Cachorro

Cinomose tem cura? Entenda e veja como cuidar do pet

Cinomose tem cura? Essa é uma das principais preocupações de quem tem um pet que foi diagnosticado com esse tipo de condição. Veja aqui a resposta.

Anúncios

por Aline Mesquita

Publicado em 01/09/2021

Entenda melhor se cinomose tem cura e a gravidade da doença

Cinomose tem cura
Cinomose tem cura

A cinomose tem cura, embora não conte com um tratamento específico. Por isso, caso seja diagnosticada com antecedência é possível salvar a vida do seu pet!

A cinomose é uma doença causada pelo vírus CDV, Canine Distemper Virus. Ele leva ao desenvolvimento dessa moléstia que pode exigir a vida do seu cão. Dessa forma, requer cuidados específicos, que incluem a observação de alguns sintomas. Igualmente, precisa de acompanhamento veterinário para que haja a determinação do melhor tratamento.

Por isso, hoje preparamos um manual para você com tudo sobre a cinomose, sua cura, tratamentos e diagnóstico. Com isso, você garante o bem-estar do seu pet e o protege. Ainda, pode tomar medidas preventivas para protegê-lo.

Doenças que os cachorros podem ter

Conheça, hoje, quais são as doenças que cachorros podem ter. Com isso, saiba como cuidar seus pets, bem como garantir o bem-estar deles.

Anúncios

Principais sintomas da cinomose

Essa é uma daquelas doenças canídeas que oferecem diversos sintomas. Apesar disso, não raro os cães sequer os manifestam.

Contudo, mesmo quando há a apresentação e desenvolvimento de sintomas, eles dependerão do tipo de cinomose desenvolvida. Isso, pois, ela se manifesta de diversas formas uma vez que ataca diversos sistemas diferentes.

Portanto, os sintomas e os tratamentos para cinomose ter cura dependerão do tipo da doença. Confira quais são os principais sinais de infecção por esse vírus de acordo com o tipos de cinomose desenvolvida:

  • Cinomose cutânea: desenvolvimento de bolinhas de pus no abdômen (pústulas), espinhas e desenvolvimento de uma camada áspera e grossa nas patinhas e sobre o nariz (hiperqueratose dos coxins);
  • Digestiva: apresentação de fraqueza, diarreia (com ou sem sangue) e febre;
  • Nervosa: tremores, convulsões, dificuldade de ficar em pé e falta de concentração motora. Além disso, contrações musculares involuntárias e perda de alguns movimentos. Igualmente, choros, uivos ou gritos constantes;
  • Respiratória: por fim, nesse caso a cinomose canina costuma aprensetar tosse com catarro, secura nos olhos com criação de secreções amarelas e brancas e secreção nasal.

Qual a chance de cura da cinomose?

Cinomose tem cura
Cinomose tem cura

Não há como especificar uma chance específica de cura. O que deve ficar claro é que cinomose tem cura. Contudo, para que ela seja possível é ideal que o diagnóstico ocorra o quanto antes possível. Como vimos, os sintomas são bastante graves, o que demonstra a agressividade da doença.

Dessa maneira, quanto antes o seu cão for ao veterinário e tiver o diagnóstico de cinomose,  maiores as chances de cura para ele. O tempo, aqui, corre contra você e contra o seu cão. Por isso, fique sempre de olho nele e em caso de aparecimento de qualquer sintoma contate o veterinário.

Mesmo que se trate de outra coisa, isso ajuda você a sempre tomar as melhores decisões em relação ao seu pet. Considere que o seu veterinário sempre dará o direcionamento do que fazer e o que observar, qualquer que seja o caso. 

Anúncios

Qual é o melhor remédio para a cinomose?

A cinomose tem cura e pode ser tratada de diversas formas. O que ocorre, em verdade, é que não existe um tratamento específico para ela. Assim, os tratamentos visam fortalecer o corpo do pet de forma que o próprio organismo tenha condições de combater e eliminar o vírus.

Ainda, podem haver medicações e tratamentos adicionais para acalmar os sintomas ao mesmo tempo em que o seu cão se fortalece. Porém, isso sempre vai depender do diagnóstico do veterinário e das condições que o seu pet apresentar.

Por isso, mais uma vez é necessário sempre contar com um profissional de qualidade para acompanhar o seu pet e dar as orientações necessárias.

Como evitar a contaminação por cinomose?

Cinomose tem cura
Cinomose tem cura

Embora seja verdade que a cinomose tem cura, isso não dispensa os cuidados para que não haja a contaminação pelo pet. Afinal, a doença causa sintomas bastante desgastantes e graves. Igualmente, ela pode avançar rapidamente sem dar chance para diagnóstico e tratamento.

A boa notícia, por outro lado, é que hoje já existe vacina para prevenir contra a contaminação por cinomose. Ou seja, é possível garantir que o seu pet esteja protegido contra a doença e que em eventual contaminação não desenvolva sintomas graves e consequências. Nesse caso, ela passa rapidamente.

A vacina contra a cinomose deve ser ministrada a partir de 45 dias de vida do cão. Porém, é necessário cuidado: ela requer outras 02 doses, somando o total de 03. Todas elas devem ser dadas com intervalos, entre uma ou outra, de 20 a 30 dias.

Isso, então, permitirá que o seu cão não se infecte com a doença ou, então, garantirá que a cinomose tem cura, eis que ela não terá condições de afetá-lo. Vacinas fazem verdadeiros milagres no organismo não só de humanos, mas também dos pets!

Além disso, é crucial que durante esse período de vacinação não haja a circulação do pet em ruas e parques. A cinomose é transmitida pelo ar. Ou seja, você não terá controle sobre isso. Portanto, evite que ele esteja em ambientes que podem estar contaminados.

Isso significa, então, que os passeios com o seu pet devem aguardar o final de todas as vacinas. 

Importância da vacinação correta

Nesse caso, considere que o pet deve começar a tomar a primeira dose a partir dos 45 dias de vida. Assim, entre cada uma das doses levará entre 20 e 30 dias, num total de 90 dias. Após isso, por fim, é preciso aguardar mais 21 dias para expô-lo a ambientes públicos.

Por fim, evite deixar o seu pet em locais em que há animais que estão infectados pela doença, bem como mantenha em dia as vacinas e as visitas ao veterinário. Essas são as melhores ações preventivas passíveis de aplicação para o bem estar o seu pet.

Por isso, não deixe de aplicá-las para proteger o seu companheiro da cinomose, Com isso, ele estará sempre em segurança!

Plano de saúde para animais Pet Mais Vida

Quer conforto e segurança para seu pet? Veja o plano de saúde para animais Pet Mais Vida e entenda como ele pode ajudar você a conquistar esse objetivo!

Sobre o autor

Aline Mesquita

Redatora profissional e Analista de Sistemas, apaixonada pela escrita e pelo aprendizado! Especializada em Marketing de Conteúdo e SEO.

Revisado por

Luiza Lamas

Editor(a) sênior

Em Alta

content

Alimentos tóxicos para gatos e cachorros: conheça 10!

Os alimentos tóxicos para gatos e cachorros podem prejudicar bastante a saúde dos pets, levando à graves problemas de saúde. Veja mais aqui!

Continue lendo
content

Como cuidar dos materiais de manicure corretamente?

Se você ainda está em dúvidas de como cuidar dos materiais de manicure corretamente, chegou ao lugar certo! Veja aqui e tire suas dúvidas.

Continue lendo
content

Cachorro ansioso em viagens: 8 dicas para acalmá-lo!

O cachorro ansioso em viagens é complicado, pois ele pode ficar muito agitado ao longo do trajeto. Então, veja algumas dicas para facilitar!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Agência Vamos é confiável? Veja como funciona antes de comprar

Criada em 2016 por mulheres empreendedoras, a agência Vamos oferece experiências únicas de bem-estar e viagem para turismo sustentável. Então, conheça-a agora e veja como comprar com ela!

Continue lendo
content

5 cartões para conseguir milhas: acumule para viajar!

Acumular milhas pode ser mais fácil do que muitos imaginam. Nesse sentido, existem cartões de crédito acessíveis com programas de pontos excelentes para quem quer viajar de avião sem pagar nada pelas passagens.

Continue lendo
content

Como comprar passagem na Expedia?

Se você quer facilidade na hora de planejar sua viagem, então veja como comprar passagem com a Expedia. A agência oferece serviços diversos, como hospedagem, pacotes, passeios e até aluguel de carros. Confira!

Continue lendo