Gatos

10 gatos famosos da TV e do Cinema

Por

Lucas Silva 

| Publicado em

Que os gatos são as estrelas da nossa casa, isso ninguém duvidava. O que pouca gente lembra é que na TV e no cinema, gatos também arrasam! E que aqui não estamos falando só do Tom e do Frajola, os “vilões” dos desenhos, ou do Garfield, o gato gordo, faminto e comilão mais famoso de todos.

Quem não lembra do Gato Félix? Ou do gato da Alice? Dos aristogatas? Sem falar naquele que é “coisa nossa”, o Mingau! Então, confira abaixo 10 gatos inesquecíveis da TV e do Cinema. Aposto que você não descobre quem é o número 1!

ANÚNCIOS

10. Gato Felix

Um dos gatos mais populares de todos os desenhos, o Gato Félix nasceu em 1919, pelas mãos de Otto Messmer e Pat Sullivan, e sua popularidade foi tão grande, que suas bilheterias equivaliam às de filmes com atores.

Conhecido por viver situações inusitadas e até surreais, uma das características de Félix é transformar sua cauda em todo o tipo de ferramenta, ou então, abrir sua bolsa amarela e de lá tirar todo o tipo de objeto para solucionar seus problemas.

Ainda sendo produzido, o Gato Félix tem uma legião de fãs, que a cada geração se transforma e renova.

ANÚNCIOS

09. Manda-Chuva

Manda-Chuva é um dos desenhos mais populares dos estúdios Hannah-Barbera, apesar de ter apenas 30 episódios.

O programa continua sendo reprisado em canais do mundo todo. Nele, vemos as histórias do gato amarelo e malandro, do título e sua gangue, em meio a planos mirabolantes para ganharem dinheiro fácil, enquanto driblam a vigilância do Guarda Belo.

O protagonista, dublado por Lima Duarte, tinha como escudeiros, Xuxu, Bacana, Espeto, Gênio e o adorável Batatinha, quase tão popular quanto a personagem principal.

ANÚNCIOS

08. Os aristogatas

Um dos mais populares filmes da Disney, teria sido o último a receber aval direto do próprio Walt Disney (que morreu em 1966).

O filme, lançado apenas em 1970, conta a história da gata francesa Duquesa e seus filhotes, Berlioz, Toulouse e a muito conhecida Marie (ainda hoje, estrela principal em milhares de produtos infantis da Disney), que, sendo sequestrados e jogados num rio pelo invejoso mordomo Edgar, precisam voltar para casa. Para isso, os quatro contam com a ajuda do boêmio gato Thomas O’Malley, que vai guiando o grupo por Paris dos anos 20.

Com uma trilha sonora repleta de jazz, o filme tem algumas das mais populares canções da Disney, como aquela que diz “Todo mundo quer a vida que um gato tem”.

07. Mingau

O mais popular gatinho dos desenhos brasileiros, o gato da personagem Magali conquista leitores e fãs dos desenhos da Turma da Mônica desde 1989.

Um perfeito gato caseiro, Mingau gosta de passear pela rua, mas não recusa o colo de sua dona, e os mimos que a menina lhe oferece. Às vezes, se metendo em confusões (como fazer xixi onde não deve, arranjar briga com outros gatos), mas o fato é: a Turma da Mônica não é completa sem ele!

É um bichano tão querido entre os leitores que até na Turma Mônica Jovem e no filme da Turma da Mônica com atores ele aprece. Uma estrela do Brasil!

Adotou um gato e não sabe que nome dar a ele? Confira aqui algumas sugestões superdivertidas e originais!

ANÚNCIOS

06. Gato de Cheshire

O famoso “Gato da Alice”, tem algumas versões, incluindo a da Disney, de 1951, onde seu pelo é cor-de-rosa e seu temperamento é meio de bobalhão, e a de 2010, de Tim Burton, onde o gato é misterioso e um pouco sarcástico.

O gato, personagem do livro de Lewis Carroll, teria sido inspirado em diversas pessoas, como pastores e acadêmicos, e sua inspiração enquanto criatura, teria vindo de pinturas medievais mostrando um gato sorridente, que Carroll, pesquisador de obras antigas, teria descoberto.

05. Fígaro

Gato que apareceu pela primeira vez no filme Pinochio da Disney, em 1940, e depois em vários desenhos, contracenando com a Minnie, o Pluto outras personagens.

Fígaro é um adorável e insistente filhote branco e preto que, no longa do menino de madeira, vive uma relação de tapas e beijos com a peixinho dourada Cléo. Nos episódios com Minnie, Fígaro continua curioso e teimoso, por isso mesmo, superfofo. Um astro da Disney!

ANÚNCIOS

04. Lúcifer

Gato do filme Cinderela de 1950, como o próprio nome diz, é um gato mal. O que ele pode fazer para arruinar os planos de Cinderela ou de seus amigos, ele faz. Parte das cenas em que Lúcifer aparece, vemos os ratinhos Jaq e Tata fugindo dele.

O único que pode com ele, no reino animal, é o cachorro Bruno. Mesmo assim, suas maldades são marcadas por seu comportamento desajeitado e atrapalhado.

Assim, ao invés de ficarmos bravos com ele (ok, nós ficamos um pouco), nós rimos. No fundo, Lúcifer é um gato fofucho, e a gente sabe disso.

Marina Ruy Barbosa, Ernest Hemingway, Winston Churchil: conheça alguns do mais famosos fãs de gatos do mundo!

03. Gato

O gato sem nome de Bonequinha de Luxo, clássico de 1961 do cinema americano estrelado por Audrey Hepburn (como a socialite Holly). ATENÇÃO PARA O SPOILER: a parte boa é no fim do filme Holly adota o gato e descobre o amor. Um símbolo tão pequeno quanto um gato, mas tão especial para nós, que entendemos o que ter um gato (e dar um nome para ele) significa!

O que pouca gente sabe é que o gato do filme foi uma das maiores celebridades animais de Hollywood. Isso porque Orangey (“Laranjinha”) era extremamente requisitado para todo tipo de série e filme gravado naqueles estúdios.

Quando o filme foi lançado, Orangey já tinha – acredite – 10 anos de carreira, no cinema e na TV, incluindo um papel de protagonista, no filme Rhubarb de 1951, onde um gato herda a presidência de um time de baseball de seu dono excêntrico.

Quando morreu, provavelmente, em 1967, Orangey foi enterrado no Forest Lawn Memorial Park, um cemitério onde estão vários artistas e profissionais do cinema.

Um verdadeiro astro!

ANÚNCIOS

02. Salém

O gato preto e sarcástico da bruxa adolescente Sabrina (estrelada por Melissa Joan Hart) fez a graça de muita gente que acompanhou a série ao longo de suas 7 temporadas, entre 96 e 2003, e nos anos seguintes, nas incontáveis reprises. No enredo, Salém é um bruxo que foi amaldiçoado a viver como gato, depois de ter arranjado confusões com uma feiticeira-mor.

Por isso, nós vemos um gato, mas o que ele fala são observações ácidas e irônicas sobre a vida, e as questões que Sabrina vive no seu dia-a-dia, na escola, com amigos etc.

Fato triste: na nova versão da série o Salém não fala!

01. Snowball

Snowball I

O gato da família amarela mais conhecida da TV, na verdade não foi só 1, mas vários. Bola-de-neve (em inglês, Snowball) foi o nome de 4 gatas, dos Simpsons em um total de 5. A primeira Snowball tinha o pelo branco, o que lhe deveu o nome, mas morreu logo na segunda temporada do desenho.

Snowball III

Já segunda Snowball tinha o pelo preto, e viveu por mais tempo, até a 15ª temporada quando ela sofre um acidente e morre, sendo substituída, no mesmo episódio, por Snowball III, que logo morre.

Então Snowball III é substituída pelo gato Coltrane (em homenagem ao saxofonista Joe Coltrane), que morre também antes do fim do episódio. Por fim, Lisa recebe de presente Snowball V, que é exatamente igual a Snowball II.

Snowball II (ou V?)

Isso motiva a menina a rebatizar a 5ª gatinha como Snowball II.

Atualmente, essa última, a gata que vemos até hoje, com muito mais sorte que suas antecessoras, porque escapa sempre das piores situações.


E aí, o que você achou da nossa lista? Sentiu falta de algum gato famoso da TV ou cinema? Escreva para nós nos comentários!

E para não perder mais nehuma postagem do Senhor Gato, se inscreva na nossa News letter e saiba tudo sobre gatos e outros animais interessantes! 

Animais

10 comidas PROIBIDAS para gatos

Por

Lucas Silva 

| Publicado em

Quem tem um pet, seja um cão ou gato, sabe: os nossos amigos não podem ver a gente comendo, que lá vêm eles, com aqueles olhões de dar dó, como que pedindo uma lasquinha de qualquer coisa. Como se a gente não desse para eles comidas de qualidade e numa quantidade boa, não é verdade?

E nós, que somos donos babões fazemos o que? Damos um pouquinho. Fica até engraçado, nosso amigo peludo pulando e fazendo travessuras, por um pedaço de comida.

Porém, aqui tem um problema: existem comidas que a gente come, mas que para os gatos e cachorros são simplesmente proibidas. Algumas, eles até podem comer de vez em quando, mas, como cada gato é um, é melhor você evitar.

Às vezes, a gente até pode pensar: o gato do vizinho come, porque o meu não pode? Primeiro, você é veterinário, para identificar os problemas de saúde de seu gato? Segundo, você acha mesmo que seu gato merece esse risco? Se as duas respostas forem “não”, ais aí o porquê!

Ter um bichinho é amar ele, e amar também é falar não. Então, confira a lista abaixo e se surpreenda com algumas comidas que gatos comem na TV, Livros e cinema, mas que, na verdade, são proibidas para eles.

10. Bebidas alcoólicas

Bebidas alcoólicas são perigosas até para pessoas, vamos falar a verdade. Porém, não vamos ser hipócritas, uma cerveja na sexta-feira, às vezes, é tudo de bom, não é? O problema, é que esse tipo de alimento passa pelo fígado, e o fígado de gatos é diferente.

Logo, quando você dá uma cerveja para seu gato, ele corre o risco de sofrer uma infecção estomacal, desenvolver, com muito mais facilidade, cirrose ou úlcera, entre tantos outros problemas.

Isso não quer dizer que ele não possa beber uma cerveja para gatos. Mas nesse caso, é um produto exclusivamente voltado ao organismo e paladar felino, e, ainda assim, com sua quantidade semanal limitada.

Então, você já sabe: pode fazer um #sextou com seu gato – mas pro bichano, vai ser com água!

9. Chocolate

Chocolates são uma delícia, não é verdade? Porém, chocolates são bons para humanos. Gatos não devem comer chocolates, porque esse doce tem duas substâncias que podem causar muitas doenças pro seu animal.

Primeiro, têm gordura. De leite, de óleo vegetal, de frutas secas e sementes em alguns tipos… Gorduras desse tipo são extremamente nocivas para um gato. Elas podem sobrecarregar o fígado e os rins do seu bichano, causando sérios problemas para ele.

Segundo, têm açúcar. E o açúcar dos doces é sempre açúcar industrial. Assim, seu gato poderá sofrer com hiperglicemia, e, consequentemente, desidratação, problemas cardíacos, problemas renais…

Então, se você quiser dar um agrado para seu bichano, procure rações num petshop, e veja as diversas opções que essa loja oferece!

8. Cebola e alho

Você cozinha? Então você já sabe: cebola e alho possuem substâncias que, cruas, dão uma sensação de queimação na língua e nos olhos, não é verdade? E são justamente essas substâncias que fazem esses alimentos muito mais nocivos para seu gato.

Além de afetar a sensibilidade de seu animal, essas comidas possuem substâncias que atacam, diretamente, o sangue dos peludos, diminuindo a resistência deles a doenças. E a situação não melhora se você cozinhar ou fritar essas comidas, não.

Então, quando você for mexer com cebola e alho, tome cuidado para seu gato não comer nenhuma dessas coisas, e, depois que você terminar, lave bem as mãos, para evitar problemas.

7. Comidas salgadas

O sal deixa tudo mais gostoso, não é? Mas, como no caso dos humanos, o excesso de sal faz mal para gatos. Como eles são bem menores do que nós, a quantia de sal que um humano come, de forma salgada, para um gato pode ser fatal.

Isso porque, como temos falado, seus fígados, rins e demais órgãos do sistema digestivo são muito sensíveis.

Os rins de seu gato poderão ficar saturados com muita facilidade, causando uma intoxicação, caso ele coma, por exemplo, um inocente salgadinho de bacon…

Então, quando seu gato olhar você comendo ovinhos de amendoim, resista: sal faz mal!

6. Café

Quando a gente acorda, qual é o primeiro alimento que comemos? Café. E durante o dia, bate aquela preguiça, o que a gente bebe? Café. Ou seja, o café serve para acordar.

Um gato, porém, não precisa de cafeína. Para ele, vai ser extremamente nocivo, essa dose extra de energia, que o café dá.

Ele vai ficar superagitado, vai ter dificuldades de concentração e movimentação, possivelmente vai sentir muito mais sede do que o normal e, no fim do dia estará exausto, e irritado.

Então, na hora do cafezinho, sirva para seu gato uma água filtrada, que ele vai ficar muito mais feliz!

Você sabe qual planta você não pode ter em uma casa com gatos? Acesse aqui e descubra!

5. Comidas gordurosas

Fígado, abacate, bacon, presunto… Comidas deliciosas. Porém, são extremamente gordurosas, mesmo no caso do abacate, que é gordura boa. Logo, são proibidas para o seu gato.

O excesso de gordura vai sobrecarregar o fígado e os rins do bichano, poderá causar obesidade, hipertensão, gerar problemas cardíacos…

Esqueça a imagem do gato selvagem, caçando suas presas nas sombras. Gatos domésticos têm um sistema digestivo diferente, então, não é todo o tipo de carne que seu animal pode comer.

Por isso, prefira, sempre, os alimentos próprios para gatos!

4. Ovos

Seguindo a lógica dos alimentos gordurosos, gatos não podem comer ovos. Esqueça a ideia do seu gato como um caçador que ataca ninhos: esses são gatos selvagens, além disso, um ovo de passarinho é bem menor do que um de galinha.

Além de serem gordurosos, e potencialmente fatais para o fígado de seu gato, ovos crus podem transmitir doenças como a salmonela, e você não quer seu pet doente, não é?

Então, como sempre, prefira rações especificas para gatos.

3. Peixe cru

Gatos não podem comer peixe cru? Pois é! Muita gente associa gatos e peixes, mas você sabia que eles não devem ser oferecidos (com frequência) ao seu bichano?

Gatos de rua até comem peixes crus, mas lembre que esses bichanos estão abandonados, então precisam se virar com o que tem. Isso não significa que eles têm mais saúde que um gato doméstico. Por isso, sob orientação do veterinário, você pode dar um peixe para seu gato, mas tomando muitos cuidados.

Peixes crus têm, ainda, alguns problemas que para humanos não é tão grave: podem ter ossos que não percebemos, podem estar começando a estragar, podem estar contaminados com mercúrio…

Peixes, então, só os dos petshops – comprados na seção de rações, a gente quer dizer!

2. Peixes enlatados

Seguindo a lógica dos peixes e das comidas gordurosas, peixes enlatados podem ser fatais para o seu gato.

Além de ter toda a gordura e, às vezes, algum osso ou espinha, peixes enlatados têm óleos vegetais e conservantes.

Óleos vegetais, sendo gordura, atacam o fígado, rins e outros órgãos do sistema digestivo de seu animal.

Por suas vez, os conservantes são, de forma geral, um monte de sódio combinado com outras substâncias, que evitam de a comida estragar. E sódio (componente principal do sal) vai fazer seu gato salivar demais, e possivelmente vai atacar seus rins.

Então, resista aos miados de seu gato, desesperado pela sardinha que você acabou de abrir. Prefira um petisco sabor peixe, comprado no petshop, que o bichano vai gostar muito mais!

1. Leite e derivados

Como assim, leite? Pois é! Gatos, como todos os outros animais, exceto humanos, não toma leite depois do desmame.

A imagem do gato com um pires de leite é um clássico. Mas está errada, porque o leite, além da gordura, tem a lactose, e gatos podem desenvolver intolerância.

E como acontece com seres humanos, a intolerância a lactose pode gerar problemas estomacais dos mais diversos. Do mais leve (excesso de gases), a alguns mais pesados, como diarreias ou vômitos.

Então, esqueça a cena do gato com um pires de leite! Se você tem uma gatinha e os filhotes dela pararam de mamar, comece a oferecer rações. Leite, só o materno, enquanto o filhote quiser.

Extra: comida de cachorro

Muitos tutores de animais inexperientes ofertam comida de cachorro pra seus gatos, e vice-e-versa. Às vezes, a pessoa cria gatos e cachorros, acaba a comida de um, e aí  o tutor oferece a comida do outro.

Se for o caso, e você só tiver ração de cachorro naquele momento, ofereça. Mas depois, imediatamente, vá pro petshop comprar mais.

Isso, porque as rações de cachorros são pensadas para… Cachorros. Seu gato não é um cachorro, isso é, o corpo, o sangue, os órgãos e as substancias estomacais do seu gato são bem diferentes das de um cachorro.

Assim, se o seu gato comer comida de cachorro, o que pode acontecer é ele começar a sofrer de inanição, anemia, doenças ósseas ou estomacais e outros problemas causados por desnutrição.

Então, já sabe: pro seu gato é só ração de gato!


E você, já deu alguma dessas comidas pro seu gato? Como ele reagiu? Ele come bem, come mal? Faltou falarmos alguma coisa? Escreva nos comentários.

E, para não perder mais nenhuma postagem do Senhor Gato, se inscreva na nossa newsletter e fique sempre por dentro de nossos conteúdos!

Continuar Lendo

Em Alta