Siga nas Redes Sociais

Gatos

Quais são as doenças que atacam os gatos? Descubra aqui

Por

Lucas Silva 

| Publicado em

Antigamente, quando não existiam vacinas, humanos e animais ficavam sujeitos ao risco constante de contraírem doenças, e morrerem.

Hoje, a boa notícia é que a maior parte dessas doenças podem ser evitadas com a vacinação correta.

Tanto humanos, quanto pets, como cães e gatos, ou animais utilitários, como vacas e cavalos devem seguir um calendário de vacinação que, ao contrário dos mitos, protegerão você e seu animal dessas doenças.


Assim, é muito importante que você sempre leve seu gato ao veterinário, e siga corretamente todas as orientações sobre vacinas.

Dessa forma, você protege seu amigo de quatro patas, e também você e sua família – afinal, algumas doenças que atacam os gatos podem acatar pessoas, também!

Porém, você sabe que doenças são essas? Como evitar elas? Quais são os sintomas?

Nós, do Senhor Gato, fomos atrás dessas respostas.

Confira aqui no post e garanta que todas as 7 vidas de seu felino estejam bem garantidas!

ATENÇÃO: Esta postagem não substituí uma consulta ao veterinário. As informações trazidas aqui são gerais, e servem apenas para uma informação básica.
Cada animal é único, e às vezes, os sintomas de uma doença aparecem em um gato, mas não aparecem em outro. Para saber mais, consulte seu veterinário de confiança.
ANÚNCIOS

Ancilostomíase

O que é: Doença que ataca o intestino dos gatos, transmitida por parasitas, e afeta animais de qualquer idade, podendo levar a morte. Pode atacar seres humanos.
Como é transmitida: Água contaminada; alimentos contaminados; transmissão pela pele; transmissão pelo leite.
Sintomas: Anemia; fezes escuras, mucosas esbranquiçadas.
Diagnóstico: Exame de fezes.
Prevenção: A prevenção acontece com a limpeza adequada do ambiente onde o gato vive, limpeza adequada do animal, quando ele sair e voltar de casa, filtragem da água, e lavagem correta dos alimentos frescos.
Tratamento: Por meio de remédios, vermífugos e mudanças na dieta. Apenas o veterinário poderá determinar o tratamento mais adequado.

ANÚNCIOS

Chlamydia felis

O que é: Uma bactéria que causa conjuntivite em gatos e pode atacar outros sistemas, como o reprodutivo. Pode ser transmitida para seres humanos, mas são casos raros.
Como é transmitida: Água contaminada, secreções contaminadas, contato próximo, fezes e urina contaminadas.
Sintomas: Conjuntivite, como ou sem sinais de rinite, secreções nasais, espirros, febres e perda de peso.
Diagnóstico: Exames de sangue, fezes e similares.
Prevenção: Pela vacinação polivalente para felinos, dada em três doses em períodos específicos da vida do gato, e pela higienização adequada do ambiente aonde o gato vive – Lembrando: apenas o veterinário poderá dizer qual é a melhor vacina e quando ela deve ser aplicada.
Tratamento: Remédios específicos para gatos. O tratamento deve ser feito por um veterinário capacitado.

Seu gato ficar lambendo o próprio pelo é saudável? O que significa isso? Acesse aqui e entenda

ANÚNCIOS

Calicivirose

O que é: Doença viral que ataca o sistema respiratório dos gatos. É uma doença altamente contagiosa, e de fácil transmissão. Não é transmitida para seres humanos.
Como é transmitida: Pelo contato com saliva ou fezes contaminadas, pela proximidade com gatos infectados, através das vias respiratórias, por contato com brinquedos ou outros objetos que os gatos infectados tocaram.
Sintomas: Tosses, espirros, diarreia, febres, corrimentos nasais, falta de apetite, feridas na boca.
Diagnóstico: Exames de sangue, fezes e similares.
Prevenção: Pela vacinação polivalente para felinos, dada em três doses em períodos específicos da vida do gato, e pela higienização adequada do ambiente aonde o gato vive – Lembrando: apenas o veterinário poderá dizer qual é a melhor vacina e quando ela deve ser aplicada.
Tratamento: Remédios específicos para gatos. O tratamento deve ser feito por um veterinário capacitado.

ANÚNCIOS

Doença da arranhadura

O que é: Doença bacteriana de gatos, transmitida por arranhões, mordidas, e mordidas de insetos como pulgas. Pode ser transmitida para seres humanos, mas sem grandes sintomas.
Como é transmitida: Por arranhões, mordidas e mordidas de insetos.
Sintomas: Manchas na pele, febre, mal-estar, perda de peso.
Diagnóstico: Exames de sangue, fezes e similares.
Prevenção: Pela vacinação polivalente para felinos, dada em três doses em períodos. Lembrando: apenas o veterinário poderá dizer qual é a melhor vacina e quando ela deve ser aplicada.
Tratamento: Remédios específicos para gatos. O tratamento deve ser feito por um veterinário capacitado.

ANÚNCIOS

Leucemia felina

O que é: Doença extremamente letal para os gatos, é causada por um vírus, capaz de desenvolver linfomas, leucemia ou doenças degenerativas. Não afeta seres humanos.
Como é transmitida: Pelo contato com saliva, secreções nasais, fezes e urina contaminadas. Não é transmitida por arranhões ou por vias aéreas.
Sintomas: Os sintomas são variados, e alguns gatos não apresentam nenhum. Alguns dos sintomas mais comuns são anemias e linfomas.
Diagnóstico: A doença é identificada através de um teste específico, chamado ELISA. Em caso de positivo, o ELISA precisa ser repetido, depois de 30 dias.
Prevenção: A leucemia felina é prevenida com vacinação, mas a vacina não é 100% eficaz. Gatos que vivam em um ambiente higiênico, e com dieta adequada se tornam mais resistentes.
Tratamento: A leucemia felina é incurável, mas pode ser controlada com uma dieta balanceada, e cuidados para que o gato não se infecte com nenhuma outra doença. Existem casos em que o gato vive muitos anos com a doença, e casos raros em que o vírus é eliminado.

ANÚNCIOS

Panleucopenia felina

O que é: Doença viral que ataca os sistemas digestivos e respiratório de gatos, e em alguns casos, a medula óssea. Não afeta humanos.
Como é transmitida: Pelo contato com saliva, secreções nasais, fezes e urina contaminadas.
Sintomas: Diarreias, vômitos, desidratação, febres e sensibilidade no abdómen. Pode ser transmitida da mãe para o filhote, e os gatos afetados nascem com más-formações ou problemas no sistema nervoso central.
Diagnóstico: Exames de sangue, fezes e similares.
Prevenção: Pela vacinação polivalente para felinos, dada em três doses em períodos específicos da vida do gato, e pela higienização adequada do ambiente aonde o gato vive – Lembrando: apenas o veterinário poderá dizer qual é a melhor vacina e quando ela deve ser aplicada.
Tratamento: O tratamento costuma ser difícil de ser realizado e caro. O gato infectado vai receber reposição de fluídos e antibióticos. O tratamento deve ser feito por um veterinário capacitado.

Adotou um gatinho e não sabe quais são os cuidados médicos necessários? Acesse aqui e descubra!

ANÚNCIOS

Raiva

O que é: Doença viral rara em gatos, mas quase sempre fatal para esses animais. Ataca o sistema nervoso central e fazendo o animal perder o controle sobre alguns comportamentos. Pode ser transmitida para seres humanos, e ser fatal para pessoas, também.
Como é transmitida: Por mordidas, através da saliva infectada.
Sintomas: Além da tradicional espuma na boca, os sintomas incluem, mudanças de comportamento, espasmos, tremores, estrabismo, fotofobia (aversão à luz ou a lugares iluminados) e desorientação.
Diagnóstico: Não é possível fazer um diagnóstico da raiva, com o gato vivo. Porém, o veterinário consegue identificar, no animal, sinais de raiva, observando os sintomas.
Prevenção: Pela vacina antirrábica, dada em nos primeiros meses de vida. Lembrando: apenas o veterinário poderá dizer qual é a melhor vacina e quando ela deve ser aplicada.
Tratamento: Não existe um tratamento eficiente para a raiva em gatos. Só a vacina previne a raiva com sucesso de quase 100%.

ANÚNCIOS

Rinotraqueíte (gripe felina)

O que é: Doença viral que ataca gatos, de forma parecida com a gripe humana. Porém, não é contagiosa para seres humanos.
Como é transmitida: Pelo contato com saliva, secreções nasais, fezes e urina contaminadas.
Sintomas: Parecidos com os da gripe humana. Pode acontecer espirros, conjuntivites, dificuldades para respirar, infecções no pulmão e traqueia e rinites.
Diagnóstico: Exames clínicos de secreções nasais e saliva.
Prevenção: Pela vacinação polivalente para felinos, dada em três doses em períodos específicos da vida do gato, e pela higienização adequada do ambiente aonde o gato vive – Lembrando: apenas o veterinário poderá dizer qual é a melhor vacina e quando ela deve ser aplicada.
Tratamento: Remédios específicos para gatos. O tratamento deve ser feito por um veterinário capacitado.

ANÚNCIOS

Toxoplasmose

O que é: Doença causada por um protozoário. Pode ser transmitida para todos os animais, incluindo seres humanos, mas apenas os gatos se tornam hospedeiros.
Como é transmitida: Água contaminada; alimentos contaminados.
Sintomas: Variável, dependendo da idade do gato. Em filhotes, os sintomas mais comuns são vômitos e diarreias. Em gatos mais velhos, pode acontecer tosses, icterícia (pele amarela) febres e dores musculares.
Diagnóstico: Exames de sangue, fezes e similares.
Prevenção: A prevenção acontece com a limpeza adequada do ambiente onde o gato vive, limpeza adequada do animal, quando ele sair e voltar de casa, filtragem da água, e lavagem correta dos alimentos frescos.
Tratamento: Por meio de remédios e mudanças na dieta. Apenas o veterinário poderá determinar o tratamento mais adequado.

Seu gato já teve alguma dessas doenças? Faltou falarmos alguma informação? Conte para nós como foi.

Tire suas dúvidas nos comentários.

E, para não perder mais nenhuma publicação, se inscreva na nossa newsletter para receber sempre as atualizações do Senhor Gato no seu e-mail.

ANÚNCIOS

Siga no Facebook

Em Alta