Dicas

5 dicas e truques na hora de tirar a cutícula sozinha!

Tirar a cutícula é, sim, um procedimento delicado que requer cuidados. Contudo, com as dicas certas é possível tirá-las sem dor de cabeça. Veja como!

Anúncios

por Aline Mesquita

Publicado em 13/05/2021

Saiba como tirar a cutícula bem sozinha

Cutilando as unhas sozinha
Cutilando as unhas sozinha

O processo de cuidados das unhas envolve tirar a cutícula. Entretanto, muitas não se sentem seguras para fazê-lo sozinhas por medo de cortes. Hoje, então, viemos ajudá-las!

Você pode, sim, fazer suas unhas em casa. E, para isso, não precisa deixar de retirar o excesso de cutículas. Afinal, isso é algo que faz parte do embelezamento das unhas. Em caso contrário, atrapalha o resultado final, com aquela pelezinha sobrando sobre o esmalte.

Existem alguns truques que podem tornar o procedimento de tirar as cutículas mais simples. Isso se refere à segurança. Também, à rapidez do processo e à certeza de que se está retirando apenas o que está sobrando ali.

Essas dicas, então, podem ajudar você de inúmeras formas. Primeiramente, para garantir unhas sempre bonitas e em dia. Ao mesmo tempo, para economizar, pois dispensa a ida até uma profissional da área.

Além disso, esses truques são interessantes para quem está começando a trabalhar na área. É natural que haja insegurança no começo. Não à toa, eis que se está cuidando das unhas de outra pessoa. Portanto, evitar acidentes é imprescindível.

Diante disso, não deixe de continuar lendo. Abaixo você encontra essas dicas esperar para tirar as cutículas sem problemas. Dessa maneira, você se livra dos “bifes” que doem e podem inflamar. Também, mantém as unhas sempre bonitas!

Anúncios

Como tirar uma cutícula perfeita e rápida?

Veja o passo a passo para tirar a cutícula sem erros:

  • Aplique o amolecedor de cutícula sobre a unha limpa, ao redor dela, ao longo da raiz. Adicione sobre ele um algodão úmido ou luva de hidratação, de plástico;
  • Após 3 a 5 minutos, retire o algodão ou luva e descarte-os. Então, passe a espátula delicadamente da ponta da unha em direção às raízes;
  • Por fim, retire a pele que levantar. Comece por uma ponta da unha em direção à outra extremidade. Faça movimentos firmes, tenha cuidado com a raiz e certifique-se de que o alicate está com fio.

Faz mal tirar as cutículas das unhas?

Aprendendo a tirar cutículas perfeitas
Aprendendo a tirar cutículas perfeitas

Depende. Retirar os excessos de cutícula que se projetam sobre a unha, para fora do dedo, não é prejudicial. Contudo, é preciso ter limites, pois o verdadeiro perigo está em retirá-las em excesso.

Explica-se: a cutícula age como uma proteção. Ela é uma camada que protege a entrada nas unhas e dos seus dedos. Esses locais são de fácil infecção, pois costumam portar muitos microorganismos.

A cutícula, então, é a responsável por proteger a região. É ela que impede que microorganismos se alojem ali. Dessa maneira, tirar as cutículas faz mal apenas se for em excesso. E esse excesso geralmente se ilustra por sangramentos, por exemplo.

Por outro lado, a retirada dos excessos não é prejudicial. Afinal, ela se projeta para fora do dedo, sobre a unha. Assim, nada mais é do que um pedaço de pele morta que não exerce mais funções. Entretanto, isso somente se aplica aos excessos!

Aprenda como fazer suas unhas passo a passo

Aprender como fazer unhas em casa é uma forma de economizar e garantir mãos sempre bonitas. Aprenda hoje como fazê-las e dicas especiais.

Anúncios

Quando tirar a cutícula?

Tirar as cutículas é um processo meticuloso que requer cuidados. E estes não se referem apenas aos materiais e à quantidade. Também influenciam os intervalos entre uma retirada e outra.

Os especialistas da área de manicure indicam que a remoção dos excessos só inicie a partir dos 14 anos de idade. Após isso, ela deve ocorrer sempre que a pele que se sobrepõe às unhas esteja incomodando.

Isso pode variar de pessoa para pessoa. Afinal, cada uma tem um ritmo de crescimento de unhas e cutículas. Da mesma forma, o que para algumas pessoas pode incomodar, para outras pode sequer chamar a atenção.

Porém, há um intervalo mínimo entre uma remoção e outra. Ele é de 07 dias, sendo o ideal de ao menos 15 dias. Além disso, especialistas indicam que os intervalos sejam os maiores possíveis. Portanto, quanto mais puder postergar de tirar a cutícula, melhor!

Como tirar cutícula perfeita: 5 dicas e truques

Tirando cutículas sem machucados
Tirando cutículas sem machucados

Trouxemos algumas dicas especiais para você garantir cutículas sempre lindas e livres de corte. Confira quais são elas abaixo!

Use um amolecedor de cutículas

Primeiramente, use sempre um amolecedor de cutículas ao invés do pote de água com hidratante. Essa é a maneira correta segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa. Por isso, esse é o método que dá regularidade ao profissional da manicure.

Além disso, ele hidrata as suas unhas ao mesmo tempo em que amolece suas cutículas. Com ele, basta passar a espátula e depois retirar a parte de pele morta que levantou. Ou seja, acelera e melhora o seu processo de tirar as cutículas.

Evite removedores

Nossa segunda dica é evitar o uso de removedores. Eles se diferenciam dos amolecedores por não amolecerem apenas a pele morta. Eles soltam-na completamente da unha, como se a derretesse.

Contudo, existem inúmeros relatos de acidentes. Dentre eles, alergias nas mãos, ardência e vermelhidão e inchaço da área. Isso se deve ao fato de que esse produto para tirar cutícula tem materiais bastante fortes. Eles, por sua vez, prejudicam a pele humana.

Hidrate suas cutículas

Outra dica é sempre hidratar as suas cutículas. Isso auxilia no embelezamento das mãos e das unhas. Também, facilita na retirada posterior dessas peles. Por isso, sempre passe óleos vegetais hidratantes ou cremes na região e massageie bem.

Retire somente o que levantar com a espátula

Ainda, é essencial que não haja “bifes” na hora de tirar a cutícula, não é mesmo? Para isso, além de usar um amolecedor, atenha-se à parte que soltar da unha. Ou seja, primeiramente passe a espátula em região à raiz da unha. Depois, retire apenas o que está solto, para cima.

Com isso você não puxa pelezinhas que não estão mortas. Também, evita “escavar” na sua unha e retirar partes indevidas.

Higienize o alicate mesmo quando para uso caseiro

Por fim, o alicate deve estar sempre em dia com a higienização. Profissionalmente, isso exige o uso de uma estufa ou outro aparelho esterilizador. Em casa, porém, basta atê-lo para o uso pessoal. Também, lavar com água corrente e sabão neutro e secar com papel toalha.

O que é preciso para fazer as unhas em casa?

Fazer as unhas é um hábito que confere higiene e beleza às mãos. E você sabia que é possível fazê-las em casa? Aprenda hoje algumas dicas.

Sobre o autor

Aline Mesquita

Redatora profissional e Analista de Sistemas, apaixonada pela escrita e pelo aprendizado! Especializada em Marketing de Conteúdo e SEO.

Em Alta

content

Cera perolada: saiba tudo sobre essa depilação

Você conhece a cera perolada para depilação? É uma tendência da área de beleza, na parte de depilação. Quer saber mais? Veja aqui!

Continue lendo
content

As 15 raças de gatos mais carinhosas

Se você adora ficar pertinho do seu animal de estimação, precisa conhecer as 15 raças de gatos mais carinhosas que existem. Confira aqui!

Continue lendo
content

Plano de saúde pet Porto Seguro: conheça e saiba quanto custa!

O plano de saúde Pet Porto Seguro é ideal para os tutores que estão em busca de uma boa cobertura para seu melhor amigo! Saiba mais.

Continue lendo

Animais

10 coisas que você precisa saber antes de adotar uma calopsita

Você quer adotar uma calopsita? Então, descubra quais são os cuidados necessários para manter a ave saudável, como alimentação, tamanho da gaiola e muito mais!

Conheça dicas importantes para cuidar da sua calopsita

Se você está pensando em adotar uma calopsita, então nós podemos te ajudar! Confira a seguir quais as principais características da ave!

Pois bem, tido como um dos pássaros mais simpáticos e brincalhões de todos, a calopsita é uma ave para quem gosta de agitação. Muito popular pela sua animação, seu topete de plumas e suas “bochechas maquiadas”, a ave australiana vem conquistando cada vez mais os lares brasileiros.

Parte da popularidade da calopsita se deve, ainda, pela facilidade de adota-la. A ave é uma das poucas que, para ser criada como pet, não precisa de licença especial (basta você procurar um petshop/criadouro credenciado e de confiança).

Quem adotou uma garante: a calopsita é um animal cheio de energia, que adora conviver com outros pets, e com pessoas. Além disso, ela é super inteligente; pode aprender a brincar, a cantar e até mesmo a falar!

(Além de bocejar logo que acorda, pra espantar o sono, porque ninguém é de ferro, não é mesmo?)

Porém, você sabe o que é necessário ter em casa, ao adotar uma? Sabe como preparar sua casa para receber a calopsita? Sabe qual é a gaiola correta? Qual o tipo de ração?

Procurando saber mais, listamos aqui 10 coisas que você precisa saber antes de adotar uma calopsita! Confira!

É possível criar gatos e pássaros juntos?

Criar gatos e pássaros juntos pode ser desafiador para o tutor, mas não é uma missão impossível. Veja aqui algumas dicas e tire suas dúvidas.

10. Quando adotar uma calopsita?

Quando você deve adotar uma calopsita? Essa pergunta é importante, porque a ave é fofa e bricalhona – mas precisa ser ensinada! Então, é importante que ela conviva com os tutores desde seus primeiros dias.

Mas que dias são esses “primeiros”? Bem, o ideal é que a calopsita já tenha cara de calopsita (e não aquela aparência de filhote, quase sem penas). No caso da calopsita, isso acontece por volta dos 60 dias.

Um pouco depois de 60 dias, inclusive, vai facilitar pra você. Isso porque, a depender das necessidades da ave e da avaliação do veterinário responsável pela adoção, você vai precisar alimentar ela com um alimento pastoso próprio pra aves, via seringa (tudo isso tem no pet shop).

Então a melhor resposta é: adote a calopsita depois de 70 dias do nascimento!

09. Calopsitas crescem demais?

Algumas pessoas olham a calopsita na internet, e pensam que ela é um passarinho minúsculo. Porque, de fato, a calopsita não é grande igual, por exemplo, uma galinha ou mesmo uma pomba. Por outro lado, essas aves ficam bem maiores que um periquito, por exemplo.

Pra sermos mais diretos: a calopsita pode chegar á 35 cm e pesar até 90 g, quando adultas. Ou seja, ela é uma ave pequena – mas mesmo assim, ocupa algum iespaço.

08. Qual é a melhor gaiola para a calopsita?

A calopsita é uma ave que precisa de espaço para voar, andar e brincar. Ela é uma ave muito agitada. Ela detesta se sentir sufocada ou presa. Se a gaiola transmitir essa sensação, a ave começará a ter sintomas de stress e depressão.

Logo, a gaiola da calopsita deve ter, no mínimo o dobro do seu tamanho – ou seja, precisa ter no mínimo 60 cm. Poleiros de alturas variadas, ajudam a ave a se distrair quando não estiver brincando com você.

Alguns brinquedos, próprios para aves, como escadinhas, cordas, balanços e bolinhas (encontrados facilmente no pet shop) também são importantes para sua amiga viver feliz.

Esses brinquedos vão servir para ela desestressar, desgastar as unhas e o bico, e vão estimular a inteligência da ave.

07. Calopsitas podem aprender truques?

Como outras espécies de papagaios, as calopsitas podem aprender muitos truques. Podem aprender a falar, vocalizar músicas, abrir caixas e portas, esconder coisas…

São aves muito inteligentes. Com amor e paciência, o tutor consegue ensinar limites e regras de convivência. E em pouco tempo, a pequena aprende quem são seus tutores, fazendo festa, quando eles se aproximam.

06. Calopsitas podem fugir de casa?

Em geral, calopsitas são caseiras. Isso é, não fogem. Apegam-se aos tutores (quando eles são carinhosos e oferecem brinquedos e comidas adequadas) e ao seu lar.

Porém, você não deve dar chance ao azar. Às vezes, sua calopsita poderá querer passear um pouco, e, se você não tomar cuidado, ela saia voando, mas não consegue mais encontrar o caminho de volta.

Se você for passear com ela, opte por uma coleira de aves, facilmente encontrada em petshops.

05. Calopsitas gostam de crianças?

Quando calopsitas são treinadas e ensinadas desde os primeiros meses de vida, se tornam amigas divertidas e amáveis. Isso quer dizer que calopsitas podem ser um ótimo pet, para uma criança.

Além de serem brincalhonas, calopsitas adoram cafunés no topete e na nuca. Já jogos, como esconder a comida, ou correr pela casa, não é só recomendado – é vital pra saúde da ave.

Apenas deve-se ter o cuidado para que a criança não aperte a ave, nem ponha a mão no bico e ou nas garras.

04. O que calopsitas comem?

Na natureza, calopsitas comem insetos, frutas e sementes. Contudo, essa dieta precisa ser adaptada para a vida doméstica.

Algumas sementes e frutas podem ter gorduras demais para a calopsita. Na natureza, ela gastaria toda essa energia voando milhares de quilômetros, todos os dias. Na sua casa, provavelmente, ela não terá esse gasto energético.

Então, prefira as rações próprias para calopsitas – encontradas em pet shops – e complemente a dieta com frutas, sementes e legumes que o veterinário indicar.

03. Calopsitas fazem sujeira?

Por serem animais pequenos e terem uma dieta rica em fibras, as calopsitas são bastante limpas. As fezes são mais secas, e em pouca quantidade. Logo, limpar a gaiola vai ser fácil.

Outra particularidade, é que as calopsitas gostam de fazer a limpeza de suas penas, elas mesmas. Também não são aves que soltam muitas penas.

02. Calopsitas vivem quanto tempo?

Uma calopsita saudável vive em torno de 20 anos. É uma ave que vai envelhecer ao lado do tutor!

01. Quanto custa ter uma calopsita?

As taxas de adoção de uma calopsita não costumam ser menores do que 150 reais. Isso quando estamos falando de um viveiro credenciado, que cuida de suas aves com responsabilidade e qualidade.

Os custos com alimentação costumam ser baixos. Em geral, um pacote de ração, que durará por volta de 30 dias, custa 20 reais. A gaiola, por sua vez, será em torno de 250 reais (mas é um gasto que você terá uma única vez).

Por fim, os gastos médicos variam bastante. Mas, se esse fator for decisivo, talvez seja melhor você não adotar nenhum pet, por enquanto.

Conclusão

Se você gosta de animais, e já adotou um, mas nunca uma ave, talvez a calopsita seja a melhor opção! Ela é uma ave adorável, inteligente, afetuosa e divertida. Os percalços vão existir, mas quem adotou um gato ou um cachorro também teve percalços.

O importante é você pensar bem, ponderar, analisar os prós e contras. Se essa decisão for acertada, você deve adotar uma calopsita e ser feliz!

E se você quer conhecer mais sobre aves domésticas, confira o nosso conteúdo recomendado a seguir!

Conheça aves exóticas domésticas e como cuidar

As aves exóticas domésticas podem ser criadas em um ambiente propício para manter sua saúde em dia. Veja mais sobre elas aqui!

Você também pode gostar

content

Gatos precisam tomar banho? Saiba tudo sobre higiene felina!

Você sabe qual é a forma correta de dar banho no seu gato? Não? Então, confira as nossas dicas e aprenda a cuidar da higiene felina!

Continue lendo
content

Curso Sobrancelhas Perfeitas: conheça o curso online!

O curso Sobrancelhas Perfeitas é um método único e simples que conta com 18 módulos capazes de garantir a agenda cheia! Veja tudo sobre ele!

Continue lendo
content

Curso de maquiagem gratuito e online: quais os benefícios?

Fazer um curso de maquiagem gratuito e online é a melhor forma de aprender a se maquiar sem sair de casa e sem gastar. Saiba mais aqui!

Continue lendo