Sem Categoria

Gatos precisam tomar banho? Gatos podem usar shampoo e sabonete? Tudo sobre higiene felina!

Gatos precisam tomar banho? Com qual frequência? Que produtos usar? Pode usar sabonete perfumado? Descubra tudo aqui!

por

Lucas Silva

Publicado em

Que tem um gato conhece a peça. É chegado o momento daquele evento que, dependendo da forma como você lida com ele, pode ser uma sessão de arranhões ou de beijos e carinhos: a hora de dar banho no seu gato!

Primeiro, que fique claro: Gatos se limpam sozinhos, sim, mas precisam tomar banhos ocasionalmente, porque o banho evita parasitas, e proporciona melhor higiene dos pelos (que são vitais para a saúde e sensibilidade do gato).

Segundo: há casos em que gatos precisam de banhos. Não será com a mesma regularidade que um cachorro. E, se você sai pouco com seu gato, a frequência será ainda menor.

Logo, surgem as perguntas: quando dar banho no meu gato? Gatos precisam de banhos com sabão? Posso usar um shampoo no gato? Posso usar um sabonete humano?

Procurando solucionar essas dúvidas, fomos atrás de algumas respostas. Confira aqui tudo o que você precisa saber sobre produtos de higiene para gatos.

ANÚNCIOS

Banhos em gatos: os primeiros passos

Todo mundo que tem gatos sabe, esses animais não são muito afeitos a se molharem. Certo. Porém, você já se perguntou os porquês disso? A resposta talvez não seja tão surpreendente, mas vamos lá: gatos não gostam de se sentir inseguros, na hora do banho.

Ou seja, se você simplesmente colocar o gato numa banheira (ainda mais se for uma banheira com água fria), seu gato terá medo. Ele ficará estressado. Então, fazer o banho um processo “mecânico”, não é a solução.

O ideal é que o filhote já seja acostumado ao ato de ser molhado pelo tutor, vez por outra. E que desde filhote ele entenda que aquilo fará parte de sua vida. Assim, quando adulto, a sessão de banho não vai ser uma surpresa total.

Mas pra isso acontecer, você precisa convencer seu gato de que o banho é algo gostoso. Faça a hora do banho ser uma hora de carinhos, oferecendo brinquedos, petiscos, e lidando com muita calma e tranquilidade. Ofereça segurança ao seu gato.

E claro, use água morna.

Dica: evite banhos longos. Prefira higiene a seco

Como falamos, os gatos precisam de banhos com água. Mas não sempre. Seu gato sabe fazer sua própria limpeza, tem uma língua e uma flexibilidade que facilitam isso. Então, o seu trabalho de tutor não é dar banhos com frequência.

Seu trabalho é fazer a escovação dos pelos, com frequência. Esse procedimento é muito mais importante que o banho, e deve ser feito toda a semana. Já falamos sobre a escovação dos pelos, aqui.

Basicamente, na escovação, você retira pelos e tufos caídos, partículas de sujeira, migalhas de comida e outras coisas que eventualmente fiquem presas na pele do gato. Para esse trabalho, a água não é tão importante quanto uma escova de cerdas macias e um pente de gatos (comprado em petshops).

Tosar os pelos também é importante, para garantir a higiene adequada do animal, mas cada raça tem seu calendário específico de tosas. Para saber qual é a época de tosa do seu gato, o melhor é sempre procurar o veterinário.

Você sabia que seu gato precisa escovar os dentes? Confira tudo sobre essa prática, aqui.

E o banho, como fica?

Depois de falarmos sobre escovação e higiene, você talvez se sinta desmotivado a dar banhos no seu gato. não desista, porém. Há situações, como dissemos, que apenas um banho com água e produtos resolve.

Há algumas situações nas quais é essencial você dar banho no seu gato. Essas situações exigem que seu gato receba um banho, porque nesse caso há uma sujeira que dificilmente será removida apenas com a autolimpeza (seu gato se lambe) ou a escovação.

·        O gato teve contato com outros animais (silvestres ou de rua);
·        O gato andou na grama, na terra, na areia, etc.;
·        O gato está infestado de parasitas;

No caso de seu gato conviver com outros animais, ter contato com a natureza, ou estar sofrendo de infestações, o banho vai servir para uma limpeza mais efetiva da pele e dos pelos. A simples escovação não retira ovos de pulgas ou carrapatos, e sujeiras como lama e lodo podem ser difíceis de sair.

A autolimpeza, nesses casos pode, inclusive, significar a contaminação do gato (imagine se ele está sujo com uma terra rica em matéria orgânica em decomposição, por exemplo).

·        O gato entrou em contato com uma substância tóxica/industrializada;

No caso de substâncias tóxicas ou industrializadas, pode ser das coisas simples – caiu vinho nas costas do gato –, às substâncias realmente perigosas (alvejante, colas de contato, inseticidas).

Lembre: alimentos processados foram feitos para o consumo humano. Para seu gato, podem causar alergias sérias. Por isso, qualquer substância processada deve ser lavada com água e produtos de higiene para gatos.

·         O gato tem a mobilidade reduzida;

Já gatos com mobilidade reduzida, por amputação ou paralisia de algum membro, o banho é importante. O gato não vai conseguir acessar certas partes do corpo, ou não vai conseguir se mover de forma adequada. Cabe ao tutor auxiliar.

·        Seu gato é de uma raça de “pelados”

Por fim, as raças de gatos pelados (a mais famosa é o Sphynx) precisam de banhos com frequência. Eles não tem os pelos para manter a temperatura, controlar a oleosidade da pele, reter parasitas… Logo, o banho vai ter essa função de higienizar o gato.

·        Seu gato é idoso

Gatos idosos costumam continuar se limpando com a língua. Porém, seu metabolismo é mais lento, e, eventualmente, eles podem apresentar problemas de articulações. Logo, não vão conseguir alcançar todas as partes.

Assim, é importante o tutor fazer essa limpeza. Sempre seguindo as orientações acima mencionadas (água morna, brinquedos, tranquilidade). A periodicidade vai variar muito de raça para raça.

·        Seu gato é obeso

O que define se um gato é obeso ou não é a relação entre peso e tamanho dele, mas esse fator varia de raça à raça, e quem vai determinar essa condição é o veterinário.

Se eu gato for obeso, você precisa ter uma atenção especial com a higiene, incluindo, aí, os banhos. Nesse caso, o banho se torna importante, porque, o gato não consegue alcanças algumas partes do corpo, que vão ficando sujas.

Como cuidar das unhas de um gato? Descubra tudo, aqui!

Shampoo, sabonete, hidratante: o que pode e o que não pode?

Na hora de dar o banho no seu gato, o melhor é você usar, além da água, um produto recomendado pelo veterinário. O dono do petshop pode indicar alguma coisa, mas lembre: ele quer vender; então se essa pessoa não for ética, ele pode tentar convencê-lo da eficácia de um shampoo ou sabonete, apenas para você consumir.

De qualquer forma, o importante é você lembrar: seu gato não deve ser lavado com produtos para seres humanos. Seu gato tem condições de pele e pelo específicos. O PH, a textura, a densidade de fios… Tudo isso influencia a produção de um produto de higiene felina.

Produtos humanos são pensados para peles humanas. E têm perfume. Seu gato não precisa de perfumes ou hidratantes, salvo, se o veterinário falar que ele precisa (nesse caso, será uma pomada dermatológica para gatos, isso é, um remédio).

Seu gato deve ter cheiro de gato; algumas pessoas não gostam desse cheiro. O problema não é do gato, é da pessoa que reclama. O cheiro do gato é uma forma de ele se identificar entre seus pares, dele se comunicar. O perfume, não só vai mascarar essa comunicação e identificação, como também vai irritar o felino (e causar alergia). Gatos têm olfato muito sensível. Cheiros fortes, ferem esse olfato.

Quando usar shampoo antipragas?

A pergunta, na verdade é um pouco óbvia, mas é uma dúvida que alguns tutores têm. Posso passar um shampoo para combater pulgas e carrapatos se meu gato não tiver infestado de pulgas e carrapatos? A resposta é não.

Se não vai fazer mal ao animal, também não vai fazer bem. Você toma remédio antes de ficar doente? Claro que há vacinas que ajudam seu gato a não ter doenças. Mas a vacina não é um shampoo ou um remédio. É um tratamento diagnóstico.

Então, a não ser que o veterinário solicite, só use shampoos antipulgas, se o seu gato estiver com Pulgas (e use a marca que o veterinário indicar).

Pode usar secador de cabelo no gato?

De novo, depende da raça. Mas no geral, o melhor é usar só uma toalha própria para animais (vende em petshops), que não vai soltar fiapos que vão se enroscar nos pelos do gato.

O secador pode estar frio pra você. Mas muito quente para o gato. Aí você causa queimaduras e desidratação. Além de assustar o bichano com o barulho. Então, evite o secador.

Por fim

Pode parecer que cuidar da higiene do gato é difícil. Mas não é. Se preocupe com os dentes, a escovação dos pelos e os cuidados com as unhas. A parte do banho, você pode deixar que o gato sabe como fazer. Prefira banhos só nas situações específicas listadas acima.


E você, dá banhos no seu gato? Achou difícil? Fácil? Conte para nós como foi essa experiência! Faltou falarmos alguma coisa? Escreva nos comentários.

E, para não perder mais nenhuma postagem do Senhor Gato, se inscreva na nossa newsletter e fique sempre por dentro de nossos conteúdos!

Escritor e professor. Escreve sobre literatura, poesia, animais, filmes, séries e demais coisas de cultura. Já publicou dois livros de poesia e logo publica mais um.

Animais

8 arranhadores diferentes para seu gato

por

Lucas Silva

Publicado em

| Atualizado em

Quem tem gatos sabe: para seu bichano, arranhar é essencial. Seja para marcar território, “fazer” as unhas, deixar sua “assinatura” ou se exercitar, arranhar coisas, pular de um lugar para o outro, e se meter nos buracos menos prováveis da casa é parte essencial da saúde física e mental de um gato.

Dessa forma, se você tem um gato, com certeza, já deve ser um costume, acordar de manhã e ver o baço do sofá todo desfiado, as revistas da sala espelhadas pela casa, e seu amigo ronronando... atrás da máquina de lavar?

Pois é: gatos são criaturas com enorme necessidade de explorar a casa e mostrar que quem manda lá são eles.

Porém, você não deve desestimular esses comportamentos. Lutar contra a natureza de um gato é, ou uma luta perdida, ou uma forma de perder a amizade daquele do membro mais fofo do lar.

Por isso, apresentamos aqui uma solução: alguns arranhadores diferentes, cheios de entradas escondidas e formas inusitadas, perfeito para seu animal ficar horas distraído.

Alguns são legais para o gato, e decorações muito bonitas para sua casa. Outros, parecem verdadeiras obras de arte. Todos vão fazer seu gato mais feliz - e seu sofá, caso ele falasse, agradecer! Confira nossa lista e se surpreenda!

(Atenção: Imagens meramente ilustrativas, retiradas das páginas dos produtos, na Amazon. O site Senhor Gatos não se responsabiliza pelos produtos apresentados)

8. Arranhador com protetor de canto para sofás

Brinquedo mais básico, esse arranhador consiste de um tapume em L, forrado com material resistente, e com um cordão com uma bolinha texturizada e emplumada na ponta. Um brinquedo simples, mas eficiente.

Adequado para casas com pouco espaço, seu gato certamente vai adorar e vai poder continuar brincando com o móvel preferido de 99% dos gatos.

Compre esse brinquedo aqui.

7. Arranhador plataforma com bolinha emplumada

Um brinquedo um pouco maior, esse arranhador passa muito bem por objeto de decoração da casa, e permite uma maior interação entre o gato e seu tutor.

O brinquedo é uma plataforma com uma pilastra texturizada no centro. Na ponta, há uma mola com uma bolinha cheia de plumas, permitindo que o humano fique balançando ela, para frenesi do gato que, vai ficar pulando e esfregando as patas na coluna.

Seu gato vai gastar bastante energia, e depois de algumas horas brincando, provavelmente só vai querer deitar no sol e dormir longas e merecidas horas. E se na casa tiverem crianças, essas também vão adorar a diversão!

Compre esse brinquedo aqui.

6. Pufe arranhador em formato de amplificador

Um brinquedo um pouco mais simples, mas superdivertido, esse arranhador em formato de amplificador de guitarras.

Trata-se de um pufe com textura e estampada de um aparelho de amplificação, mas oco por dentro.

Se seu gato, que gosta de mexer nos aparelhos da casa, vai adorar, porque, além de arranhador, ele também pode servir de esconderijo, caminha, e como pufe para os tutores humanos – aguentando até 100 quilos. Assim, você estica as pernas depois de um dia de trabalho, enquanto seu amigo afia as patas.

Compre esse brinquedo aqui.

5. Arranhador toca com estampa

Que tal você dar para o seu gato um arranhador que combina com a decoração da casa? Com essa linha de arranhadores toca, isso é possível!

São blocos de papelão maciço, de alta durabilidade, com entradas de formatos diferenciados, e estampas muito bonitas.

Tem tocas de formato redondo e apertado, tocas largas e triangulares, tocas duplas... E as estampas garantem um belo visual para sua casa, com cores e padrões marcantes.

Compre esse brinquedo aqui.

4. Arranhador-circuito

Se o seu gato é o dono da casa (e vamos falar a verdade, todos os gatos são), ele vai adorar esse circuito de arranhadores.

São 8 nichos-prateleiras, incluindo uma toca e uma ponte pênsil, para você instalar na sua casa, e, seu bichano explorar.

Você pode montar um circuito fazendo degraus com as prateleiras, pode espalhar os nichos pela casa, pode colocar um em cada quarto... basta imaginar e fazer! Seu gato vai adorar explorar a casa de um jeito totalmente novo!

Compre esse brinquedo aqui.

Seu gato te arranha? Ele te lambe demais? Derruba coisas no chão? Descubra aqui, porque os gatos fazem essas e outras coisas!

3. Arranhador casinha com casa de passarinho

Esse arranhador é para aqueles gatos que ainda tem seus instintos de tigre aflorados.

Trata-se de uma plataforma com uma casa de passarinhos sustentada por três colunas em um lado, e uma banqueta do outro. Com um diferencial, na casa tem uma bolinha presa com mola, exatamente igual a um passarinho.

Totalmente revestido em material arranhável, esse brinquedo vai ser a sensação da casa – entre gatos e seus tutores, que podem se divertir escondendo coisas dentro da casinha.

Compre esse brinquedo aqui.

2. Arranhador com rede

Para os gatos que até gostam de brincar pular e arranhara, mas preferem, mesmo, é uma boa soneca.

Esse arranhador tem dois andares. No andar de cima, tem uma casinha, toda forrada, para seu gatinho entrar, pular de esconder, além de duas colunas – uma, como uma bolinha texturizada, presa por mola.

No andar de baixo, está a grande novidade do brinquedo, uma rede de praia em pelúcia própria para animais, aquele estofado que os gatos tanto amam. Para o seu amigo pular, esticar as pernas e dar vazão à sua merecida preguicinha da tarde!

Compre esse brinquedo aqui.

1. Arranhador com três andares

O maior brinquedo dessa lista, não é para uma casa pequena, mas certamente é para gatos que sabem se divertir!

Esse brinquedão vai atrair até mesmo as crianças da casa. Isso porque, ele é constituído de três andares todos em pelúcia, além das 4 colunas de sustentação, forradas em material arranhável, de alta resistência. Mas, não é apenas isso, cada andar tem um diferencial.

No primeiro, tem um banco, no melhor estilo dos balanços de parquinhos infantis. No segundo, um tubo forrado garante um lugar divertido para seu gato subir e escalar.

No terceiro, uma casinha toda forrada, com um cercado de corda no “quintal” garante para o seu gato, não apenas um lugar para ele brincar, como também, um lugar para ele dormir e, se falasse, chamar de “seu”.

Além disso, o teto da casinha também pode ser escalado, garantindo ao brinquedo um “quarto andar” totalmente novo! É um investimento que vai valer muito à pena, pois seu gato vai se esquecer completamente de seu sofá, e vai permitir muitas horas de diversão entre você e seu bichano.

Compre esse brinquedo aqui.

E você, conhece outro brinquedo arranhador para gatos, original e criativo? Você já tem algum desses brinquedos na sua casa? Seu gato gosta dele? Escreva para nós contando!

E, para não perder mais nenhuma postagem do Senhor Gato, se inscreva na nossa newsletter e fique sempre por dentro de nossos conteúdos!

Continuar Lendo

Em Alta