Animais

Cachorro no cio: como acalmar? Veja aqui!

Nem sempre é fácil acalmar um cachorro no cio. Com os hormônios em picos específicos, eles tendem a ficar agitados. Veja, hoje, como controlar a situação.

Anúncios

Descubra como acalmar o seu cachorro quando está no período de cio

Cachorro no cio
Cachorro no cio

Como acalmar um cachorro no cio? Essa é uma preocupação de inúmeros tutores de cães. Afinal, o período costuma ser um pouco conturbado. Conheça, hoje, dicas.

Primeiramente, quem entra no cio é a cachorra, e não os cães machos. O que acontece é que a primeira entra em picos hormonais. Os machos, então, sentem o cheiro e, por isso, entram em alvoroço. Esse é o melhor momento para o cruzamento. Por isso, é natural que os feromônios que a cadela libera chamem a atenção do cão.

Assim, quando falamos de cio estamos falando de cadelas. Os machos apenas recebem estímulos aos quais respondem. Contudo, isso não quer dizer que eles também não precisem de um reforço na atenção e cuidado.

Mas o que é o cio? Ele nada mais é do que a maturidade da cadela para fins de reprodução. Assim como costuma ocorrer com humanos, os cães a alcançam na adolescência. Uma vez que a contagem de tempo deles difere, isso coincide aos 05 a 12 meses de idade.

A partir de então, a cadela pode entrar no cio de 01 a 02 vezes por ano. Isso acompanha mudanças de comportamento. Também, um sangramento e cuidados específicos párea o bem-estar da cadela.

E são justamente essas mudanças de comportamento que podem torná-los agitados. Tanto a cadela no cio quanto o cachorro que está no mesmo local reagem. E, assim, podem causar um verdadeiro caos. Além de dependerem de muita paciência.

Mas como acalmar um cachorro no cio? Não se preocupe, pois existem estratégias que ajudam nisso. E para auxiliar você nós separamos as principais delas abaixo. Assim, continue sua leitura para conferir como manter o ambiente calmo mesmo durante o cio.

Anúncios

O que fazer para acalmar o cachorro no cio?

O Cachorro está no cio, veja como acalmar
O Cachorro está no cio, veja como acalmar

Como falamos acima, em verdade os cães machos não entram no cio. Esse é um momento que se reserva às cadelas. Os cachorros, então, apenas apresentam respostas naturais e instintivas.

Por isso, embora o cachorro não passe pelo cio, ele também se afeta com esse período. Afinal, as cadelas exalam feromônios que atraem os cães. Ou seja, há um estímulo hormonal ao cruzamento.

Mas como acalmar cachorro no cio de cães fêmeas? Para isso, siga essas dicas:

  • Evite o contato visual entre machos e fêmeas no cio, pois isso pode aumentar a excitação;
  • Deixe os cães machos e a cadela no cio em cômodos ou locais separados para evitar fugas. Igualmente, para evitar latidos em excesso e caos;
  • Mantenha uma alimentação completa e saudável para o cão, sempre, especialmente com a presença de proteínas;
  • Não deixe o seu cachorro circular livremente para dentro e fora de casa.

Como cuidar de uma cadelinha no período do cio?

Cachorro no cio
Cachorro no cio

Como vimos, o período do cio é exclusivo das cadelinhas. Assim, é preciso saber como cuidá-las para garantir seu bem-estar. Afinal, esse período pode ser bastante estressante. Isso ocorre pelas alterações hormonais e pelos estímulos naturais.

Mas como acalmar de um cachorro no cio? Confira nos itens abaixo dicas para garantir o conforto e bem-estar da fêmea mesmo durante o período reprodutivo.

Gato ansioso? Entenda o que fazer!

Um gato ansioso pode ter comportamentos bem diferentes. Hoje, veja o que causa a ansiedade em gatos, como reconhecer e o tratamento.

Anúncios

Evite deixá-la exposta a outros cachorros

Em primeiro lugar, para acalmar uma fêmea cachorro no cio é preciso que você não a exponha a outros cães. Isso vale tanto para passeios em lugares públicos quanto para a presença de outros animais em casa.

Assim, suspenda os passeios no parque ou praça durante o período do cio. Ainda, busque isolar a cadelinha dos demais animais. Com isso, não há perigo de cruzamento indesejado. Da mesma forma, a cachorra fica tranqüila e confortável.

Garanta um lugar limpo, quente e confortável para ela descansar

Como apontamos, é importante isolar a cadelinha no cio de outros cachorros da casa. Por isso, garanta a ela um lugar tranquilo, confortável e quente. Também, é claro, limpo. Assim, deixe-a descansar.

É muito comum que fêmeas apresentem sinais de cansaço durante o cio. Dessa forma, o melhor é deixá-las descansar de forma confortável.

Dê atenção

É muito comum que a cadelinha no período do cio fique mais carente. Dessa maneira, não se esqueça de dar atenção para a sua companheirinha. Ela está passando por um momento delicado e precisa de cuidados especiais. Portanto, reforce o carinho!

Reforce a alimentação saudável

Para acalmar um cachorro fêmea no cio você também deve mantê-la bem alimentada. Esse período faz com que os cães necessitem de mais nutrientes e calorias. Assim, mantenha a alimentação saudável e se certifique de que ela dispõe de todos os elementos que necessita.

Faça a higienização da região genital

É natural que na primeira semana do cio a cadelinha apresente sangramento na região genital. Por isso, lembre-se de fazer a higienização do local. Para isso, peça orientações ao seu veterinário.

Ainda, analise a necessidade de uso de fraldas especiais para cães. Assim, você mantém ela e o ambiente devidamente limpos. Da mesma forma, evita que o cheiro natural do período se espalhe ainda mais.

Deixe-a longe da janela

Para acalmar o cachorro no rio não basta deixar a cadelinha longe de locais que tenham outros cães. Você deve evitar, também, que ela tenha contato visual com outros cães. Isso, afinal, pode tanto atraí-los quanto descontrolá-las.

O contato visual possui estímulo para cães e cadelinhas. Dessa maneira, nada de deixá-la próxima à janela. Muito menos, aliás, perto de portões vazados.

Tenha paciência

É natural que a cadelinha no cio fique mais nervosa durante esse período. Isso se ilustra na carência, mas também no aumento e na insistência dos latidos. Igualmente, nas tentativas de fugas ou mesmo períodos de agressividade.

Por isso, prepare-se para esse momento. Dê atenção e tenha muita paciência. Considere, ainda, que uma forma de evitar esses períodos é a castração. Caso você não tenha intenções de fazer o cruzamento e reprodução dos seus cães, considere castrá-los.

Isso diminui as chances de desenvolver uma série de doenças. Dentre elas, câncer de colo de útero para cadelas e de próstata para cães. Isso também os deixa mais calmos.

Acalmar gatos em viagens: veja 5 dicas infalíveis!

Nem sempre é fácil acalmar gato em viagens e o seu passeio pode virar um verdadeiro pesadelo. Então veja, hoje, algumas dicas para acalmá-lo.

Sobre o autor

Aline Mesquita

Redatora profissional e Analista de Sistemas, apaixonada pela escrita e pelo aprendizado! Especializada em Marketing de Conteúdo e SEO.

Em Alta

content

Buldogue inglês: saiba tudo sobre essa raça de cachorro!

A raça buldogue inglês é muito encantadora e charmosa, não existe quem não ame essa raça, são sociáveis e dóceis! Veja mais sobre eles aqui.

Continue lendo
content

Curso de estética online: conheça os melhores!

O curso de estética online é ideal para quem está buscando opções para aprimorar seus conhecimentos. Clique aqui e veja mais sobre isso.

Continue lendo
content

5 dicas e truques na hora de tirar a cutícula sozinha!

Se você quer aprender a tirar a cutícula sozinha, não esqueça de hidratar bem e saber usar corretamente o alicate. Veja mais 5 dicas aqui.

Continue lendo

Cachorro

Quer ter um cão? Entenda as vantagens e desvantagens!

Adotar um cão requer responsabilidade. Além de tempo para passear, você também precisa pensar em gastos com veterinário e alimentação. Portanto, é importante conhecer os prós e contras antes de adotar um cão. Confira aqui tudo que precisa saber!

Pense bem nas vantagens e desvantagens de se ter um cão: é uma responsabilidade!

Primeiramente, adotar um cão não se resume apenas a comprar ração e levar para passear. Parece óbvio, mas muitas pessoas não pesam antes as vantagens e desvantagens de ter um cão e, depois de adotarem, acabam desistindo e devolvendo o animal.

Então, para evitar futuros traumas tanto para o pet quanto para o adotante, é importante que você saiba a responsabilidade de uma adoção de cachorro. Nesse sentido, os cães existem atenção, carinho, banhos, visitas regulares ao veterinário, além de boa alimentação e exercícios.

Portanto, quer saber quais são as vantagens e desvantagens de ter um cão? É só continuar acompanhando que vamos listar tudo para você! Confira!

Cão e gato na grama

A importância do veterinário para a saúde dos pets

O profissional veterinário está ligado à saúde dos animais e da sociedade. Descubra a importância do veterinário na vida do seu pet!

Você quer ter um cão? Pese os prós e contras

Antes de mais nada, ter um cão é um compromisso de longo prazo. Dessa forma, ao adotar um cão, você precisa estar o mais certo possível que pode doar seu tempo, seu dinheiro e seu coração por toda a vida do pet! E estamos falando de 10 a 20 anos de vida, dependendo da raça que você escolheu.

Então, não é nem um pouco justo adotar um pet para depois abandoná-lo ou entrega-lo a um abrigo! Talvez você não saiba, mas animais também podem sofrer traumas e se tornarem deprimidos. Portanto, você precisa antes colocar na ponta do lápis todas as vantagens e desvantagens de ter um cão.

Desse modo, é importante pensar que nem sempre você vai estar apto a passear com seu cão, mas precisará fazê-lo pois você aceitou um compromisso com aquele animal! O mesmo acontece com banhos, alimentação e visitas ao veterinário. Aliás, listar tudo em papel pode te ajudar a visualizar melhor todas as responsabilidades que um cãozinho exige.

Assim, vamos te mostrar algumas vantagens e desvantagens de ter um cão a seguir, para que você pode pensar bastante antes de tomar essa decisão tão importante. Então, continue acompanhando para ter uma ideia melhor do que é ser tutor de cachorro.

Quais as vantagens de se ter um cachorro?

Primeiramente, difícil começar essa lista de vantagens sem mencionar o companheirismo, não é mesmo? Pois bem, cães são muito companheiros e podem ser uma ótima solução para pessoas que moram sozinhas. Além disso, você sabia que eles diminuem a incidência de depressão?

Então, ter um cão pode te ajudar de diversas outras formas como melhorar o sistema imunológico, diminuir a pressão arterial, melhoram o convívio social e podem até te ajudar a combater o sedentarismo! Além disso, cães são muito leais e tendem a proteger seus donos em situações de risco.

Ademais, os cães também são divertidos, carinhosos e podem trazer muito amor a sua família! Aliás, crianças que convivem com cachorros tendem a ser menos egoístas e mais solidárias no convívio social.

Quais as desvantagens de ter um cachorro?

Embora existam muitas vantagens de se ter um cão, nem tudo são flores. Primeiramente, pense bem no que você vai ter que abrir mão se adotar um cachorro. Nesse sentido, fica muito mais difícil fazer viagens, já que você não pode deixar o animal sozinho em casa.

Além disso, cachorros dão gastos altos! Além de hotéis ou dog sitter quando você decidir viajar, também precisará gastar com alimentação, vacinas, veterinário, acessórios e brinquedos. Então, faça um levantamento do seu orçamento para ter certeza de que pode proporcionar uma boa vida ao seu amigo pet, com saúde e cuidado.

Ademais, você vai precisar limpar o local onde seu cachorro fica. Afinal, não dá para levar ele para passear o dia todo não é mesmo? Hora ou outra, seu cão vai precisar usar o banheiro dentro de casa e, por sua vez, você vai precisar limpar depois.

Aliás, esteja preparado para pequenos acidentes ao longo do caminho, como sapatos roídos, objetos derrubados ou sofás arranhados, por exemplo.

Tenha um cão com responsabilidade: dicas para criar um cão feliz

Então, agora que você já pensou bem em todas as vantagens e desvantagens de ter um cão, é hora de ver tudo o que você precisa fazer para ter um animal feliz e saudável em casa! Afinal, um tutor responsável é um tutor que faz o melhor para o seu cão.

Passeios

Se você ainda não sabe, cães precisam se exercitar! Aliás, cães que não passeiam o suficiente tendem a ficar doentes, estressados ou até violentos. Portanto, se você não gosta de caminhadas, sejam elas no frio ou no calor, repense a ideia de ter um cão.

Veterinário

Antes de tudo, visitas ao médico veterinário precisam ser rotina, e não apenas quando o seu pet estiver doente. Na verdade, você pode evitar doenças e gastos desnecessários com medicamentos se levar seu cachorro ao veterinário regularmente para um checkup.

Dessa forma, você pode fazer exames de rotina e verificar se está mesmo tudo bem com a saúde do seu amiguinho! Então, não subestime a importância de um veterinário na vida do seu cão.

Socialize

Então, não adianta adotar um cão e deixa-lo trancado e sozinho em um cômodo da casa. Aliás, é muito importante socializar com seu pet, especialmente quando são filhotes. Dessa forma, você evita que o cão se torne violento e agressivo, ensinando o amor e carinho que os humanos podem proporcionar a ele!

Diga não

Ainda que pareça algo cruel, a importância do não pode evitar muitas dores de cabeça no futuro. Nesse sentido, regule coisas como petiscos e guloseimas. Assim, você vai evitar problemas de saúde como obesidade, diabetes e até problemas nos rins e coração. Além disso, o cão vai passar a entender o petisco como algo especial e você pode usar como recompensa quando o estiver treinando.

Adestramento

Embora pareça algo desnecessário, algumas raças de cães tendem a ser hiperativas e difíceis de educar. Dessa forma, é importante ter a ajuda de um adestrador profissional que vai ensinar boas maneiras ao seu novo amigo peludo. Mesmo os comandos simples como “sentar”, “ficar” e “não” podem se tornar essenciais no convívio a longo prazo!

Imponha as regras

Então, aqui vai uma dica voltada para o tutor: tenha voz de comando! Aliás, o adestrador não vai servir de muita coisa se você não impor as regras da casa de forma constante. Assim, se você mora com outras pessoas, oriente todos a serem assertivos quando se trata de regras e comandos dados ao cachorro.

Castigos

Ainda que você possa ficar nervoso ou com raiva quando perceber que seu cachorro não está seguindo as regras que você e o adestrador ensinaram, é importante não punir seu pet com nenhum castigo físico. Nesse sentido, punições físicas só causam dor e sofrimento, e podem levar o cão a agressividade e estresse. Então, saiba ter voz de comando e não perca a razão.

Brincadeiras

Não adianta brigar com o animal ao encontrar algo destruído, ou se ele tiver algum comportamento indesejado. Assim, verifique se ele está tendo atenção e atividades suficientes para seu bem-estar físico e mental. Então, é importante que você tenha tempo de brincar com seu cão e mantê-lo ativo tanto física quanto mentalmente.

Dessa forma, você vai evitar problemas de saúde do animal como estresse, obesidade, comportamento indesejado, entre outros problemas.

Enriquecimento ambiental

Ainda que você não tenha um quintal grande, existem outras formas de enriquecer o ambiente em que seu cão vivo para mantê-lo estimulado. Aliás, você pode até investir em comedouros diferentes, camas com obstáculos e brinquedos que estimulem a mente do seu amigo peludo!

Atenção

Pois bem, de nada vai adiantar pesar vantagens e desvantagens de ter um cão, ou seguir todas as dicas que você encontrar, se você não der atenção para o seu pet. Nesse sentido, cães não gostam de serem deixados de lado. Portanto, dê carinho, faça companhia e mostre que você ama seu cachorro. Afinal, não é só ele que precisa ser companheiro, você também precisa ser uma boa companhia para ele!

Então, acha que consegue proporcionar uma boa vida ao seu amigo peludo? Se você está mesmo pensando em adotar um cão, então confira algumas raças pequenas e fofas que se dão muito bem em apartamentos e lugares menores! Confira a seguir!

cachorro branco correndo na grama

As 10 raças de cachorro pequeno mais populares

Se você mora em apartamento ou casa pequena e quer ter um amigo peludo, confira aqui dicas de raças de cachorro pequeno populares e fofas!

Você também pode gostar

content

Aprenda como fazer suas unhas passo a passo

Se você quer aprender como fazer unhas, é preciso saber como preparar as cutículas, pintar, ferramentas, etc. Confira nosso passo a passo!

Continue lendo
content

Curso de manicure Nail Design Internacional: conheça o curso online!

Saiba tudo sobre o curso de manicure Nail Design Internacional, onde você pode fazer 10 cursos com 22 certificações internacionais!

Continue lendo
content

Curso de design de sobrancelha online: veja 4 dúvidas!

O curso de design de sobrancelha é uma opção interessante para quem está buscando se profissionalizar! Confira respostas às maiores dúvidas.

Continue lendo