Gatos

Descubra qual é a hora certa de servir seu felino!

Você sabe como e quanto servir seu felino? Pois saiba que isso influencia na saúde do seu gato e, também, no bem-estar. Conheça mais sobre o assunto!

Anúncios

Saiba a melhor hora para servir comida ao seu felino

Alimentação para gatos
Alimentação para gatos

Servir o seu felino depende da adoção de algumas regras. Elas são importantes para se evitar a obesidade do gato, bem como para garantir o seu bem-estar e longevidade.

Os gatos são, essencialmente, caçadores. Antes da domesticação dos felinos, eles viviam a base de pequenas alimentações diárias. Por isso, contavam com pequenos insetos e pássaros, bem como outros pequenos animais e frutas. Contudo, a domesticação altera esse cenário em que eles necessitavam de várias refeições ao dia.

Note, por exemplo, que eles deixam de buscar a caça para a sobrevivência. Isso, por si só, os tornou animais menos ativos. A queima calórica se torna mais vagarosa, bem como a própria necessidade de grandes quantidades de calorias diárias. Isso, aliás, cria a tendência à obesidade.

Essa diminuição do ritmo de consumo de calorias, então, influencia diretamente em como servir seu felino. Ele não precisa da disposição de comida a qualquer hora. Ao mesmo tempo, deve ter restrições para que não desenvolva a obesidade felina.

Contudo, não há motivo para pânico. Hoje veremos, em detalhes, como alimentar o seu felino de forma correta. Para isso, continue lendo. Abaixo, você encontra dicas especiais para que a alimentação do seu pet atue de forma positiva para a saúde dele.

Anúncios

Quantas vezes ao dia servir a comida para o gato?

Quando falamos na necessidade de ter controle sobre a alimentação dos gatos isso inclui diversos fatores. Por exemplo, a quantidade de comida. Igualmente, quando servir seu felino.

A quantidade de refeições diárias de um gato varia de acordo com uma série de questões. Afinal, em cada fase da vida ele possui uma necessidade calórica específica. A mesma coisa ocorre em relação à castração, que resulta em cuidados especiais com os alimentos.

Veja, em termos gerais, quantas são as refeições necessárias por dia para cada tipo de gato:

  • Filhote (até 12 meses): nessa fase você deve servir seu felino de 03 a 05 vezes por dia. A demanda calórica é maior, uma vez que são mais ágeis e estão em crescimento. Igualmente, é preciso ter cuidado com questões de hipoglicemia;
  • Adulto (mais de 12 meses) e idosos (07 anos ou mais): servir seu gato 02 vezes ao dia é suficiente para esses casos;
  • Felinos castrados: devem seguir uma dieta com 02 a 03 refeições ao dia;
  • Gatos obesos: dependem de uma dieta específica com indicação de nutricionista da área animal.

Além disso, cabe ressaltar que quando e como servir o felino pode variar com outras condições. Por exemplo, a depender do seu estado de saúde. Igualmente, de alguma restrição especial por doença prévia.

Quanto servir para um felino em cada refeição?

Momento certo para servir seu felino
Momento certo para servir seu felino

Os veterinários geralmente estipulam uma quantidade diária. Portanto, é necessário dividi-la pelo número de refeições. Aqui, é importante ressaltar que o ideal é não deixar comida à vontade para o seu gato.

Quando eles têm disposição de alimentos sem restrição, tendem a comer a cada pouco tempo. Ou seja, repetem o comportamento de pequenos gatos na natureza, que dependem de refeições pequenas e constantes que chegam a até 15 ao dia!

Entretanto, conforme já explicamos, aqui não há essa necessidade. A caça é pura brincadeira e as vítimas geralmente são brinquedos sem fins nutricionais. Por isso, o ideal é servir o felino somente no momento da refeição, com a criação de uma rotina.

Veja a quantidade diária de alimentos de acordo com a idade ou condição de cada felino:

  • 2 a 3 kg: 40 a 53 gramas por dia;
  • 3 a 4 kg: 53 a 70 gramas por dia;
  • 4 a 5 kg: 70 a 81 gramas por dia;
  • 5 a 6 kg: 81 a 93 gramas por dia;
  • 6 a 7 kg: 93 a 103 gramas por dia;
  • 7 kg ou mais: 75 a 88 gramas por dia.

Novamente ressaltamos que isso pode variar de acordo com as condições particulares do gato. Doenças e obesidade, portanto, alteram esses valores. Por isso, sempre conte com o apoio de um veterinário para te direcionar.

Alimentação para gatos: 5 perguntas importantes!

A alimentação para gatos necessita de cuidados especiais. Por isso, hoje trouxemos 05 principais perguntas e suas respostas sobre a dieta felina!

Anúncios

Quanto tempo um gato pode ficar em jejum?

Como vimos acima, os gatos de qualquer idade necessitam de ao menos 02 refeições diárias. Mas qual é o período entre uma e outra, ou seja, o tempo em jejum? Os especialistas indicam que o seu felino não passe mais de 12 horas sem comer.

Por isso, programe as refeições para que elas ocorram sempre respeitando esse limite máximo. Especialmente quando falamos de 02 refeições diárias. Além disso, ao servir o felino observe algumas questões.

Caso ele não esteja comendo, por exemplo, observe se esse comportamento é recorrente. O jejum de gatos (por espontâneo desinteresse deles na comida) pode ser sinal de doença ou dor. Por isso, procure um veterinário caso isso venha a ocorrer.

Qual o melhor horário para servir o seu felino?

Alimentação para felinos
Alimentação para felinos

Os horários de alimentação dos felinos merecem cuidados. Primeiramente, porque devem ter intervalo máximo, entre um e outro, de 12 horas. Além disso, porque exigem uma rotina, uma vez que os felinos são adeptos à repetição dela.

Por isso, considere a sua própria rotina na hora de estabelecer os horários de servir seu felino. Afinal, você somente poderá seguir uma rotina para o gato caso respeite a sua própria agenda, necessidades de se ausentar de casa e compromissos diários.

Caso você saia de casa pela manhã, guarde um tempo para alimentar o gato antes de sair. Na hipótese 03 refeições ao dia, alimente-o pela manhã, ao final da tarde e no meio da noite. Assim, você não se preocupa caso se ausente e não possa voltar no meio do dia.

De outra forma, uma ótima estratégia é dividir a alimentação dos gatos com outras pessoas da casa. Isso especialmente quando o pet for filhote. Com isso, ele garante todas as refeições mesmo com a circulação de idas e vindas pelo seu lar.

Quanto servir de ração por dia para seu gato?

Você sabe quanto servir por dia para gato? Essa é um questão que tem influência sobre a saúde dos felinos. Veja como fracionar as refeições!

Sobre o autor

Aline Mesquita

Redatora profissional e Analista de Sistemas, apaixonada pela escrita e pelo aprendizado! Especializada em Marketing de Conteúdo e SEO.

Em Alta

content

Criar um cachorro calmo: veja aqui 7 dicas!

Para criar um cachorro calmo, o ambiente e os cuidados contam bastante! Por isso, veja as dicas que separamos aqui para você!

Continue lendo
content

Pinscher 0: saiba tudo sobre essa raça de cachorro!

A raça Pinscher 0 é uma das menores raças de cães que existem, eles são bem pequenos, e tem a fama de estressados, mas carinhosos! Veja.

Continue lendo
content

Como cuidar dos materiais de manicure corretamente?

Se você ainda está em dúvidas de como cuidar dos materiais de manicure corretamente, chegou ao lugar certo! Veja aqui e tire suas dúvidas.

Continue lendo

Cachorro

Conheça as principais raças de cachorros pequenos!

Raças de cachorros pequenos são ótimas para quem tem pouco espaço, mas não abre mão de ter um companheiro de 4 patas. Conheça hoje quais são as principais!

Descubra tudo sobre as raças de cachorros pequenos 

As raças de cachorros pequenos são bem diversas, tendo para todos os gostos. Conheça algumas delas hoje e veja qual é a que melhor se encaixa no seu dia a dia.

Existem 339 raças de cães reconhecidas no mundo! E isso para falar só daquelas que têm reconhecimento pela FCI, a Fedération Cynologique Internationale. Existem, além desses, dezenas ou até centenas de raças que aguardam reconhecimento.

Dentro desse total, então, existem cachorros maiores, bem como raças de cães pequenos e médios. Eles variam também quanto à personalidade, territorialismo, necessidade de exercícios e proximidade Assim, todos encontram o cão perfeito para as estruturas da sua casa e para a sua rotina.

Os cães pequenos, aliás, encontram bastante demanda e apresentam vasta variedade. Caso você esteja pensando em adotar um cachorro, não deixe de considerar ter um de pequeno porte. Abaixo, veja os benefícios de optar por eles. Igualmente, as principais raças que se destacam dentre as menores.

Cachorros do TikTok: conheça os cães mais famosos!

Os cachorros do TikTok fazem muito sucesso dentro e fora da plataforma, principalmente pelo seu carisma e personalidade. Veja mais aqui!

Por que cães pequenos são ótimos?

Veja alguns dos principais benefícios de escolher as raças de cachorros pequenos ao adotar um cão:

  • Ocupam menos espaço;
  • Exigem menor gasto com alimentação, pois têm menor necessidade calórica;
  • São de fácil transporte;
  • Adaptam-se bem em qualquer lugar;
  • São fáceis de cuidar;
  • Geralmente não demandam exercícios de grande esforço, mas pequenas e leves caminhadas;
  • Encantam adultos e crianças.

O que procurar ao escolher uma das raças de cachorros pequenos

Veja algumas das questões primordiais a se considerar quando se busca um cão de pequeno porte para chamar de seu:

  • Eventuais cuidados especiais;
  • Exercícios necessários;
  • Facilidade de se dar bem com outros animais e pessoas;
  • Personalidade e comportamento;
  • Doenças mais comuns da raça;
  • Expectativa de vida;
  • Tamanho médio a que chega;
  • Possibilidade de deixá-lo sozinho ou não por alguns períodos (ponto essencial para quem trabalha fora de casa ou fica longas horas longe do lar).

As raças principais de cães pequenos

Agora que você já sabe quais são as principais vantagens em ter raças de cachorros pequenos em casa e ao que se atentar ao escolhê-las, conheça algumas das mais famosas. Abaixo você encontra várias raças interessantes e as principais características de cada uma delas.

Chihuahua 

Esse é a raça com alguns dos menores cães do mundo. Não à toa, aliás, são cachorros desse tipo que constam no Livro dos Recordes como os menores do planeta. Esses cães são originários do México e surgiram no século XIX. 

Eles se caracterizam por esbanjarem energia e coragem. São muito inteligentes e, também, são ótimas companhias para crianças. Dão-se bem com outros animais, de forma que são cachorros pequenos que se adaptam bem em lares que tenham outros pets. 

Ele exige cuidados relacionados especialmente ao seu tamanho. Afinal, as brincadeiras podem machucá-los facilmente. Assim, deve-se cuidar com impactos, bem como com a interação com animais maiores, que mesmo brincando podem causar acidentes graves.

A expectativa da vida dos Chihuahuas é de 20 anos. Por isso, você garante um amigo que, com os cuidados corretos, estará presente na sua vida por muito tempo e garantirá várias histórias para você contar.

Pomeranian 

O Pomeranian ou Lulu da Pomerânia também está entre as raças de cachorros pequenos que fazem sucesso. Eles, na verdade, pertencem à raça Spitz e são os menores exemplares dela, que possui 4 tipos diferentes de cães, que se diferenciam justamente pelo porte.

Eles são bem inteligentes, mas também são teimosos e territorialistas. Por isso, a interação com outros animais e pessoas depende de socialização desde a infância. Ainda, podem demandar adestramento.

São fáceis de cuidar e requerem exercícios leves, mas muitas brincadeiras. Outros cuidados necessários para esses cachorros pequenos se referem à pelagem, densa e comprida. Assim, escove-os diariamente.

Cachorro Lulu da Pomerânia: tudo sobre essa raça!

O cachorro Lulu da Pomerânia é uma raça de cachorro com pelos longos e um temperamento dócil e sociável! Veja mais sobre aqui!

Papillon 

Outros cachorros pequenos que ganham o nosso coração em poucos “aus” são os da raça Papillon. Eles tem orelhinhas eretas e franjas laterais. E isso é o que dá o nome a eles, que significa borboleta em francês.

Essa é uma das raças de cachorros pequenos que esbanja alegria e companheirismo. Além disso, são muito obedientes e adoram crianças e outros animais. Ainda, são pouco territorialistas e são muito apegados aos donos. Por isso, são ótimas companhias!

Os cães dessa raça chegam até 28 centímetros de altura, no máximo. Seu peso é de até 5 kg. Eles requerem atenção especial com a dentada arcária, com escovações desde filhotes. Igualmente, com os móveis, pois eles adoram subir neles. Portanto, deixe os objetos importantes longe deles.

Yorkies 

Dentre as raças de cachorros pequenos há os yorkies, originários da Grã-Bretanha e existem desde o início do século XIX. Originalmente criados para caçar animais de toca (como coelhos e lebres) hoje são incríveis cães de companhia.

São enérgicos, têm muito apego ao dono e tendência a latir. Por isso, se você preza por silêncio, ele não é a melhor opção. Mas se busca um animal inteligente e esperto, ele é perfeito. Ainda, não se dão tão bem com crianças, embora isso possa ser resolvido com a socialização.

Yorkshire: saiba tudo sobre essa raça de cachorro!

A raça de cachorro Yorkshire é de pequeno porte e tem pelos médios, além de variações da tonalidade dos pelos! E são lindos e dóceis. Veja aqui!

Shih Tzus

Quem busca cachorros pequenos também pode se encantar com o Shih Tzu. Eles são de pequeno porte, chegando a até 28 centímetros de altura. Ainda, o peso deles costuma ser entre 4 kg e 7,2 kg.

Esses cachorros pequenos não requerem grandes espaços, mas pedem escovação diária dos pelos compridos, bem como exercícios de baixa intensidade. Eles são alegres, amorosos e amam ficar perto dos donos.

Shih Tzu: saiba tudo sobre essa raça de cachorro!

O Shih Tzu é uma raça de porte pequeno, com uma pelagem média e pode ser visto em várias cores! Tem um temperamento forte, mas são fofos! Veja.

Lhasa Apsos 

Outra das raças de cachorros pequenos que conquista a todos é a Lhasa Apso. Esses pequenos cães são originários do Tibete e são considerados sagrados. Ganhar um, aliás, é sinal de sorte. Eles têm entre 15 e 25 centímetros de altura e chegam a até 7 quilos.

Os cães dessa raça são bem apegados aos donos e são desconfiados com estranhos. Mas com a socialização eles se tornam muito amigáveis. Além disso, eles amam crianças e se dão bem com outros animais.

Lhasa apso: saiba tudo sobre essa raça de cachorro

A raça Lhasa apso é um raça muito procurada pelos brasileiros, mas ela não foi criada no Brasil. Seu pelo é longo e tem cores diferentes. Saiba mais!

Schnauzers

Por fim, mas não menos importantes, temos os cachorros pequenos do tipo Schnauzer. Eles variam têm até 30 centímetros de altura e peso médio de 7 kg. São bastante fofos, animados e afetuosos. Ainda, são teimosos e não gostam de ficar sozinhos.

E se você gostou de conhecer algumas raças de cachorros pequenos, que tal descobrir agora as raças de médio porte mais charmosas que existem? Confira em nosso conteúdo recomendado abaixo!

40 raças de cachorros médio porte mais charmosas

Confira quais são as raças de cachorros médio porte mais charmosas e escolha qual delas mais combina com a sua personalidade!

Você também pode gostar

content

Como montar estúdio de sobrancelhas? Veja aqui!

Você quer saber como montar um estúdio de sobrancelhas? Pode ser até em casa, e gastando pouco. Veja algumas dicas e tire suas dúvidas.

Continue lendo
content

Maquiagem para a pele negra: 8 dicas práticas!

Para fazer uma maquiagem incrível para pele negra é preciso saber alguns cuidados. Confira 8 dicas ótimas para fazê-la corretamente e arrase!

Continue lendo
content

Arranhadores para gatos: 8 melhores opções em 2021!

São vários modelos e tipos de arranhadores para gatos. O ideal é encontrar o preferido pelo seu felino, e que se adapte ao seu espaço!

Continue lendo