Animais

As 30 melhores e mais populares raças de gato!

por

Senhor Gato

Publicado em

ANÚNCIOS

30 – Oriental Havana (Havana Brown)

O Havana Brown foi o resultado de uma criação planejada entre gatos pretos siameses e domésticos, por um grupo de criadores de gatos na Inglaterra, na década de 1950. Os criadores adiantados introduziram um tipo siamês do azul do russo em sua criação. Wikipedia (inglês)

ANÚNCIOS

29 – Tonquinês (Tonkinese)

Tonquinês é uma raça de gatos desenvolvida no início do século XX a partir do cruzamento entre o gato siamês e o gato birmanês. No início eram conhecidos como “siameses dourados”, mas a raça conseguiu o reconhecimento no Canadá e nos Estados Unidos da América. Wikipédia

28 – Ocicat

O Ocicat é uma raça de gato criada nos Estados Unidos. O Ocicat é uma raça de gato totalmente doméstica que se assemelha a um gato selvagem, mas não tem ADN selvagem em seu grupo genético. A raça é incomum em que é manchado como um gato selvagem, mas tem o temperamento de um animal doméstico. Wikipédia

ANÚNCIOS

27 – Gato de pelo curto americano (American Shorthair)

O Gato de Pêlo Curto Americano é uma raça de gato originária dos Estados Unidos. É conhecida pela sua longevidade, saúde, docilidade com crianças e cães, além da sua beleza e temperamento calmo.Wikipédia

26 – Bobtail americano (American Bobtail)

Bobtail Americano é uma raça de gato desenvolvida nos Estados Unidos. Wikipédia

ANÚNCIOS

25 – Chartreux

O gato Chartreux, conhecido pelo seu sorriso enternecedor, é um gato silencioso e discreto, menos falador que a maioria dos felinos, mas muito ronronante, sendo que raras vezes se ouve miar. Aliás, quando o faz e se espera um miar forte, apenas se ouve um som minúsculo e delicado.Wikipédia

24 – Singapura

O Singapura é uma das mais pequenas raças de gatos, conhecida pelos seus grandes olhos e orelhas, pelagem castanha e cauda sem corte. Wikipedia (inglês)

23 – Ragamuffin

O Ragamuffin é uma raça de gato doméstico. É uma variante do gato Ragdoll e foi estabelecida como uma raça separada em 1994. Ragamuffins são notáveis ​​por suas personalidades amigáveis ​​e peles grossas, como coelhos. Wikipedia (inglês)

22 – LaPerm

LaPerm é uma raça de gato classificada nos Estados Unidos em 1982. LaPerms possuem muitas cores e estilos. Geralmente tem uma personalidade bastante afetiva. Wikipédia

21 – Siamês (Siamese)

Gato siamês é uma raça de gato oriental, caracterizada por um corpo elegante e esguio e uma cabeça marcadamente triangular. Pode ser confundido com a raça de gatos Thai que tem origem na raça siamesa mas apresenta uma morfologia bem distinta — O gato Thai é semelhante ao siamês antigo. Wikipédia

20 – Gato manês (Manx)

O gato manês ou manx é uma raça de gato originária da Ilha de Man cuja principal característica é a ausência de cauda. Wikipédia

19 – Burmilla

O Burmilla é uma raça de gato doméstico que se originou no Reino Unido em 1981. É um cruzamento entre as raças chinchila persa e birmanesa. As normas foram produzidas em 1984 e a raça ganhou status de campeã no Reino Unido nos anos 90.Wikipedia (inglês)

18 – Balinês (Balinese)

O balinês é uma raça de pêlo longo de gato doméstico com coloração de ponto de estilo Siamês e olhos azuis safira.Wikipedia (inglês)

17 – Ragdoll

Ragdoll é uma raça de gato desenvolvida nos Estados Unidos durante a década de 1950. Com seu porte gigante, temperamento dependente e dócil e uma pelagem longa e cheia, é um animal de características marcantes. . O cruzamento foi feito entre uma gata tipo persa um macho norueguês da floresta. Wikipédia

16 – Sagrado da Birmânia (Birman)

Sagrado da Birmânia ou Birmano é uma raça originária da França. Tornou-se bastante popular no mundo. Hoje, está entre as 10 que mais registram nascimentos nas principais entidades do exterior. Wikipédia

15 – Mau egípcio (Egyptian Mau)

O Mau Egípcio é uma raça de gato que descende de animais originários do Antigo Egipto. Podem ser vistos em papiros e construções egípcias anteriores a 1000 a.C. A raça esteve perto da extinção, no entanto, têm sido feitos cruzamentos na Europa para se criarem gatos que apresentem os padrões da antiga raça. Wikipédia

14 – Somali

O gato somali é frequentemente descrito como um abissínio de cabelos compridos; um produto de um gene recessivo em gatos Abissínios, embora a forma como o gene foi introduzido no pool genético do Abyssinian é desconhecida. Wikipedia (inglês)

13 – Gato Angorá (Turkish Angora)

O gato angorá é uma raça de gato doméstico. É uma das raças mais antigas e naturais, tendo surgido na região de Ancara, na Turquia. A raça tem sido documentada desde o início do século 17 e acredita-se ser a origem das mutações, tanto para a coloração branca e pelos longos.Wikipédia

12 – Siberiano (Siberian)

O siberiano é uma variedade de gato doméstico, presente na Rússia há séculos, e mais recentemente desenvolvido como raça formal, com padrões promulgados desde o final dos anos 80. Eles variam de médio a médio e grande porte. Wikipedia (inglês)

11 – Gato pelado canadense (Sphynx)

Sphynx, ou gato pelado canadense, é uma raça de gatos originária do Canadá, e que é conhecida por não possuir pêlos. O gene responsável pela sua nudez é a alopécia hereditária e é recessivo. Wikipédia

10 – Maine Coon

Maine Coon é uma raça de gato estadunidense. É considerada a raça americana de pêlo longo mais antiga, além de ser a maior de todas as raças de gato do mundo. Foi reconhecida como raça oficial no estado norte-americano do Maine, onde era famoso pela sua capacidade de caçar ratos e tolerar climas rigorosos. Wikipédia

9 – Norueguês da Floresta (Norwegian Forest Cat)

Norueguês da Floresta é uma raça de gatos de aspecto selvagem oriunda da Noruega. Wikipédia

8 – Curl Americano (American Curl)

The American Curl é uma raça de gato caracterizada por suas orelhas incomuns, que se enrolam para trás do rosto em direção ao centro da parte de trás do crânio. As orelhas de um American Curl devem ser manuseadas com cuidado, pois o manuseio brusco pode danificar a cartilagem do ouvido. Wikipedia (inglês)

7 – Gato-de-bengala (Bengal)

O gato-de-bengala, ou Bengal, é uma recente raça de gato americana, que originou-se do cruzamento seletivo entre gatos domésticos e o gato-leopardo asiático, que habita regiões próximas ao Golfo de Bengala. O qual pode também ser domesticado, embora uma licença seja requerida na maior parte dos países. Wikipédia

6 – Bombain (Bombay)

Bombaim é uma raça de gatos de pelagem curta e preta, originária dos Estados Unidos da América. A história dessa raça começa quando a norte-americana Nikki Horner decidiu criar um gato que fosse a miniatura de uma pantera-negra. Wikipédia

5 – Gato Pérsia (Persian)

Persa é uma raça de gato doméstico originária do Irã, antiga Pérsia. É conhecido por sua aparência chamativa, de pelagem longa e focinho achatado. Wikipédia

4 – Gato de pelo curto inglês (British shorthair)

Gato de pelo curto inglês é uma raça de gatos de origem britânica. É mais conhecida por sua pelagem cinza e olhos amarelos vibrantes. É provavelmente a mais antiga raça de gato, e uma das mais populares.Wikipédia

3 – Bobtail japonês (japanese Bobtail)

O Bobtail Japonês ou mi-kê é uma raça de gato originária do Japão.Wikipédia

2 – Scottish Fold

Scottish Fold é uma raça de gato doméstico originária da Escócia. Os gatos desta raça possuem naturalmente um gene dominante mutante, que afeta as cartilagens do corpo, e produz exemplares de orelhas dobradas. Wikipédia

1 – Gato exótico (Exótico shorthair)

O exótico, também chamado de gato exótico, é uma raça de gato que possui a aparência do gato persa, mas com os pelos curtos. Foi resultante do cruzamento entre o gato de pelo curto inglês e gato de pelo curto americano com o gato persa, para a obtenção de um gato de constituição robusta e pelos curtos e grossos. Wikipédia

Animais

Ração para gatos: o que é e como escolher a mais adequada pra seu felino?

por

Lucas Silva

Publicado em

| Atualizado em

Quem tem um gato sabe, quando é hora de comprar a ração do seu felino, você nunca tem muita certeza sobre qual escolher. Existem rações úmidas, secas, com carne, com legumes, para diminuir a glicose, para manter o peso, para gatos seniores... São MUITAS!

Logo, qual escolher? Como saber do que seu gato precisa, o que ele pode comer, qual ele vai gostar?

Procurando descobrir sobre a alimentação dos gatos, fomos atrás de algumas informações. Então, descubra aqui seu guia definitivo sobre a alimentação dos gatos!

Nem leite, nem ratos: o que um gato (doméstico) come?

Quando pensamos em um gato comendo, duas imagens vêm à nossa cabeça: leite e ratos. Se a primeira está errada (pasmem), a segunda é verdade, mas não é recomendado.

Por quê?

Primeiro, o leite. Gatos são mamíferos. Porém, são mamíferos apenas do... Leite de suas mães. Depois que eles entram na fase do desmame, seus corpos vão retirar o cálcio de outros alimentos.

O leite de vaca é adequado para o bezerro. O de cabra, para o cabrito. O de ovelha, para o carneirinho... O leite desses animais, que consumimos em larga escala, é extremamente gorduroso, e tanta gordura pode afetar o fígado e os rins de seu gato.

Logo, não sirva leite para seu gato.

Segundo, o rato. Gatos são animais que evoluíram de felinos selvagens, como tigres, onças e leopardos. Isso é, felinos que caçam. Logo, seu gato, se não fosse você alimentando ele, provavelmente, caçaria ratos.

Isso não quer dizer que você deva deixar seu gato sem ração, para ele comer ratos!

Ratos são muito contaminados por doenças e substancias químicas, oriundas de poluição e fábricas. Principalmente os urbanos. Também são animais que combatemos com venenos, desde venenos alimentares, até venenos gasosos.

Ou seja, um rato urbano pode passar doenças por seu gato, ou pode envenenar ele.

Assim, o que gatos domésticos comem? A resposta é: ração.

Jantando com meu gato: qual é o menu?

Gatos também podem comer alguns alimentos que seus tutores comem. O principal deles é carne. De preferência, alguma sem osso, e sem gordura.

No caso dos peixes, prefira peixes frescos e levemente cozidos.

No caso de frutas e legumes, prefira aquelas que não são cítricas, como maçãs, melões, mamões, e legumes como cenoura abóbora, brócolis. Folhas, tipo alface, também estão liberadas.

Mas nunca faça desses agrados, a refeição principal de seu gato. Às vezes, você pode estar ofertando os alimentos nas porções erradas.

E antes de fazer isso, claro, converse com seu veterinário. Às vezes, os gatos apresentam sinais de doenças e alergias a algumas comidas, e só o veterinário saberá identificar.

E o que um gato precisa, para ser saudável?

Gatos são, essencialmente, carnívoros. Isso significa que o que eles mais precisam comer são proteínas e ferro.

Por um lado, você não deve simplesmente parar de comprar ração, e só ofertar carne para seu felino. Eles são “essencialmente”: ou seja, a maior parte da dieta deles é composta por proteínas, mas eles também precisam de vitaminas e sais minerais.

A proporção correta de proteínas e outras substâncias, as fontes, e a variedade só são determinadas com exatidão por uma pessoa: o veterinário.

Dessa maneira, antes de adotar qualquer dieta para seu gato, converse com um veterinário. Só ele vai saber indicar as rações mais adequadas pro gato.

Cada gato é um gato único. Literalmente, não só porque eles são nossas fontes de tufos e amor. Há raças que demandam mais de uma substancia que outras. Gatos de diferentes idades precisam de diferentes nutrientes. Gatos com condições de saúde diferentes precisam de rações diferentes.

Você sabe quais comidas os gatos NÃO podem comer, jamais? Confira aqui!

O que é a ração de gato?

Assim, chegamos a um ponto crucial. O que é ração de gato? É simplesmente uma bolinha marrom parecida com uma bolacha, ou ali tem alguma outra coisa?

Primeiro, a ração de gatos é exclusiva para... Gatos! A ração de cachorros, ou outros mamíferos é bem diferente da ração de gatos. Isso acontece porque o organismo dos gatos é bem diferente do organismo de um cachorro, ou outros mamíferos.

Se o seu gato comer uma bolacha de cachorro, de vez em quando, ele não vai ficar doente. Porém, vai ficar desnutrido.

Pense: se você almoçar todo o dia salgadinhos sabor cebola, você será uma pessoa saudável?

Mas o que tem na ração, que é tão diferente assim?

Basicamente, na ração de gatos (e cachorros) há: carne, cereais, e amido ou gelatinas.

O que muda de ração para ração são as proporções, e as funções. Uma ração para gatos com sobrepeso será diferente de uma ração de filhotes. Uma ração para controle de glicemia é diferente de uma ração para controle de colesterol.

E aí, como você escolhe qual ração comprar? Vamos repetir o mantra do Senhor Gato?

“OM... PROCURE UM VETERINÁRIO... OM”.

Ração seca ou ração úmida?

Agora, imagine a situação: você foi ao veterinário, a doutora ou doutor disse que seu bichano está bem. Agora, você irá comprar ração.

Qual escolher? Ração seca ou úmida? E o que é uma ração seca? O que é uma ração úmida?

A ração seca é, basicamente, uma bolacha. A úmida, um patê. Como tudo na vida, elas têm vantagens e desvantagens, e é importante você ponderar todos os pontos antes de optar por uma ou outra. Mas, médicos veterinários, quase sempre vão recomendar você comprar as duas. Vejamos.

Ração seca: vantagens

A vantagem da ração seca é seu custo-benefício. Como elas são “bolachas”, elas são vendidas em uma quantidade maior. Além disso, podem ficar mais tempo na tigela, porque são grãos secos.

Isso as torna mais fáceis de armazenar (e descartar, quando começam a estragar).

Além disso, elas grudam menos nos dentes. Então, a higiene dos gatos fica mais fácil.

Ração seca: desvantagens

Como elas são secas, são mais duras. Isso pode ser um problema para gatos muito jovens (que estão trocando a dentição) ou muito idosos (que perderam os dentes).

Outra coisa, é que sua consistência, seca, pode desagradar ao paladar de alguns gatos, ou mesmo dar uma leve indigestão – mas isso não é comum.

Ração úmida: vantagens

A maior vantagem da ração úmida é sua consistência. Como ela parece um patê ou creme/caldo de carnes, os gatos comem elas com muito mais gosto.

Outra coisa boa é que, por serem úmidas, não só alimentam os gatos. Ela também podem ser uma fonte de hidratação.

Ração úmida: desvantagens

A maior desvantagem da ração úmida é que ela estraga muito rápido, justamente por ser um alimento imerso em um caldo. Assim, se o seu gato não comer ela naquele momento, provavelmente você terá de jogar tudo fora.

E isso é um problema não só pelo desperdício de comida. O custo (elas costumam vir enlatadas, pra durar mais) pode pesar um pouco. E como elas não duram muito depois de abertas, um pote de ração úmida é bem menor do que um de ração seca.

Assim, como você pode ver, o mais importante é você alimentar seu gato. Não existe ração perfeita e o ideal (além de ir ao veterinário com frequência) é você ir equilibrando e variando a ração.

E para comprar rações com um preço muito mais em conta, acesse aqui, e escolha a loja de e-commerce mais perto de você!


O que achou de nosso artigo? Faltou falar de alguma coisa? Ficou alguma dúvida sobre ração de gatos? Tem alguma que você prefira? Alguma que você usou e gostou (ou não gostou)? Conte para nós nos comentários!

E, para não perder mais nenhuma postagem do Senhor Gato, se inscreva no nosso newsletter e fique sempre por dentro de nossos conteúdos!

Continuar Lendo

Em Alta