Animais

Você sabe como cuidar de um gato cego? Veja aqui!

Você sabe quais são os problemas que causam a cegueira em gatos? Sabe como evitar esses problemas? Sabe como cuidar de um gato cego? Descubra tudo aqui!

Anúncios

por Lucas Silva

24/02/2021 | Atualizado em 09/02/2022

Veja a seguir como cuidar de um gato cego com carinho

Separamos dicas para te ajudar a cuidar do seu gato caso ele seja ou fique cego. Fonte: Unsplash.
Separamos dicas para te ajudar a cuidar do seu gato caso ele seja ou fique cego. Fonte: Unsplash.

Gatos, como todos os outros animais, estão sujeitos a doenças e deficiências de todo tipo. E a cegueira é uma dessas deficiências. Seja por doença, acidente, ou até como cicatriz de uma briga, a cegueira em felinos é uma realidade.

Então, vamos começar com a pergunta básica: você sabe o que pode fazer seu gato ficar cego (além de motivos físicos – como acidentes ou brigas)? Sabe como perceber sinais de que algo, nos olhos do seu gato, não vai bem?

E se o seu gato ficar cego, você sabe como cuidar dele? Quais adaptações necessárias na sua casa? Buscando solucionar essas e outras questões, fomos atrás de perguntas e respostas sobre gatos cegos.

O importante é você saber: gatos são animais cujos 5 sentidos são apuradíssimos. Então, se o seu gato ficar cego, ele ainda vai contar com audição, olfato, tato e paladar. Logo, poderá viver tanto, e tão bem, quanto qualquer outro gato. Prova disso é Stevie Wonder, um fofo gato cego, inglês, que toca piano.

Então, confira aqui, tudo sobre cegueira felina e como cuidar de um gato cego!

Descubra quais são as doenças que atacam os gatos

Conheça algumas doenças que afetam os gatos, como descobri-las e tratá-las da forma mais confortável para o animal.

Anúncios

Por que gatos ficam cegos?

A cegueira em gatos pode acontecer por diversos fatores, de doenças a problemas genéticos, passando, evidentemente, por acidentes (por exemplo, cai algum objeto em cima do gato) ou cicatrizes (por exemplo, o gato briga com outro animal).

No caso de fatores genéticos, talvez seja possível atrasar a cegueira ou mesmo evitá-la. Mas isso quem determina é o veterinário. O diagnóstico, por sua vez, é feito a partir de vários exames, e também, a partir do histórico do animal, se ele existir (se é um gato de criadouro, por exemplo).

Assim, vamos às doenças felinas que podem causar a cegueira. Algumas doenças de gatos podem levar o animal a ficar cego, mas, como sintoma secundário. Outras são doenças que atacam, necessariamente, os órgãos da visão. Em quase todos os casos, são doenças tratáveis e evitáveis.

Doenças com cegueira como sintoma secundário

Algumas doenças atacam vários órgãos de seu gato, incluindo os olhos. É o caso de doenças como Diabetes ou Hipertireoidismo (de origem metabólica, ou seja, causada pelo mal funcionamento de um órgão) ou Miíase e Toxoplasmose (causadas por agentes externos).

Anúncios

1. Agentes externos

Quando falamos “agentes externos”, pensamos em vírus, bactérias, protozoários, ou mesmo moscas e larvas. Essas doenças com “agentes externos”, normalmente, começam afetando outros órgãos dos gatos – o sistema digestivo, o sistema respiratório, o sistema nervoso central.

Logo, a cegueira é mais um desses sintomas. Então, quando o gato fica cego, tendo alguma dessas doenças, provavelmente, ele já está com a infecção em estágio avançado, nos outros órgãos. Quem vai determinar esse estágio, os sintomas e os tratamentos é sempre o veterinário.

2. Causas metabólicas

Quando a doença é de origem metabólica, isso significa que seu gato está sofrendo pelo mal funcionamento de um órgão, e isso está afetando outras partes do corpo dele. Então, seu gato, provavelmente, estará sofrendo sintomas como perda ou de peso, má aparência dos pelos, urina com cheiro ou cor diferente, dificuldades de locomoção e assim vai.

Ou seja, a cegueira vai ser mais um sintoma.

Por todos esses motivos, visitar o veterinário com regularidade, e antes que apareça qualquer sintoma, é essencial. A cegueira, nesses casos, é um sintoma de que a doença está em estágio avançado. Cuidar da saúde de seu gato passa por prever doenças futuras, e cuidar para que elas não apareçam.

Doenças específicas dos olhos

Gatos também podem ficar cegos devido a doenças que atacam, especificamente, os olhos. As mais conhecidas são glaucoma e catarata. São doenças que atacam seres humanos, e sua origem é metabólica, isso é, são problemas no metabolismo dos olhos, e podem se tratadas, quando diagnósticas a tempo.

Já doenças como ceratie e uveite podem ser causadas por lesões ou agentes externos. Em ambos os casos, são doenças oculares (isso é, “exclusivamente” dos olhos), e podem se tratadas, também, quando diagnósticas no começo.

Por fim, há a atrofia progressiva da retina. Essa doença é mais uma condição genética, e a parte ruim é que não tem cura. Apesar disso, ela pode ser retardada.

Por esses motivos, é importante você saber identificar sinais de perda de visão no seu gato. Se ele esbarra nas coisas, se ele olha você, mas parece não estar prestando atenção, se ele não consegue pegar alguns objetos, leve o bichano para o veterinário.

Às vezes, o que parece um sinal de cegueira é só manha. E às vezes, o que parece manha, é um sinal de algum grau de perda de visão. Por isso, consultas com o veterinário são sempre importantes.

Como cuidar de um gato cego?

Evitar mudar os móveis de lugar ajuda na adaptação do gato cego. Fonte: Unsplash.
Evitar mudar os móveis de lugar ajuda na adaptação do gato cego. Fonte: Unsplash.

Se mesmo com todo o cuidado e atenção, seu gato perder a visão, o importante é não se alarmar. Gatos são animais muito adaptáveis. Têm uma audição e olfato bem melhor que a nossa. Já seus pelos do corpo e bigodes ajudam na percepção do ambiente.

Então, o que você precisa fazer são algumas adaptações. E continuar com amor e carinho para seu felino, claro. As principais dicas são:

1. Não deixe portas e janelas abertas

Se antes você deixava as portas e janelas de casa abertas, a partir de agora, evite. Seu gato cego ainda consegue sentir cheiros e ouvir sons, então, ele pode ser atraído por algo fora da sua casa.

Sem visão, a chance de ele ser atropelado ou ser perder é muito maior. Além disso, ele não vai mais conseguir evitar quedas bruscas, no caso de uma janela. Por isso, invista em redes de proteção e grades.

2. Aumente o número de caixas de areia, bebedouros e potes de comida

Agora seu gato não consegue mais se localizar direito pela casa. Então, ele até pode se guiar até a caixa de areia ou o pote de ração, pelo cheiro. Porém, a chance dele ser perder e errar o caminho é maior.

A dica é você aumentar a quantidade de bebedouros e caixas de areia espalhadas pela casa. Isso vai tornar a vida de seu gato mais fácil.

3. Evite mudar os móveis de lugar

Se seu gato for mais velho, ele certamente terá uma memória visual da sua casa. Então, evite mudar os móveis de lugar. Seu gato estará se guiando pelos cheiros e pela memória visual que o cheiro daquele lugar lhe traz.

Logo, se você muda um sofá ou coloca uma planta nova numa passagem, por exemplo, a chance do seu gato ser surpreendido e trombar com o móvel é maior. Torne as passagens e acessos mais fáceis para ele.

4. Evite sustos e faça-se notável pelo seu gato

Por mais que seu gato, provavelmente, perceba sua presença pelo cheiro, o melhor é você sempre demonstrar que está próximo, fazendo barulhos. Quando estiver perto dele, chame seu gato, faça barulhos, aproxime a mão devagar.

Evite tocar seu gato pelas costas, se ele não estiver no seu colo. Num primeiro momento, ele pode se assustar e te arranhar. Prefira se aproximar com petiscos, e devagarzinho.

Um gato cego ainda pode viver muitos anos!

Mesmo cegos, gatos ainda podem viver muitos anos. Fonte: Unsplash.
Mesmo cegos, gatos ainda podem viver muitos anos. Fonte: Unsplash.

Se o seu gato ficou cego, não se desespere. No início, vocês dois vão precisar se acostumar com algumas coisas, mas não é nada que amor, paciência e carinho não torne mais fácil. Gatos cegos bem tratados, bem alimentados e vacinados vivem tanto quanto gatos com visão.

Seu gato ainda vai conseguir brincar e interagir. Basta você estar disposto a isso.

Caso queira ler mais conteúdos sobre gatos, dê uma olhada nesse artigo que preparamos abaixo!

Alimentação para gatos com problema renal

A alimentação para gatos com problema renal requer cuidados com as necessidades do bichano. Veja como apostar em alimentos naturais ajuda!

Sobre o autor

Lucas Silva

Escritor e professor. Escreve sobre literatura, poesia, animais, filmes, séries e demais coisas de cultura. Já publicou dois livros de poesia e logo publica mais um.

Revisado por

Luiza Lamas

Editor(a) sênior

Em Alta

content

Como ganhar dinheiro com crochê: confira 5 dicas práticas!

Como ganhar dinheiro com crochê é uma das dúvidas de quem já domina essa arte. Por isso, hoje você vai aprender aqui como fazer isso! Veja.

Continue lendo
content

PLEX: conheça esse aplicativo para reproduzir e armazenar mídias digitais!

Para ter acesso a diversas fontes de entretenimento como filmes, séries, músicas e mais, conheça o aplicativo PLEX e veja se ele vale a pena!

Continue lendo
content

Lhasa apso: saiba tudo sobre essa raça de cachorro!

A raça Lhasa apso é um raça muito procurada pelos brasileiros, mas ela não foi criada no Brasil. Seu pêlo é longo, e tem cores diferentes.

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Como comprar facilmente na Tripr?

Com a Tripr Viagens você aproveita as melhores promoções de passeios de apenas um dia, ou viagens bate e volta para fazer nos finais de semana. A inscrição é fácil e rápida e você garante os melhores preços.

Continue lendo
content

Trivago ou Decolar: qual a melhor para viajar?

Comprar serviços de turismo online pode facilitar e muito a vida do viajante. Desse modo, confira aqui as principais características das agências Trivago e Decolar e veja os prós e contras de se tornar cliente antes de fazer sua escolha!

Continue lendo
content

Usar milhas para ganhar dinheiro: veja os benefícios e como funciona!

Comercializar milhas aéreas é uma forma legal de ganhar dinheiro extra. Aliás, é preciso usá-las antes que elas expirem e para você não perder dinheiro. Saiba benefícios desse comércio e como acumular mais milhas!

Continue lendo