Gatos

Alimento na dieta felina: qual a importância de cada?

Você conhece a importância de cada alimento na dieta felina? Pois saiba que cada nutriente tem um papel essencial. Continue lendo e veja mais sobre o assunto.

Anúncios

Descubra a importância dos tipos de alimento na dieta felina

Descubra a importância dos tipos de alimento na dieta felina
Descubra a importância dos tipos de alimento na dieta felina

A importância de cada alimento na dieta felina deve orientar o desenvolvimento da dieta para gatos. Afinal, é preciso que cada nutriente esteja presente para o seu bem-estar.

Assim como no caso dos humanos, os gatos também requerem cuidados especiais com sua alimentação. Seus organismos são tão complexos quanto os nossos. Por isso, é claro que também dependeriam de uma combinação de nutrientes.

Por exemplo, as proteínas são essenciais ao desenvolvimento felino. Contudo, sua saúde ainda depende de outros fatores, como ingestão de fibras e de vitaminas. Minerais são igualmente importantes, contudo dependem de controle.

Dessa forma, montar a tigela do seu gato pode não ser tão simples quanto se pensava. Por outro lado, existem formas de facilitar esse processo diário. Isso, é claro, sem esquecer da importância de cada alimento na dieta felina para incluir todos na alimentação.

Abaixo, então, confira algumas dicas para melhorar a alimentação do seu felino. Isso auxiliará no seu bom desenvolvimento. Também, a evitar doenças e a permitir sua longevidade com o máximo bem-estar.

Anúncios

Qual o melhor alimento na dieta felina?

O melhor alimento para gatos é aquele que seja completo. Hoje, temos à disposição as rações secas, úmidas (sache) e naturais. Cada uma delas tem suas características especiais, podendo ser mais práticas ou não.

O que se deve ficar claro, entretanto, é que a ração seca não considera a importância de cada alimento na dieta felina. Ela tende a ter excesso de corantes e conservantes. Além disso, não raro exagera na quantidade de carboidratos e peca na de proteínas.

Por isso, o melhor alimento nem sempre será o seco. Ele, contudo, não apresenta perigos quando há combinação com os outros tipos de alimentos e nutrientes.

Como funciona a nutrição do gato?

Como funciona a nutrição do gato?
Como funciona a nutrição do gato?

A nutrição para gatos ocorre com a consideração da importância de cada alimento na dieta felina. Por isso, deve contar com proteínas em maior grau. Suas fórmulas também devem conter fibras, minerais e gorduras, porém em menor quantidade do que as proteínas.

O desenvolvimento da melhor dieta possível para seu felino depende do auxílio de um profissional. Assim, não deixe de consultar o veterinário.

Anúncios

Como melhorar a alimentação do meu gato?

Existem algumas formas de melhorar a alimentação dos gatos sem muito esforço. Elas levam em consideração a importância de cada alimento na dieta felina. Com isso, buscam equilibrar a ingestão de nutrientes.

Inclua proteínas animais

Em primeiro lugar, não poderíamos deixar de falar nas proteínas. Afinal, elas são os nutrientes mais importantes na composição corporal dos felinos. São elas que permitem o desenvolvimento de aminoácidos, que auxiliam o organismo dos bichanos.

Por isso, para melhorara alimentação do seu gato é preciso melhorar, também, a forma como ele consome e tem acesso às proteínas. São inúmeras as alternativas e todas elas são relativamente simples.

Veja quais são, então, as principais delas:

  • Carnes brancas, como de frango e peixes;
  • Miúdos, como fígado, coração e moela;
  • Ovos cozidos.

Jamais dê qualquer um desses alimentos de forma crua. Ou seja, certifique-se sempre de cozinhá-los previamente. Isso evita a rejeição pelo pet. Igualmente, que ele contraia alguma doença por parasita presente na carne e cuja eliminação depende apenas do cozimento.

Além disso, tenha cuidado com as carnes que oferecer. Além das que citamos acima, você pode apostar em carnes bovinas magras. Por outro lado, jamais escolha uma carne de porco para servir ao seu gato. Ela é tóxica ao organismo dos felinos.

Por fim, jamais salgue qualquer um desses alimentos. Eles devem apenas estar cozidos. A presença de sal pode prejudicar os bichanos, que possuem pré-disposição ao desenvolvimento de doenças renais e urinárias.

Busque equilibrar rações industriais com alimentos caseiros

Você pode combinar duas formas de dieta para o seu gato. Essa é uma forma de trabalhar bem com a importância de cada alimento na dieta felina. Com isso você leva nutrientes presentes nas rações industriais com outros naturais.

Uma ótima forma de colocar isso em prática é misturando o alimento natural à ração seca. Ou seja, prepare um pouco de carne, como de peixe ou frango. Depois, desfie e a coloque no meio da ração seca, misturando-as. Dessa maneira, seu gato se acostuma aos poucos com a alimentação natural.

Além disso, não a rejeita de pronto. Da mesma forma, é preciso citar que essa é uma maneira de fazer com que ele sempre tenha acesso a proteínas de boa procedência.

Alimentação para gatos: 5 perguntas importantes!

A alimentação para gatos necessita de cuidados especiais. Por isso, hoje trouxemos 05 principais perguntas e suas respostas sobre a dieta felina!

Ajude-o a aumentar o consumo de água

A hidratação felina também tem importância na dieta felina. Os gatos tendem a ingerir pouca água. Quando se soma isso à pré-disposição de doenças renais e urinárias, passamos a ter em mãos uma bomba-relógio. Por isso, estimular o consumo de água é algo essencial.

Primeiramente, certifique-se de que as tigelas para consumo de água estão sempre limpas. Troque, também, a água diariamente. Evite águas minerais. Porém, dê preferência para as filtradas, mais saudáveis para eles.

Caso você faça uso de tigelas de água, busque espalhá-las pela casa. Outra opção, contudo, são as fontes de água. Os gatos dão preferência à água corrente, e é isso que essa ferramenta permite.

Por isso, se possível, invista em uma fonte. Contudo, não se esqueça de realizar a sua limpeza mensalmente, com troca dos filtros. Hoje é possível encontrar uma boa fonte a partir de R$ 60.

Qual é o melhor alimento na dieta felina: ração ou comida?

Qual é o melhor alimento na dieta felina: ração ou comida?
Qual é o melhor alimento na dieta felina: ração ou comida?

A alimentação por ração seca não é a mais ideal. Ou, ao menos, não o é quando a concessão é feita de forma isolada, sem outros alimentos. 

Por outro lado, nem sempre temos tempo para o preparo da alimentação natural (comida para os gatos). Além disso, aqui entra o fator quanto ao que é compatível, bem como das proporções para uma dieta equilibrada.

Por isso, hoje é possível afirmar que o melhor alimento na dieta felina não é a ração e nem a comida. Em verdade, é a combinação entre os dois. Com isso, encontra-se equilíbrio e a melhor dieta possível para seu gatinho!

Base alimentar felina

Conhecer a base alimentar felina é importante para os tutores de gatos. Ela possui detalhes que exigem cuidados especiais. Conheça quais são!

Sobre o autor

Aline Mesquita

Redatora profissional e Analista de Sistemas, apaixonada pela escrita e pelo aprendizado! Especializada em Marketing de Conteúdo e SEO.

Em Alta

content

Curso de moda: descubra tudo sobre ele e como fazer!

O curso de moda é interessante para quem deseja ingressar nesse mercado e atuar na área, que tem várias vertentes. Saiba mais sobre a seguir!

Continue lendo
content

Como ser professora de Yoga? Saiba tudo aqui!

Gosta de meditar e de conectar corpo e mente? Então veja aqui como ser professora de Yoga e como transformar esse hobbie em lucro o dar aulas!

Continue lendo
content

Hotel para pet: tudo que você precisa saber sobre!

O hotel para pet é uma solução muito interessante, caso você queira viajar mas não possa levar seu pet e não tenha com quem deixar! Entenda!

Continue lendo

Gatos

Cuidados ao castrar o gato: entenda quais são!

A castração é muito importante para felinos. Igualmente, os cuidados ao castrar gato são indispensáveis. Conheça quais são e garanta a saúde do seu pet!

Conheça quais são os cuidados necessários ao castrar um gato

Tutores de felinos são responsáveis por alguns cuidados ao castrar gato. Eles são prévios à cirurgia e posteriores. São eles, então, que garantem o sucesso da recuperação.

A castração é muito importante para gatos. Afinal, ela pode torná-los menos agressivos, quando esse for o caso. Da mesma forma, deixam-nos mais caseiros. Com a cessação dos hormônios reprodutivos eles não têm mais o impulso de fugir de casa para o cruzamento.

E esses não são os únicos motivos para fazer a castração. Ela ajuda a reduzir a população de felinos em situação de abandono, nas ruas. Ainda, pode garantir a longevidade do seu companheiro ao evitar doenças.

Contudo, para que tudo isso seja possível, existem alguns cuidados ao castrar o gato. Sem eles o seu felino fica à mercê de infecções. Isto é, de uma má-recuperação pós-cirúrgica. A ausência desse trabalho preventivo, então, pode colocar a saúde dele e o bem-estar em perigo.

Porém, não se preocupe! Hoje veremos todos os cuidados que um gato demanda para sua castração. Abaixo você encontra, portanto, informações completas do que fazer antes e depois de castrar seu pet. Continue lendo e confira tudo!

O que é necessário pensar antes de castrar um gato?

Muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre a necessidade de castrar um felino. Isso é mesmo indispensável? Há perigo para o pet que passa por esse tipo de operação? Meu gato vai ficar diferente? Todas essas questões podem causar confusão e medo.

Entretanto, saiba que a castração traz inúmeros benefícios ao seu pet. São os principais deles:

  • Evite gestações sequenciais de gata fêmea, o que é exaustivo para o corpo da felina e pode prejudicar sua saúde;
  • Auxilie no controle da população de gatos de rua;
  • Previna doenças como câncer nos ovários para gatinhas e câncer de próstata para os gatos;
  • Tenha maior controle da circulação do seu gato, que tende a sair menos de casa. Com isso, expõe-se menos a perigos como atropelamentos, violência humana e até brigas com outros gatos;
  • Elimine comportamentos negativos como marcação de território.

Portanto, com os cuidados ao castrar o gato você garante que ele tenha maior qualidade de vida. Ainda, previne algumas doenças.

Além disso, saiba que o seu gatinho não deixará de ser feliz e ativo por causa da castração. É verdade que alguns felinos diminuem o ritmo. Contudo, isso não significa que eles fiquem completamente apáticos. Com os estímulos certos seu felino continua brincalhão.

Entenda um pouco mais dos cuidados ao castrar gato

Por isso, caso o seu gato de estimação ainda não seja castrado, não deixe de procurar um veterinário. Igualmente, caso o seu pet tenha alguma condição especial de saúde, informe-a ao profissional. Isso pode influenciar no tipo de cirurgia, anestesia ou mesmo na necessidade de castrar.

Ainda, existem cuidados ao castrar o gato que se aplicam ao momento prévio à castração. Eles se referem às condições do felino no dia da cirurgia em relação à alimentação. Veja:

  • Água: jejum de 06 horas antes da cirurgia;
  • Comida: 12 horas em jejum, antes da castração.

E não acabou. Você também precisará contar com alguns acessórios de gatos para facilitar nessa empreitada. São eles:

  • Caixa de transporte para levá-lo até o local da castração;
  • Macacão pós-cirúrgico para gatas fêmeas e colar elizabetano (cone) para gato macho;
  • Leve junto uma manta para manter o felino aquecido após o operatório. A anestesia tende a derrubar a temperatura dos seus corpos.

Castração de gatos: tudo o que você precisa saber

Diferente do nome técnico, a castração de gatos é algo simples e rápido. E essencial para garantir que os bichanos vivam mais e melhor.

Com quanto tempo pode castrar o gato?

Os médicos veterinários indicam que a castração ocorra cedo. Com isso você já garante os benefícios desde logo. Igualmente, a recuperação de um felino jovem é muito mais rápida. Por isso, não perca tempo.

Todavia, para fêmeas, indica-se que a castração ocorra entre o seu 1º e 2º cio. Já para machos as castrações variam. Alguns especialistas indicam fazê-la após o 1º ano do pet. Da mesma forma, outros afirmam que o melhor momento é em torno de 06 meses.

Por isso, aguarde ao menos esse tempo mínimo (6 meses). Também, consulte sempre o veterinário para decidir a data da castração. Afinal, ele é o profissional que tem especialização na área e acompanha seu pet ao longo do crescimento. Ou seja, ele é quem conhece a saúde do gato e suas necessidades especiais.

5 dicas de cuidados ao castrar um gato

Por fim, confira 05 dicas para cuidados após a castração do gato. Com elas você garante a melhor recuperação para o seu bichano. Ainda, trabalha em prol do bem-estar felino e da saúde do pequeno. Confira agora mesmo!

1. Invista em material de isolamento do curativo

Primeiramente, certifique-se de que você tem os materiais para isolar o curativo enquanto o corte cicatriza. Os gatos tendem a lamber a região para atenuar a dor e o incômodo. Isso, então, pode levar às infecções que podem ser letais.

Contudo, para gatos machos o melhor é o colar elizabetano. Ele é o cone que fica preso ao pescoço e que lembra em muito um abajur. Já para fêmeas, o ideal é o macacão. A cicatriz delas é muito maior e a recuperação leva mais dias. Com isso, há isolamento completo do curativo.

Ainda, cabe ressaltar que algumas técnicas de cirurgia para gatos machos usam laser. Assim, sequer requerem curativo ou o colar. Contudo, requerem os demais cuidados ao castrar gato.

2. Deixe-o descansar após a cirurgia

Após a cirurgia o seu gatinho precisará descansar. E não se preocupe, é normal ele ficar quieto nas primeiras horas do pós-operatório. Considere que além do efeito da anestesia eles podem estar com dor e até mesmo assustados.

Por isso, certifique-se de que ele possui um lugarzinho quente e aconchegante para se recuperar.

3. Observe a recuperação do felino

Todavia, é essencial que você observe a recuperação e as reações do seu pet. Vômitos são normais em razão da anestesia, mas não devem continuar nos demais dias. Qualquer alteração, contate seu veterinário.

4. Siga todas as recomendações do veterinário

Falando nele, saiba que é crucial seguir todas as recomendações. Somente assim você garante os cuidados ao castrar gato de forma correta e completa.

5. Adote a ração própria para gatos castrados

Por fim, após a cirurgia você deve optar pela ração para gatos castrados. Ela considera a nova condição do pet e possui nutrientes importantes. Em caso contrário o seu gato pode ser vítima de obesidade, por exemplo.

Cuidados com pelo do gato: veja 8 dicas!

Felinos de pelagem requerem cuidados com o pelo do gato. Por isso, não deixe de conferir como deixar seu gato com os pelos em dia!

Você também pode gostar

content

Curiosidades incríveis: 15 sobre gatos que você não sabia!

Existem inúmeras curiosidades sobre os gatos que não conhecemos ou achamos que é um mito, como a visão dos gatos! Veja 15 curiosidades aqui!

Continue lendo
content

Quais as melhores rações para gatos? Veja 15!

Saiba quais as melhores rações para gatos de acordo com preços, qual a idade e tamném a partir das necessidades do seu pet. Descubra aqui!

Continue lendo