Dicas

Viajar com gatos: é possível? Como?

Quem ama viajar e é tutor de gatos sabe que, chegando o momento da viagem, o coração já fica mais apertado. É o seu momento de descansar, mas aí você vai deixar seu amigo felino?

Suprimindo essa carência, começam a surgir Hotéis Pet Friendly. Ou seja, hotéis que vão atender você e seu gato com a mesma qualidade, preocupação e cuidados.

Claro que, antes, já existiam hotéis que atendiam pessoas, e aceitavam animais. No caso dos hotéis Pet Friendly, porém, a equipe do hotel contará com camareiros, hostess e faxineiros que atendem pessoas e animais.

Logo, viajar com seu gato se torna uma ideia maravilhosa, não é verdade? Porém, mesmo com todo esse cuidado, você ainda precisará se preparar para sua viagem com seu gato.

Alguns cuidados são essenciais. Você sabe quais são esses? Quais as dicas para que dê tudo certo? Confira agora, e viaje sem medo!

Anúncios

1. Seu gato poderá entrar no país?

Primeiro descubra se o seu destino permite a entrada de gatos

É um caso cada vez mais raro. Porém, há países onde a entrada de animais, mesmo domésticos, é proibida. Logo, antes de começar a pensar em viajar com o gato, primeiro descubra se o seu destino permite a entrada de gatos.

E em quais condições? Como assim? Talvez seja mais comum no caso de cães, mas você sabia que algumas praticas abomináveis, como cortar a cauda do animal, ainda não praticadas por criadores ilegais? E que alguns países, buscando combater isso, proíbem a entrada de animais “operados”?

Dessa forma, o primeiro passo é descobrir se o seu gato pode ir praquele lugar. Muitos países podem pedir um Certificado Veterinário Internacional. Para saber se é o caso, acesse o site da embaixada do país.

Anúncios

2. O que levar

Uma mala para você, uma para seu gato

Acertado o local, vamos às bagagens. A primeira e mais importante dica é a respeito de o que levar à viagem. Você precisa pensar em roupas, remédios, alimentos, brinquedos…

Se a viagem for em território nacional, tudo fica muito mais simples. Por exemplo, a ração vendida em São Paulo, muito provavelmente, também estará à venda no Rio de Janeiro, em Belo Horizonte, Em Porto Alegre, no Recife…

Se sua viagem for internacional, aí começa o motivo de atenção.

Será que na cidade de sua hospedagem vai ter aquela ração específica para a condição de saúde do seu gato, por exemplo? Se seu gato tiver diabetes, será que você encontra, fácil, a insulina certa pra ele?

Vale lembrar que algumas marcas são multinacionais (Whiskas, Purin, Royal Canin, etc.). Entretanto, os nomes comerciais de rações podem mudar, de país pra país.

O mesmo vale para remédios. Alguns, inclusive, podem ter substâncias proibidas, na sua composição (Dipirona, por exemplo, foi abolida nos Estados Unidos). Assim, você e seu veterinário precisaram pesquisar e pensar, juntos, em soluções, se for o caso.

Levar receitas traduzidas também é essencial.

3. Transportando o gato

O gato precisa ser transportado com muito cuidado

Se você e o gato forem viajar de carro ou ônibus (ou até trem), o transporte dica mais fácil. Basta uma caixa de transporte que seja grande o bastante para o animal ficar de pé, e dar uma volta dentro dela, e pronto.

Talvez você tenha de comprar um assento só para o gato. mas tudo bem, não é?

Agora, se a viagem for de avião, aí a coisa fica mais difícil. Primeiro, você precisa saber como são as condições impostas pela empresa aérea , para transportar animais. precisa despachar o animal? Pode ir na cabine?

Depois, você precisa tomar muito cuidado para deixar a caixa de transporte bem trancada e identificada. Provavelmente a empresa vai fornecer identificadores para você por o nome, endereço, itinerário. Mas, por via das dúvidas, reforce com adesivos indicando que lá tem um animal vivo, com plaquinhas de sinalização presas com cordas resistentes…

Confira com o veterinário se o seu gato precisará de algum remédio específico para a viagem (a pressão atmosférica pode causar dor nos ouvidos do gato). Então, confira com a empresa, como fazer para o gato ter água e alimento em abundância, na caixa de transporte.

Anúncios

4. Não se esqueça de documentos e carteira de vacinação – bilíngue

Gatos também precisam de documentação

Mesmo se a sua viagem de avião for para dentro do país, leve sempre documentos e a carteira de vacinação do gato, tanto numa versão em português, quanto em uma em inglês.

Se você estiver indo para algum país com alfabetos diferentes (China, Japão, Rússia), pode ser uma boa ideia ter uma versão nesse alfabeto, também.

Por que, até em viagens nacionais (de avião)? Porque um aeroporto é um lugar onde há pessoas de muitos países. E, confusões podem acontecer.

Já a carteira de vacinação atualizada, isso é uma questão de saúde pública. Alguns países proíbem a entrada de pessoas e animais que não tiverem as devidas vacinas. É uma forma de proteger a população desse país.

Essas informações, você normalmente encontra no site da embaixada desse país.

Para saber sobre os documentos pets, acesse aqui.

5. Leve o “sinta-se em casa” ao pé da letra

Faça o gato se sentir confortável

Seu gato, como todo o gato, provavelmente detesta mudanças. Já falamos sobre coisas que gatos não gostam muito. Mudanças e passeios são duas delas.

Logo, para seu gato não ficar estressado, é vital que ele tenha brinquedos e referências de sua casa, no lugar aonde vocês vão. Brinquedos, mantas, e pelo menos 1 arranhador (pode ser um simples, de colocar, de colocar no braço do sofá), vão fazer seu gato ficar mais tranquilo.

No caso da caixa de areia, talvez seja mais fácil levar uma caixa, e comprar a areia no local. Depois você descarta no lixo adequado. Levar a areia pode ser um peso desnecessário.

Além disso, logo que você chegar ao hotel, por mais pet friendly que ele seja, é melhor já determinar os espaços do gato, no quarto. Você não quer correr o risco de precisar pagar pra consertar um estofado de sofá, quer?

Anúncios

DICAS DE OURO

Cuidado pro gato não escapar
  1. Conheça muito bem o hotel que você e seu gato irão, e no primeiro dia, faça o mais completo tour que for possível. No caso de seu gato escapar (seja do serviço do hotel de day care, seja do seu quarto), saber onde ele poderá estar vai facilitar em muito, as buscas.
  2. É indispensável que seu gato use uma coleira com: A) o nome do gato; B)seu nome; C) endereço do hotel; D) endereço da embaixada de seu país de origem naquela cidade. Todas as informações precisam estar em inglês, e, se possível, na língua local.
  3. Não acredite que seu gato vai saber se guiar pelo cheiro. Então, jamais deixe ele sair pra dar “um passeio”. E se for sair com ele, use uma guia presa à coleira.
  4. Faça o seguro-viagem do gato, e tenha o número de telefone e o endereço de pelo menos 3 veterinários locais (cobertos pela seguradora), sempre à mão.

Viajar com seu gato…

Basta carinho e o bom-senso, que sua viagem com seu gato será inesquecível!

É um pouco trabalhoso. Tipo viajar com crianças. Mas no caso do gato, é ainda mais. O gato não vai te obedecer (ok, a criança também não, provavelmente).

Por outro lado, pode ser um momento maravilhoso para você, e quem mais estiver com você, de ter ótimas lembranças e diversões com o membro mais fofo e peludo da família.

Então, se você acha que é importante seu gato estar com você na viagem, vai fundo. Basta seguir esses conselhos, e por o carinho e o bom-senso na frente, que sua viagem será inesquecível!


E você? Já viajou com seu? Vocês foram pra onde? Como foi? Conte para nós como foi, nos comentários. Diga se esquecemos de abordar alguma coisa.

E para não perder mais nenhuma postagem do Senhor Gato, assine nossa newsletter e fique por dentro do melhor conteúdo sobre gatos e demais pets!

Em Alta

content

Shih Tzu: saiba tudo sobre essa raça de cachorro!

O Shih Tzu é um raça de porte pequeno, com uma pelagem média e pode ser visto em várias cores! Tem um temperamento forte, mas são fofos! Veja.

Continue lendo
content

Queda de pelos em gatos: o que pode ser e como cuidar?

A queda de pelos em gatos pode ser causada por vários fatores, assim os tutores devem ficar atentos e tomar mais cuidados. Entenda aqui!

Continue lendo
content

Hotel para pet: tudo que você precisa saber sobre!

O hotel para pet é uma solução muito interessante, caso você queira viajar mas não possa levar seu pet e não tenha com quem deixar! Entenda!

Continue lendo