Sobre o autor

Aline Mesquita

Redatora profissional e Analista de Sistemas, apaixonada pela escrita e pelo aprendizado! Especializada em Marketing de Conteúdo e SEO.

Em Alta

content

Plano de saúde pet Porto Seguro: conheça e saiba quanto custa!

O plano de saúde Pet Porto Seguro é ideal para os tutores que estão em busca de uma boa cobertura para seu melhor amigo! Saiba mais.

Continue lendo
content

Como fazer o Curso de manicure Nail Design Internacional?

Veja como fazer o curso de manicure Nail Design Internacional e tenha acesso ao conteúdo de qualidade da melhor Nail Designer do mundo!

Continue lendo

Gatos

Você escova os dentes do seu gato? Saiba tudo sobre essa prática!

Uma pergunta importante sobre a higiene do seu bichano: você escova os dentes do seu gato? Pois saiba que a prática é muito importante para manter a saúde bucal do seu animal. Saiba mais aqui!

Descubra como cuidar dos dentes do seu gato

Você escova os dentes do seu gato? Um ato de higiene que não se fala muito, mesmo entre os tutores mais dedicados, mas limpar as presas do seu peludo é superimportante para manter a saúde dele.

Muita gente não desconfia que cães e gatos precisam ter seus dentes escovados. Se a gente parar e pensar, vai parecer que faz sentido: na natureza eles não escovam os dentes, não é verdade?

A coisa muda quando a gente descobre um problema de saúde que não vemos nas séries de TV e filmes: a cárie dos gatos. Além disso, gatos selvagens têm uma expectativa de vida menor do que a dos gatos domésticos – justamente porque, em casa, os felinos têm a nós, para cuidar deles.

Então, quais são os cuidados que devemos ter com a boca dos gatos? Quais são os problemas? Descubra aqui, e ajude seu gato a não ter mais “bafo de onça”.

Comunicação felina: tudo sobre a linguagem de gato

A comunicação felina é repleta de sinais e sons que os gatos emitem quando querem dar alguma mensagem. Conheça mais sobre ela aqui!

A arcada dentária dos felinos

Antes de falarmos em doenças e escovação dos dentes de um gato, vamos falar sobre a arcada dentária dos gatos. Você sabe quantos dentes tem um gato? Quando aparecem os dentes?

Os dentes de um gato costumam surgir por volta de três semanas, após o nascimento. Com mais ou menos oito semanas, a boca do peludo contará com 26 dentes. E, mais ou menos com três meses, esses dentes de leite começam a cair, para dar lugar aos 30 dentes que compõem a boca de um gato adulto.

Com 30 dentes, já dá pra imaginar que seu gato deverá querer morder muitas coisas, não é verdade? Por isso, muitos veterinários destacam a importância de escovar.

Além de deixar os dentes limpos e mais fortes, na escovação, você estará removendo sujeiras que poderão acumular bactérias, e causar infecções para além da boca.

Gatos, como seres humanos e cachorros, podem ter diversos problemas, no caso de uma limpeza de dentes inadequada. Dos mais leves – tipo mau-hálito – aos mais graves – a extração dos dentes.

Outro fator que influencia bastante a saúde bucal de seus gatos é a alimentação. Comidas humanas, ou de só um tipo, podem desregular a acidez da boca do felino, atacar o esmalte dos dentes, causar mais ou menos salivação e tártaro…

Parecem várias coisas para serem pensadas. Mas a verdade é que cuidar dos dentes de seu gato é muito mais simples do que parece.

A cárie dos gatos

Quando falamos acima em cárie dos gatos, nos referimos a um problema que ataca dos felinos, mas que não é, exatamente, uma cárie, da mesma forma que são as cárie humanas.

O problema tem um nome um pouco confuso, Lesão de Reabsorção Odontoclástica Felina (LROF). A má notícia é que, provavelmente, seu gato será afetado por ela, quando for mais velho – alguns veterinários falam que 60% dos gatos, em algum momento da vida, terão LROF.

Entretanto, a escovação correta vai garantir que o LROF não seja um problema tão grave.

O que acontece é que, com o tempo, os dentes dos gatos vão sofrendo pequenas erosões. Essas erosões vão sendo cobertas com a gengiva, causando dor e gengivite nos animais.

A origem dessa erosão não é totalmente conhecida. Mas alterações na dieta, na imunidade do felino, e infecções como gengivite e periodontite costumam estar associadas ao LROF.

Assim, é essencial que o tutor escove, sempre, os dentes de seu gato. E que ele escove com pasta anti-bacteriana própria para pets, vale ressaltar.

Outro comportamento vital, para a saúde bucal felina, são as visitas ao veterinário. Esse profissional vai determinar se o gato está começando a ter LROF ou não, e então determinar o melhor tratamento.

Gatos vão ao dentista?

O melhor profissional para atender seu gato, nas questões de saúde bucal, é um veterinário. Veterinários generalistas vão saber examinar os dentes, recomendar rações, dizer qual é a melhor pasta de dente e a melhor escova.

Para alguns tratamentos, entretanto, você talvez terá de procurar um veterinário com especialização em ortodontia animal. Porém, esses são casos mais extremos.

No check-up periódico de seu pet, o veterinário vai dizer o que você precisa fazer pela saúde bucal de seu gato.

Entretanto, não espere esse profissional falar: você deve começar a escovar os dentes de seu gato desde o primeiro diz que ele entrar em sua casa.

A escova de dente, num primeiro momento, pode ser uma para dentes humanos, desde que seja com cerdas bem macias. Já a pasta, deve ser exclusivamente para gatos (ou a genérica para animais).

Vale ressaltar, entretanto, que essa pasta, você só encontrará em petshops.

Qual o melhor momento para começar a escovar os dentes do seu gato?

Pois bem, com qual idade você deve começar a escovar os dentes de seu gato?

O melhor momento é começar nos primeiros meses, logo que seu pet começar a comer alimentos sólidos.

Contudo, gatos adultos e idosos que nunca passaram pelo processo, também devem receber esse cuidado. Nunca é tarde para você começara ter esse cuidado.

A vantagem de gatos menores, é que para eles tudo está sendo uma experiência muito nova. Então eles não terão um susto tão grande, quando você começar.

Gatos mais velhos vão se assustar, e mesmo te arranhar e morder. Mas você deve resistir às dores e protestos, ter paciência e cuidar de seu amigo. Será muito importante, para ele, esse cuidado.

Escovando os dentes do seu gato

Assim, para começar, é fundamental que o gato entenda a escovação, de alguma forma, como uma brincadeira. Deixe ele relaxado, procure fazer carinhos nas costas e nuca. E claro, negocie com brinquedos e petiscos.

Ele não precisa estar deitado de costas, mas precisa estar bem “abraçado”, para evitar uma “fuga” imprevista.

Se no início, o gato estranhar muito a escova, faça com seu dedo enrolado em uma gaze. O mais importante é nunca esquecer da pasta, pois esse produto ajudará a combater bactérias causadores de mau-hálito e tártaro.

A frequência varia de gato para gato, mas o ideal seria fazer a escovação 3 vezes por semana, no mínimo. Se o seu gato permitir, escove todos os dias.

E, se o seu gato for do tipo que sai para caçar ratos, passarinhos ou insetos, aí escovar os dentes terá uma dupla importância.

Por serem animais selvagens, em contato direto com a natureza e com lixo urbano, ratos, passarinhos e insetos se tornam vetores de bactérias e parasitas. Se seu gato morde eles, essas bactérias e parasitas se tornam um problema a mais na saúde bucal de seu bichano.

Conclusão

Agora você já sabe: quem escova os dentes do seu gato não está praticando apenas um ato de higiene. É um ato de amor para e com ele! E você, certamente, ama seu gato. Por isso, não tenha medo de segurar ele, com carinho e fazer o que for necessário. Arranhões fazem parte.

Seu gato vai até mesmo aprender a sorrir, só pra te agradecer!

E se você quer mais dicas sobre como cuidar do seu bichano, confira o nosso conteúdo recomendado abaixo!

Cuidados com pelo do gato: veja 8 dicas!

Existem vários cuidados com o pelo do gato que você precisa saber para que seu felino se mantenha saudável e muito bem cuidado! Veja aqui.

Você também pode gostar

content

O que é um plano de saúde pet? Saiba aqui!

Você sabe o que é um plano de saúde pet? Pois esse tipo de cobertura de saúde para animais de estimação está em alta! Aprenda aqui sobre ele!

Continue lendo
content

Como se profissionalizar em dança: saiba tudo!

Se você está interessada em saber como se profissionalizar em dança, chegou ao local certo! Aqui descobre tudo sobre a formação. Veja!

Continue lendo